Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13575
Título: Dos atos confessos aos afetos não-ditos: Um olhar sob as múltiplas experiências femininas a partir da análise dos discursos jurídicos, jornalísticos e orais
Autor(es): Silva, Edivalma Cristina da
Palavras-chave: Mulheres;Subjetividade;Corpo;Sexualidade. Representações de gêneros;Gender Representations;Sexuality;Subjectivities;Experiences;Women
Data do documento: 4-Nov-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Edivalma Cristina da. Dos atos confessos aos afetos não-ditos: Um olhar sob as múltiplas experiências femininas a partir da análise dos discursos jurídicos, jornalísticos e orais. 2009. 132 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: Women, subjectiveness, experimentations. This paper walks through gender, sexuality, body and subjectivity, bounding as the focus denaturalize the representations of womanlinessstaff and manliness and the modeled subjectivity by normative discusses that shows the transcendency based on multiplicities of experiences, wishes and life way wattled by men and women from the Caicó City s society in the decades from 1900 to 1945. For this, it was adopted a dialogic methodology inlcluding bibliographic and theorist references as well as sources like articles from Jornal das Moças (Lady s Journal); defloration s crime processes, abortion, infanticide and body lesions; iconographic sources and Caicó citizen memories in the period commented. Based on that sources, this work analyze the discursive construction of feminine through Justice and Jornal das Moças that paved by sanitarian, normalizing and moralizing discourses has spread clichés and stereotypes of womanlinessstaff and manliness, which has resulted by to universalize the experiences feminines in polarities and binary oppositions regarding to manliness, it has delineated them as asexual, irrational, anesthesiaed for pleasure and biologically meant to home activities modeling subjectivities that did not create ways for the singularization processes. This polarities, effects of sexual regulatory practices and gender legitimate the representations of courtship, maternity and honor, that although it has been incorporated not passivant on the building of the poor men and women subjectivity, it did not support itself in view of socio-cultural and economic reality of the poorest society side. Therefore, on this work emerge a plurality of women who has transited past the public sphere, who interlaced amorous informal relationships, who has kept relationships before the marriage, who hás established multiples familiar arrangements and helpful networks, who was single mothers without being considered dishonored women by social groups, who made matrimonial agreements without the rules of a formal civil marriage, who made use of beverageey to provoke the menstruation constituting multiples ways to experiment the life. This subjective feminine experimentations turned it possible to notice that representations concerning about the body, sexuality, date, maternity and honor of this women has constituted itself while molecularies and particulares . It was the affection not commented of the feminine sexuality that turned it possible to analyze the construction of singular subjectivities as a opened process, continuous, active, begetting new lands, life ways and wishes cartographies
metadata.dc.description.resumo: Mulheres, subjetividades, experimentações. Esse trabalho caminha pela análise das relações de gênero, sexualidade, corpo e subjetividades, delimitando como enfoque precípuo desnaturalizar as representações de feminilidade e masculinidade e a subjetividade modelizada pelos discursos normativos, ao mostrar sua transcendência com base na multiplicidade de experiências, desejos e modos de vida entrelaçados por homens e mulheres da sociedade caicoense, entre as décadas de 1900 a 1945, em Caicó/RN. Para isso, adotou-se uma metodologia dialógica entre as referências bibliográficas, teóricas e as fontes, as quais se constituíram em artigos do Jornal das Moças; processos-crime de defloramentos, abortos, infanticídios e lesões corporais; fontes iconográficas e memórias de caicoenses que viveram na cidade de Caicó/RN durante o recorte temporal trabalhado. Por meio dessas fontes, esse trabalho analisa a construção discursiva do feminino pela Justiça e Jornal das Moças que centrados nos discursos higienistas e normalizadores difundiram estereótipos de feminilidade e masculinidade, as quais acabaram por universalizar as experiências femininas em polaridades e oposições binárias em relação ao masculino, delineando-as enquanto assexuadas, irracionais, anestesiadas para o prazer e biologicamente destinadas ao lar, moldando subjetividades que não criava saídas para os processos de singularização. Essas polaridades, efeitos das práticas reguladoras da sexualidade e do gênero, naturalizaram e legitimaram as representações de namoro, maternidade e honra que embora tenham sido incorporados não passivamente! por homens e mulheres na construção da subjetividade, ainda assim não se sustentaram diante da realidade sócio-cultural e econômica das camadas mais populares. Assim, nesse trabalho emerge uma multiplicidade de mulheres que entrelaçaram relações amorosas informais, mantiveram relações pré-maritais, trabalharam fora de casa, estabeleceram múltiplos arranjos familiares e redes de ajuda, foram mães solteiras sem necessariamente serem consideradas mulheres desonradas pelo seu grupo social, constituíram contratos matrimonias sem centrarem-se no casamento civil, utilizaram beberagens para fazer vir às regras , constituindo múltiplas formas de vivências e experimentações. Essas experiências subjetivas femininas possibilitaram perceber que as representações acerca do corpo, sexualidade, namoro, maternidade e honra dessas mulheres se constituíram enquanto moleculares e particulares. Foram os afetos não-ditos das sexualidades femininas que possibilitaram analisar a construção de subjetividades singulares como um processo aberto, contínuo, ativo, produzindo novos territórios, formas de vida e cartografias do desejo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13575
Aparece nas coleções:PPGCS - Mestrado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EdivalmaCS.pdf3,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.