Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13463
Título: Micropartículas de poli (ácido lático-co-ácido glicólico) obtidas por spray drying para a liberação prolongada de metotrexato
Autor(es): Oliveira, Alice Rodrigues de
Palavras-chave: Metotrexato;Poli (ácido lático-co-ácido glicólico) PLGA;Micropartículas biodegradáveis;"Spray drying";Methotrexate;Poly lactic acid-co-glycolic acid PLGA;Biodegradable microparticles;Spray drying "
Data do documento: 19-Dez-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Alice Rodrigues de. Micropartículas de poli (ácido lático-co-ácido glicólico) obtidas por spray drying para a liberação prolongada de metotrexato. 2011. 132 f. Dissertação (Mestrado em Bioanálises e Medicamentos) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: Methotrexate (MTX) is a drug used in the chemotherapy of some kind of cancers, autoimmune diseases and non inflammatory resistant to corticosteroids uveits. However, the rapid plasmatic elimination limits its therapeutic success, which leads to administration of high doses to maintain the therapeutic levels in the target tissues, occurring potential side effects. The aim of this study was to obtain spray dried biodegradable poly-lactic acid co-glycolic acid (PLGA) microparticles containing MTX. Thus, suitable amounts of MTX and PLGA were dissolved in appropriate solvent system to obtain solutions at different ratios drug/polymer (10, 20, 30 and 50% m/m). The physicochemical characterizing included the quantitative analysis of the drug using a validate UV-VIS spectrophotometry method, scanning electron microscopy (SEM), infrared spectrophotometry (IR), thermal analyses and X-ray diffraction analysis. The in vitro release studies were carried out in a thermostatized phosphate buffer pH 7.4 (0.05 M KH2PO4) medium at 37°C ± 0.2 °C. The in vitro release date was subjected to different kinetics release models. The MTX-loaded PLGA microparticles showed a spherical shape with smooth surface and high level of entrapped drug. The encapsulation efficiency was greater then 80%. IR spectroscopy showed that there was no chemical bond between the compounds, suggesting just the possible occurrence of hydrogen bound interactions. The thermal analyses and X-ray diffraction analysis shown that MTX is homogeneously dispersed inside polymeric matrix, with a prevalent amorphous state or in a stable molecular dispersion. The in vitro release studies confirmed the sustained release for distinct MTX-loaded PLGA microparticles. The involved drug release mechanism was non Fickian diffusion, which was confirmed by Kornmeyer-Peppas kinetic model. The experimental results demonstrated that the MTX-loaded PLGA microparticles were successfully obtained by spray drying and its potential as prolonged drug release system.
metadata.dc.description.resumo: O metotrexato (MTX) é um fármaco utilizado na quimioterapia de alguns tipos de câncer, doenças autoimunes e uveítes não inflamatórias resistentes aos corticosteróides. No entanto, sua rápida eliminação plasmática limita o sucesso terapêutico, levando à necessidade de altas doses para manutenção da concentração efetiva no tecido alvo, ocasionando o potencial surgimento de reações adversas. O objetivo principal desse estudo foi obter um sistema microparticulado biodegradável à base de ácido poli (ácido lático-co-ácido glicólico) (PLGA) por spray drying para liberação prolongada do MTX. Para isso, quantidades distintas de MTX e PLGA foram dissolvidas em sistema solvente adequado para obter soluções com diferentes proporções de fármaco em relação ao polímero (10, 20, 30 e 50% m/m). A caracterização físicoquímica incluiu análise quantitativa do fármaco incorporado na matriz polimérica por espectrofotometria UV-VIS em 303nm previamente validada, microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectrofotometria de infravermelho (IV), análises térmicas e difração de raios-X (DRX). O perfil de liberação in vitro do fármaco nas micropartículas foi realizado em tampão fosfato (0.05 M KH2PO4) em banho termostatizado 37 °C ± 0.2 °C. Os dados obtidos do estudo de liberação in vitro foram submetidos a diferentes modelos cinéticos de liberação. As micropartículas de PLGA contendo o MTX apresentaram a forma esférica, uniforme, com superfície aparentemente lisa. O nível de eficiência de encapsulação foi superior a 80%. A espectroscopia na região do infravermelho demonstrou que não ocorreu ligação química entre os componentes dos sistemas, no entanto foi observado forte interação entre o MTX e PLGA indicando provável ocorrência de pontes de hidrogênio. Análise XII térmica e DRX demonstraram que o MTX está distribuído na matriz polimérica com a prevalência do estado amorfo ou em dispersão molecular. O estudo de liberação in vitro confirmou o perfil de liberação prolongada para as diferentes micropartículas. O mecanismo de liberação envolvido foi por difusão não Fickiana, ao qual foi determinado a partir do modelo cinético de Kornmeyer- Peppas. Os resultados experimentais demonstraram o sucesso na obtenção das micropartículas de PLGA contendo o MTX por spray drying e seu potencial como sistema de liberação prolongada do fármaco.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13463
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AliceRO_DISSERT.pdf2,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.