Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13504
Título: Ação da β-1,3 glucana no sistema imune de camundongos com sepse por Candida albicans
Autor(es): Melchuna, Karina Mendes
Palavras-chave: β;-1,3 glucana. Imunomodulação. Sepse. Candida albicans;β;-1,3 glucan. Immunomodulation. Sepsis. Candida albicans
Data do documento: 28-Fev-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MELCHUNA, Karina Mendes. Ação da β-1,3 glucana no sistema imune de camundongos com sepse por Candida albicans. 2012. 59 f. Dissertação (Mestrado em Bioanálises e Medicamentos) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: The frequency of disseminated candidiasis caused by yeast has enhancing in intensive care unit. Despite the availability of new antifungal drugs, C. albicans sepsis mortality causes can be as high as 30-40%. So, it has been needed to looking for a new therapeutic medicament that helps in treatment and prevention of this infection. Previous data that demonstrated that particulated β-glucan stimulates the immune system and experiments of this work were conducted to investigating if β-glucan extracted from Saccharomices cerevisiae, could modified the evolution of mouse model C. albicans systemic infection. Balb/c mice with sepsis and β-1,3 glucan treated or not were analyzed the influence of β-1,3 glucan in survival of the animals, in the fungal burdens in kidney, in the production of urea and TNF even in the histopathology of kidney. The experiments shown that the infected animals a nd glucan treated had great survival (p<0,05), less unit form colony in kidney and normal levels of urea. In the kidney histopathology of not glucan treated animals it has seen more lesions when compared with treated animals. So we conclude that β-1,3 glucan could stimulate the immune system against disseminated C. albicans
metadata.dc.description.resumo: A frequência de candidíase invasiva causada por leveduras tem aumentado nas unidades de terapia intensiva. Apesar dos importantes avanços no desenvolvimento de agentes antifúngicos, a sepse por Candida ssp tem inaceitável atribuição a mortalidade de 40-50% de pessoas. Existe a necessidade de se identificar novos agentes terapêuticos que auxiliem no tratamento e prevenção dessa infecção. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar se a β-1,3 glucana particulada, extraída do Saccharomyces cerevisiae, seria capaz de modificar a evolução da infecção sistêmica por Candida albicans em modelo experimental. Camundongos Balb/c submetidos à sepse e tratados ou não com β-1,3 glucana particulada foram avaliados com relação ao tempo de sobrevida, quantificação das unidades formadoras de colônia nos rins, dosagem de uréia e TNF séricos e análise histopatológica renal para avaliação de infiltrado inflamatório e presença do fungo no tecido renal. Os resultados mostraram que os animais infectados por Candida albicans e tratados com glucana apresentaram uma maior sobrevida (p<0,05), uma menor quantidade de unidades formadoras de colônia nos rins e valores de uréia normais. Na análise dos resultados da histopatologia foi observado um maior dano no tecido renal dos animais pertencentes ao grupo não tratado com glucana, diferentemente do observado nos animais tratados pela glucana os quais apresentaram pequeno dano renal. Assim, podemos concluir que a glucana foi capaz de estimular o sistema imune na defesa contra infecção disseminada por C. albicans
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13504
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
KarinaMM_DISSERT.pdf2,2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.