Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13503
Título: Avaliação do status antioxidante, expressão gênica e polimorfismos dos genes SOD1, SOD2 e GPx1 em crianças, adolescentes e adultos jovens com diabetes tipo 1
Autor(es): Oliveira, Yonara Monique da Costa
Palavras-chave: Diabetes mellitus tipo 1. Enzimas antioxidantes. Expressão gênica. Polimorfismo;Type 1 diabetes. Antioxidant enzymes. Gene expression. Polymorphism
Data do documento: 27-Fev-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Yonara Monique da Costa. Avaliação do status antioxidante, expressão gênica e polimorfismos dos genes SOD1, SOD2 e GPx1 em crianças, adolescentes e adultos jovens com diabetes tipo 1. 2012. 85 f. Dissertação (Mestrado em Bioanálises e Medicamentos) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: Studies report that the pathophysiological mechanism of diabetes complications is associated with increased production of Reactive Oxygen Species (ROS)-induced by hyperglycemia and changes in the capacity the antioxidant defense system. In this sense, the aim of this study was to evaluate changes in the capacity of antioxidant defense system, by evaluating antioxidant status, gene expression and polymorphisms in the genes of GPx1, SOD1 and SOD2 in children, adolescents and young adults with type 1 diabetes. We studied 101 individuals with type 1 diabetes (T1D) and 106 normoglycemic individuals (NG) aged between 6 and 20 years. Individuals with type 1 diabetes were evaluated as a whole group and subdivided according to glycemic control in DM1G good glycemic control and DM1P poor glycemic control. Glycemic and metabolic control was evaluate by serum glucose, glycated hemoglobin, triglycerides, total cholesterol and fractions (HDL and LDL). Renal function was assessed by measurement of serum urea and creatinine and albumin-to-creatinine ratio (ACR) in spot urine. Antioxidant status was evaluate by content of reduced glutathione (GSH) in whole blood and the activity of erythrocyte enzymes glutathione peroxidase (GPx) and superoxide dismutase (SOD). We also analyzed gene expression and gene polymorphisms of GPx1 (rs1050450), SOD1 (rs17881135) and SOD2 (rs4880) by the technique of real-time PCR (Taqman®). Most individuals with DM1 (70.3%) had poor glycemic control (glycated hemoglobin> 8%). Regarding the lipid profile, individuals with type 1 diabetes had significantly elevated total cholesterol (p <0.001) and LDL (p <0.000) compared to NG; for triglycerides only DM1NC group showed significant increase compared to NG. There was an increase in serum urea and RAC of individuals with DM1 compared to NG. Nine individuals with type 1 diabetes showed microalbuminuria (ACR> 30 mg / mg). There was a decrease in GSH content (p = 0.006) and increased erythrocyte GPx activity (p <0.001) and SOD (p <0.001) in DM1 group compared to NG. There was no significant difference in the expression of GPx1 (p = 0.305), SOD1 (.365) and SOD2 (0.385) between NG and DM1. The allele and genotype frequencies of the polymorphisms studied showed no statistically significant difference between the groups DM1 and NG. However, the GPx1 polymorphism showed the influence of erythrocyte enzyme activity. There was a decrease in GPx activity in individuals with type 1 diabetes who had a polymorphic variant T (p = 0.012). DM1 patients with the polymorphic variant G (AG + GG) for polymorphism of SOD2 (rs4880) showed an increase in the RAC (p <0.05). The combined data suggest that glucose control seems to be the predominant factor for the emergence of changes in lipid profile, renal function and antioxidant system, but the presence of the polymorphisms studied may partly contribute to the onset of complications
metadata.dc.description.resumo: Estudos relatam que o mecanismo fisiopatológico das complicações do diabetes está associado ao aumento na produção de Espécies Reativas de Oxigênio (ERO) induzido pela hiperglicemia persistente e alterações na capacidade de defesa do sistema antioxidante. Nesse sentido, o presente estudo teve como objetivo avaliar alterações na capacidade de defesa do sistema antioxidante, através da avaliação do status antioxidante, expressão gênica e pesquisa de polimorfismos nos genes da GPx1, SOD1 e SOD2 de crianças, adolescentes e adultos jovens com Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1). Foram estudados 101 indivíduos com diabetes tipo 1 (DM1) e 106 indivíduos normoglicêmicos (NG) com idade entre 6 e 20 anos. Os indivíduos com DM1 foram avaliados como um grupo total e subdivididos de acordo com o controle glicêmico em DM1NC diabético não-compensado e DM1C diabéticos compensados. Para avaliar o controle glicêmico e metabólico foram realizadas as dosagens de glicose sérica, hemoglobina glicada, triglicerídeos, colesterol total e frações (HDL e LDL). A função renal foi avaliada pelas dosagens de ureia e creatinina séricas e a relação albumina/creatinina (RAC) urinária. Os parâmetros antioxidantes avaliados foram o conteúdo da glutationa reduzida (GSH) em sangue total e a atividade eritrocitária das enzimas glutationa peroxidase (GPx) e superóxido dismutase (SOD). Também foi avaliada a expressão gênica e a pesquisa dos polimorfismos dos genes GPx1 (rs1050450), SOD1(rs17881135) e SOD2 (rs4880) pela técnica da PCR em tempo real (Taqman®). A maioria dos indivíduos com DM1 (70,3%) apresentou controle glicêmico insatisfatório (hemoglobina glicada >8%). Em relação ao perfil lipídico, indivíduos com DM1 apresentaram valores significativamente elevados de colesterol total (p<0,001) e LDL (p<0,000) em relação ao NG; para os triglicerídeos só o grupo DM1NC apresentou aumento significante em relação ao NG. Observou-se o aumento na uréia sérica e na RAC dos indivíduos com DM1 em relação ao NG. Nove dos indivíduos com DM1 apresentaram microalbuminúria (RAC> 30 &#956;g/mg). Houve diminuição no conteúdo de GSH (p=0,006) e aumento na atividade eritrocitária da GPx (p<0,001) e SOD (p<0,001) do grupo DM1 em relação ao NG. Não foi observada diferença significante na expressão de GPx1 (p=0,305), SOD1 (0,365) e SOD2 (0,385) entre NG e DM1. As freqüências genotípicas e alélicas dos polimorfismos estudados não mostraram diferença estatisticamente significante entre os grupos DM1 e NG. Porém o polimorfismo da GPx1 mostrou influência na atividade eritrocitária da enzima, observando-se diminuição da atividade nos indivíduos com DM1 que possuíam a variante polimórfica T (p=0,012). Já para o polimorfismo Ala16Val da SOD2 observou-se elevação da RAC para aqueles indivíduos diabéticos que possuíam o alelo G (p<0,05). O conjunto dos dados sugere que o controle glicêmico parece ser o fator predominante para o surgimento de alterações no perfil lipídico, função renal e no sistema antioxidante, porém a presença dos polimorfismos estudados possam, pelo menos em parte, contribuir para o aparecimento de complicações
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13503
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
YonaraMCO_DISSERT.pdf1,64 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.