Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13353
Título: Avaliação dos efeitos da atividade física na prevenção do estresse oxidativo e do câncer de mama
Autor(es): Florencio, Gilzandra Lira Dantas
Palavras-chave: Atividade física;Estresse oxidativo;Câncer de mama;Revisão sistemática;Mulher
Data do documento: 5-Out-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FLORENCIO, Gilzandra Lira Dantas. Avaliação dos efeitos da atividade física na prevenção do estresse oxidativo e do câncer de mama. 2011. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
metadata.dc.description.resumo: O processo do envelhecer é um evento inevitável, de caráter universal e multifatorial. A atividade física (AF) é um importante aliado na prevenção das doenças advindas do envelhecimento. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do AF na prevenção do estresse oxidativo e câncer de mama. Inicialmente foi realizada uma revisão bibliográfica avaliando os efeitos do AF sobre o estresse oxidativo, que posteriormente deu origem a uma revisão sistemática (RS) avaliando os efeitos do AF na prevenção do câncer de mama. Durante o processo de RS os artigos foram selecionados através de busca em base de dados eletrônica e manual. Considerando-se que se tratava de uma RS que mensurava o risco, foram incluídos estudos realizados com este propósito. Estudos de coorte e caso-controle foram metodologicamente avaliados através da Escala de NewCastle. O programa estatístico padrão utilizado para estudos de metanálise foi o Review Manager 5.1. A heterogeneidade dos estudos foi constatada mediante a utilização do método estatístico de Mantel-Haenszel, que analisou o efeito fixo para dados dicotômicos, testes de subgrupos e cálculo de odds ratio com intervalo de confiança de 95%. Nas bases de dados (Pubmed, Embase, Scielo, Cochrane, Cancerlit e Google Scholar) e busca manual foram encontrados 8747 estudos enfocando este tema, destes, 152 foram excluídos por duplicidade e 8541 não se enquadravam nos critérios de inclusão. Após avaliação qualitativa mediante a utilização da escala de NewCastle, 25 destes foram excluídos. Houve uma perda de oito artigos, por falta de dados e de contato com os autores. Finalizando a RS com um total de 21 artigos. Destes, sete estudos de coorte [OR = 0,61 (0,59 a 0,63)] (heterogeneidade 100%) e quatorze estudos de casoxi controle [OR = 0,84 (0,81-0,88)] (heterogeneidade 72%). A despeito da evidente heterogeneidade dos artigos, constatou-se que a prática de AF reduz o risco de câncer de mama em mulheres. No entanto, é necessária a criação de um instrumento padrão para quantificar e mensurar a AF, o que possibilitaria à realização de estudos comparáveis que permitiria desta forma a realização de metanálise, reforçando ainda mais a evidência destes achados. Por outro lado, outras variáveis tais como: menopausa, período de latência e tipo de AF não podem ser esquecidas nesta análise
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13353
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GilzandraLDFDISSERT.pdf399,63 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.