Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13480
Título: Avaliação in vitro da eficácia de produtos homeopáticos contendo momordica charantia através de bioensaios
Autor(es): Esposito, Regina Carmen
Palavras-chave: Homeopatia. Momordica Charantia. Ensaios Biológicos in Vitro. Citotoxicidade. Citocinas. Controle de Qualidade;Homeopathy. Momordica Charantia. Biological Assays in vitro. Cytotoxicity. Cytokines. Quality Assurance
Data do documento: 25-Abr-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ESPOSITO, Regina Carmen. Avaliação in vitro da eficácia de produtos homeopáticos contendo momordica charantia através de bioensaios. 2013. 103 f. Dissertação (Mestrado em Bioanálises e Medicamentos) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: Homeopathic medicines have been used for over two hundred years without the examination of their effects on in vivo and in vitro assays, due to the peculiarity of homeopathic preparations, the high dilution, which creates a challenge for the use of usual analytical techniques of quality control of medicine.Although there is scarcity of literature and variety of experiments, recently there have been some studies with few in vitro assays which have shown positive responses when evaluating the mechanism of action of homeopathic medicines which are able to act on a specific system.The present study aims to evaluate the efficacy of homeopathic products containing Momordica charantia through bioassays.Homeopathic products were tested by the MTT to assess cytotoxicity in RAW 264.7 (macrophage-like cells) and in tumor cells HeLa (human cervical adenocarcinoma cells), CHO K1 (Chinese hamster ovary cells), PANC-1 (human pancreas cancer cells) and PC-3 (human prostate cancer cells), dosage of inflammatory mediators NO, TNF-α and IL-6 released by RAW 264.7 cells, analysis of the death process and cell cycle changes of PC-3 by flow cytometry. The data demonstrate that homeopathic products of Momordica charantia did not show cytotoxicity to RAW 264.7, increased the production of inflammatory mediators by RAW 264.7 synergistically with LPS, showed cytotoxicity to PC-3 with change in its cell cycle inhibiting its proliferation, being the 30CH the most potent sample. Correlation studies were conducted in order to evaluate the possible in vitro applicable models to the quality control of homeopathic products with Momordica charantia. The data showed that the best applicable models in assessing the quality are the MTT to assess cytotoxicity in RAW 264.7 and PC-3 in 24 hours for Momordica charantia fruit products and dosage of NO production by RAW 264.7 with and without LPS
metadata.dc.description.resumo: Os medicamentos homeopáticos têm sido utilizados por mais de duzentos anos, sem a verificação dos seus efeitos em ensaios in vivo e in vitro. Devido à peculiaridade das preparações homeopáticas, sua alta diluição, que cria um desafio para a utilização das técnicas analíticas usuais do controle de qualidade de medicamentos. Embora exista escassez de literatura e heterogeneidade de experimentos, recentemente existem alguns estudos com poucos ensaios in vitro que têm apresentado respostas positivas quando se avalia o mecanismo de ação dos medicamentos homeopáticos que são capazes de atuar em um sistema específico. O presente estudo visa à avaliação da eficácia dos produtos homeopáticos contendo Momordica charantia através de bioensaios. Os produtos homeopáticos foram avaliados pelo teste do MTT para verificação da citotoxicidade em RAW 264.7(macrófago murino) e em células tumorais HeLa (Adenocarcinoma cervical uterino humano), CHO K1 (Células de ovário de Hamster chinês), PANC-1 (Carcinoma de pâncreas humano) e PC-3 (Adenocarcinoma de próstata humano); pela dosagem de mediadores da inflamação NO, TNF-α e IL-6 liberados por células RAW 264.7 e pela análise do processo de morte e da alteração do ciclo celular de PC-3 por citometria de fluxo. Os dados demonstraram que os produtos homeopáticos de Momordica charantia não apresentaram citotoxicidade para RAW 264.7, aumentaram a produção dos mediadores da inflamação por RAW 264.7 sinergicamente com LPS, mostraram citotoxicidade para PC-3 com alteração no seu ciclo celular inibindo sua proliferação, sendo 30CH a amostra mais potente. Foram realizados estudos de correlação visando avaliar os possíveis modelos in vitro aplicáveis ao controle de qualidade de produtos homeopáticos contendo Momordica charantia. Os dados demonstraram que os melhores modelos aplicáveis na avaliação da qualidade são o teste do MTT para avaliar citotoxicidade em RAW 264.7 e PC-3 em 24 horas para os produtos de Momordica charantia (fr) e dosagem da produção de NO por RAW 264.7 com e sem LPS
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13480
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ReginaCE_DISSERT.pdf2,27 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.