Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13379
Título: Atividades educativas aos portadores de periodontite crônica: escuta e troca de saberes no autocuidado em saúde bucal
Autor(es): Nuto, Sharmênia de Araújo Soares
Palavras-chave: Educação em saúde;Periodontite;Autocuidado;Doenças crônicas;Health education;Periodontitis;Self-care;Chronic illnesses
Data do documento: 7-Mai-2007
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: NUTO, Sharmênia de Araújo Soares. Atividades educativas aos portadores de periodontite crônica: escuta e troca de saberes no autocuidado em saúde bucal. 2007. 97 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Resumo: This research aimed at evaluating oral health education activities for Periodontitis carriers, emphasizing the motivation for self-care and understanding the cultural aspects involved. This was a qualitative and quantitative study. Based on the qualitative referential, 20 interviews were done, in which differences between scientific and popular explicative models of the health-illness process were verified, besides the increased knowledge and motivation in relation to the use of preventive measures and also the fails in the understanding of the chronic character of periodontitis, enhancing frustration and guilty feelings in the patients. Two groups were structured: intervention and control. The intervention group was submitted to clinical attendance and education activities, while the control group undergone the traditional clinical attendance only. The sample consisted of 51 participants of intervention group and 47 of control group. Structured interviews were conducted at the beginning and at the end of the treatment in order to evaluate the knowledge and motivation for self-care in both groups. For comparison between the previous and post moments in both groups, there were applied McNemar tests with a probability of p < 0.05. In intervention group there was an increase in knowledge related to the name, the causes and related factors of the disease (p < 0.05). In control group there wasn t a rise in the understanding of the diseases chronic character, unlike in intervention group. However, in what concerns self-care, a greatest frequency in medium and high scores was observed in both groups. By this study, it is conclude that there is a common sense knowledge about the importance of preventive techniques and poor oral health as causing periodontitis; clinical interventions for bearers of chronic Periodontitis do not add values to the patients, regarding the illness, its causes and its chronic character; popular beliefs stay in their imagination, and the patients have a increased motivational capacity for self-care
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa objetivou avaliar atividades educativas em saúde bucal aos portadores de periodontite crônica, enfocando a motivação para o autocuidado e compreendendo os aspectos culturais envolvidos. Tratou-se de um estudo qualitativo-quantitativo. A partir do referencial qualitativo, foram realizadas 20 entrevistas, em que foram verificadas diferenças nos modelos explicativos científico e popular do processo saúde-doença, além do elevado conhecimento e motivação em relação à utilização de medidas preventivas, além de falhas na compreensão do caráter crônico das periodontites, gerando sentimentos de culpa e frustração nos pacientes. Dois grupos froma estruturados: intervenção e controle. O grupo de intervenção foi submetido a atendimento clínico e atividades educativas, enquanto o grupo-controle participou somente do atendimento clínico A amostra constituiu-se de 51 participantes do grupo de intervenção e 47 do controle. No início e no final do tratamento foram realizadas entrevistas estruturadas para avaliar o conhecimento e a motivação para o autocuidado nos dois grupos. Para a comparação entre os momentos antes e depois, nos dois grupos, foi realizado o teste McNemar, com uma probabilidade de p < 0,05. No grupo de intervenção houve um incremento do conhecimento em relação ao nome, às causas e aos fatores relacionados à doença (p < 0.05). No grupo controle não houve aumento na compreensão do caráter crônico, ao contrário do grupo de intervenção. Entretanto, no que se refere ao autocuidado, observou-se uma maior freqüência nos escores entre médio e alto, nos dois grupos. Através deste estudo foi concluído que existe um conhecimento senso comum sobre a importância das técnicas preventivas e a má higiene oral como causadora da periodontite; as intervenções clínicas, não acrescentam valores ao paciente em relação ao conhecimento de qual doença possui, suas causas e seu caráter crônico; as compreensões populares permanecem no imaginário popular e os pacientes possuem uma elevada capacidade motivacional para o autocuidado
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13379
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SharmeniaASN.pdf2,73 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.