Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13380
Título: ANÁLISE COMPARATIVA DO CONHECIMENTO, ATITUDES E PRECONCEITOS DE UNIVERSITÁRIOS DOS CURSOS DE PEDAGOGIA, EDUCAÇÃO FÍSICA E MEDICINA EM RELAÇÃO À EPILEPSIA
Autor(es): Santos, Danielle de Sousa Bessa dos
Palavras-chave: epilepsia;conhecimento;preconceito;atitude;alunos de graduação;epilepsy;knowledge;preconception;attitude;undergraduate students
Data do documento: 16-Dez-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SANTOS, Danielle de Sousa Bessa dos. ANÁLISE COMPARATIVA DO CONHECIMENTO, ATITUDES E PRECONCEITOS DE UNIVERSITÁRIOS DOS CURSOS DE PEDAGOGIA, EDUCAÇÃO FÍSICA E MEDICINA EM RELAÇÃO À EPILEPSIA. 2011. 63 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: Epilepsy is a chronic disorder of the central nervous system, most frequently characterized by abnormal electrical impulses in the brain. It is the oldest recorded neurological disease and has been surrounded by myths, mistaken beliefs and preconceptions. Three professionals work with epileptic patients on a daily basis: teachers, physical educators and physicians . This study aimed to analyze and compare the level of knowledge, preconceptions and attitudes of undergraduate students in the courses of Pedagogy, Physical Education and Medicine, future professionals who will deal with epileptic patients. This descriptive observational study was conducted with 286 university undergraduates of both sexes (women 99/34.6% and men 187/65.4%) from the first to fourth year of Pedagogy, Physical Education and Medicine courses at the Universidade Estadual Rio Grande do Norte (UERN), with mean age of 23 years. A validated and adapted 17-question questionnaire, divided into nine knowledge-based questions, five related to preconceptions and three on attitudes, was applied. Results allowed elaboration of a manuscript entitled Comparative Analysis of Knowledge, Attitude and Preconceptions in University Undergraduates of Pedagogy, Physical Education and Medicine Courses in Relation to Epilepsy. The findings of this article show that knowledge of epilepsy in the three groups is very satisfactory. The low level of preconception indicates that educational or clarifying information is being transmitted, albeit by television, a layman s information vehicle, which has undoubtedly contributed to reducing the stigma of epilepsy through educational information. Results also suggest a lack of knowledge on how to act during a seizure, especially in education professionals. Although there are limitations in our sample, the relevance and contribution of this study is to call attention to the importance and need for these future professionals to be informed and learn correct attitudes with respect to epilepsy during their academic formation. This is essential at a time when the disease is being brought out of the shadows. This research was supported by the Office of the Dean of Teaching, and Deans of Pedagogy, Physical Education and Medicine at UERN. The research was made possible by the multidisciplinary interaction among a physical educator, child neurologist and statistician, all contributing to achieving the aims set out here
metadata.dc.description.resumo: epilepsia é uma desordem crônica do sistema nervoso central mais freqüente caracterizada por um descompasso elétrico nos circuitos cerebrais, tida como a doença neurológica mais antiga e esteve sempre cercada por mitos, crenças e preconceitos. Três profissionais lidam no dia a dia com os pacientes epiléticos, o Pedagogo, o Educador Físico e o Médico. O objetivo deste estudo foi analisar e comparar o nível de conhecimento, preconceitos e atitudes dos universitários dos cursos de Pedagogia, Educação Física e Medicina, futuros profissionais que irão lidar com pacientes que apresentem epilepsia. O estudo foi descritivo observacional, realizado com 286 universitários, cursando do primeiro ao quarto período dos cursos de Pedagogia, Educação Física e Medicina, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte- UERN, com a média da idade de 23 anos de ambos os gêneros (feminino 99/34,4% e masculino187/64,4%). Utilizou-se o questionário validado e adaptado contendo 17 questões, sendo dividido em nove questões referentes ao conhecimento, cinco em relação ao preconceito e três sobre as atitudes. Os resultados permitiram a elaboração de um manuscrito: intitulado-Análise Comparativa do Conhecimento, Atitude e Preconceito de Universitários dos Cursos de Pedagogia, Educação Física e Medicina em Relação à Epilepsia. Neste artigo o resultado mostra que o conhecimento sobre epilepsia entre os três grupos é muito satisfatório. O baixo nível de preconceito revelado indica que nos dias atuais são passadas informações educacionais ou esclarecedoras mesmo que por um veículo de comunicação de informação leiga, a televisão, que sem dúvidas contribui para a redução do estigma da epilepsia pelas suas informações educativas. Os resultados indicam ainda que há desconhecimento de atitudes corretas sobre como atuar durante a crise em especial para os profissionais da Educação. Embora haja limitação da nossa amostra, o mérito e a contribuição dessa pesquisa é chamar a atenção para a importância e a necessidade destes futuros profissionais, que lidarão com pacientes epiléticos para estarem informados e aprenderem atitudes corretas durante sua formação acadêmica. Isto é fundamental na era em que se trabalha para tirar a epilepsia da sombra. Para a realização deste estudo tevese o apoio da Pró - Reitoria de Ensino, dos diretores das faculdades de Pedagogia, Educação Física e Medicina da UERN. O desenvolvimento desta pesquisa foi possível pela interação multidisciplinar que envolveu um educador físico, um neurologista infantil e um estatístico, todos contribuíram para a realização e concretização do objetivo deste estudo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13380
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DanielleSBS_DISSERT.pdf580,47 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.