Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13536
Título: O parto dos caminhos: Formação dos Sindicatos Rurais no Rio Grande do Norte (1960 - 1964)
Autor(es): Rocha Filho, Ruy Alkmim
Palavras-chave: História;Sindicatos Rurais;Movimentos Sociais;History;Rural Syndicates;Social Movements;
Data do documento: 19-Ago-2005
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ROCHA FILHO, Ruy Alkmim. O parto dos caminhos: Formação dos Sindicatos Rurais no Rio Grande do Norte (1960 - 1964). 2005. 162 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005.
Resumo: The present work treats the movements dedicated to reinvidication per land and social rights for the field works, among 1960 and 1964. Trying to understand this question in the Rio Grande do Norte it is necessary to consider the connection between the catholic church and the rural syndicates besides the influence of the Brazilian communist party, and still other social movements and the state. The structures politics local, national and international, had considerable importance to the organization rural potiguares workers. The rural potiguares syndicate appear in 1961 - after a hard organization work starting of the Service of Rural Assistance - and expand itself through state until the middle of 1962. Soon the first big conflicts an important manifestation are perceive, indirectly referring to a increasing movement's performance. The Favoring Progresses chains co quested a biggest influence in the politics destiny of the Rio Grande do Norte, in front of integration among syndicates, educational projects, and favoring progress's politics. But the military coup hired that the hope overflow the field
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho procura abordar os movimentos dedicados à reivindicação por terra e direitos sociais para os trabalhadores do campo, no período que vai de 1960 a 1964. No intuito de compreender esta problemática no Rio Grande do Norte, é necessário considerar as ligações entre a Igreja Católica e os Sindicatos Rurais, bem como a atuação do Partido Comunista Brasileiro e ainda outros movimentos sociais no estado. Os contextos políticos local, nacional e internacional tiveram importância considerável para a organização dos trabalhadores rurais potiguares. Os Sindicatos Rurais Potiguares surgem no ano de 1961 após um massivo trabalho de organização a partir do Serviço de Assistência Rural e se expandem pelo Estado até meados de 1962. Logo são observados os primeiros grandes conflitos e as importantes manifestações, aludindo a uma crescente representatividade do movimento. As correntes progressistas conquistavam maior influência nos destinos políticos do Rio Grande do Norte, diante da integração entre Sindicatos, projetos educacionais e políticos progressistas. Mas o golpe militar impediu que as esperanças se transformassem em fatos
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13536
Aparece nas coleções:PPGCS - Mestrado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RuyARF.pdf854,9 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.