Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13509
Título: Caracterização dos marcadores químicos e avaliação de atividades biológicas do extrato de Spondias mombin (ANACARDIACEAE)
Autor(es): Cabral, Barbara
Palavras-chave: Spondias mombin. Ácidos fenólicos. Anti-inflamatório. Antioxidante. antimicrobiano e antiproliferativo;Spondias mombin. Phenolic acid. Antiinflammatory. Antioxidant. Antimicrobial and antiproliferative
Data do documento: 11-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CABRAL, Barbara. Caracterização dos marcadores químicos e avaliação de atividades biológicas do extrato de Spondias mombim. 2014. 97 f. Dissertação (Mestrado em Bioanálises e Medicamentos) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Spondias mombin is a fruitful species dispersed in tropical regions of America, Africa and Asia. In Brazil, the species can be found mainly in the northern and northeastern regions. Scarce chemical and pharmacological studies have been reported for S. mombin and until this moment studies about chemical markers were not developed. In this context, the aims of this study were to characterize the chemical markers from S. mombin leaves and evaluate their anti-inflammatory, antioxidant and antiproliferative potentials. The chemical profile of the hydroethanolic extract from S. mombin leaves analyzed by HPLC-DAD, through a validated method, allowed the identification and quantification of ellagic acid and chlorogenic acid. This extract showed anti-inflammatory potential in acute peritonitis model induced by carrageenan. The hydroethanolic extract from S. mombin leaves was subjected to a liquid-liquid partition with the solvents: n-hexane, dichloromethane, ethyl acetate and n-butanol. Regarding the anti-inflammatory potential of the fractions obtained they were active; however, ethyl acetate fraction at 200 mg/kg showed highlighted results. The compounds ellagic acid and chlorogenic acid also inhibited the leukocyte migration to the site of inflammation at 2.5, 5 and 10 mg/kg. The hydroethanolic extract, fractions and the chemical markers showed significant antioxidant potential when evaluated in different assays: DPPH Free-Radical Scavenging, Superoxide Radical Scavenging, Hydroxyl Radicals Scavenging and Reducing Power. Taken together our results showed that hydroethanolic extract of S. mombin leaves has ellagic acid and chlorogenic acid as bioactive markers and it demonstrated antiinflammatory and antioxidant properties besides no cytotoxicity against 3T3 cells. It enables us to suggest S. mombin as an important species to develop herbal drugs
metadata.dc.description.resumo: S. mombin é uma espécie frutífera que se encontra dispersa em regiões tropicais da América, África e Ásia. No Brasil a espécie pode ser encontrada em vários estados tendo maior prevalência nas regiões norte e nordeste do país. Foram descritos poucos estudos químicos e farmacológicos para a espécie S. mombin e até o momento não foram analisados os marcadores químicos da espécie. Diante desse contexto, este trabalho buscou caracterizar os marcadores químicos para as folhas e frutos de S. mombin e avaliar a atividade anti-inflamatória, antioxidante, antiproliferativa e antimicrobiana. O extrato das folhas (EHfl) secas e dos frutos (EHfr) in natura foram preparados por maceração em meio hidroalcoólico. Para a caracterização dos compostos ativos da espécie S. mombin, os extratos hidroetanólicos foram submetidos à partição líquido-líquido com solventes de polaridade crescente n- hexano (Hex), diclorometano (Dcm), acetato de etila (AcOEt) e n-butanol (ButOH). A avaliação do perfil químico das folhas por CCD e CLAE mostrou que a espécie é rica em compostos fenólicos. Na análise por CCD foi observada a presença de quercetina, ácido elágico e canferol. A análise por CLAE permitiu a identificação e a quantificação de ácido elágico e ácido clorogênico no EHfl. A metodologia analítica foi validada segundo os parâmetros estabelecidos pela RDC 899/ 2003 e pela ICH. Na análise qualitativa por CLAE do EHfr foram identificados o ácido clorogênico e a rutina. Os resultados da avaliação da atividade antiinflamatória mostraram que o EHfl das folhas, nas doses de 100, 200, 300 e 500 mg/kg, apresentou efeito de inibição da migração de leucócitos no modelo de peritonite aguda induzida por carragenina. Todas as frações foram ativas, no entanto, a fração AcOEt na dose de 200 mg/kg apresentou melhor atividade em relação às outras frações testadas.O EHfl e a fração AcOEt apresentaram importante perfil de inibição bacteriana no teste de difusão em disco, principalmente frente à bactéria S. flexneri. O EHfl e as frações (Dcm, AcOEt, ButOH) das folhas assim como o EHfr apresentaram importante atividade antioxidante nos ensaios de DPPH, sequestro de radicais superóxidos, sequestro de radicais hidroxilas e poder redutor. No que se refere à avaliação da citotoxicidade do EHfl, das respectivas frações e do EHfr frente à cultura de células de fibroblastos 3T3 não foi observada citotoxidade significativa. Os resultados mostraram que o EHfl possui atividade antiinflamatória, antioxidante e antimicrobiana. Verificou-se que o ácido clorogênico e o ácido elágico podem ser usados como marcadores biativos das folhas de S. mombin. O EHfr apresentou atividade antioxidante e foi observada a presença de ácido clorogênico e rutina. Além disso, não foi observada atividade citotóxica para o EHfr e para o EHfl
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13509
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BarbaraC_DISSERT.pdf9,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.