Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13636
Título: Desenvolvimento, pobreza e meio ambiente no seridó potiguar: um estudo centrado nas micro-regiões do seridó oriental e ocidental
Autor(es): Cruz, Marcelo Karloni da
Palavras-chave: Desenvolvimento;Instituições;Pobreza;Meio-Ambiente.;Development;Institution;Poverty;Environment.
Data do documento: 29-Set-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CRUZ, Marcelo Karloni da. Desenvolvimento, pobreza e meio ambiente no seridó potiguar: um estudo centrado nas micro-regiões do seridó oriental e ocidental. 2011. 184 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: This research work intends to carry out a study focused on the dynamic between development, poverty reduction and conservation of natural resources. To consider this relationship to the region chosen was the micro-region of Eastern and Western Seridó in the state of Rio Grande do Norte. In recent years, several studies (Araújo, 2011; BASTOS, 2009) have pointed out that after a period of economic crisis in its tripodproductive, formed by the activities of farming, cotton farming, mining and faced in the eighties, this region of the State of Rio Grande do Norte, has not only shown signs of economic recovery but also improve their social indicators. On the other hand, studies of desertification as the view of the state of RN (produced in cooperation between the Government of RN and research institutions) and the Sustainable Development Plan of Seridó (ADES, 2000), indicate that there is an ongoing French process of degradation of natural resources that is capable of compromising the ability of sustaining such a system. To verify this reality and likely finding this relationship, this work is adopted for this study, the analysis of evolution of secondary data from official bodies such as the IBGE on HDI, per capita income and other social indicators between 2000 and 2009. Here is another time of the survey analysis of qualitative data collected from interviews with institutions of academic intervention in nature, researchers at the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN) State agencies that address the issue of the Middle Environment in Seridó: Institute for Sustainable Development of the NB (IDEMA) and the Brazilian Institute of Environment and the Amazon (IBAMA) and institutions of direct intervention in the region, as the Agency's Sustainable Development Seridó (adhesive) and the Joint Semi-Arid (ASA). After crossing data from quantitative and qualitative, it was found that the dynamics of the region's economic Seridó Potiguar partially answers the improvement of social indicators of poverty. Contribution by the State in this shared stock transfer income. Regarding the influence of productive restructuring in the region on issues of environment, it is noted that the ceramic tile industry, responsible for the absorption percentage of the population with limited ingress into the urban economy, given the low education, accounts for the increase of susceptibility to the ongoing process of desertification in North Seridó Rio Grande. We conclude finally that the guarantee of increased income, freedom and conservation of natural resources ensures primarily by changing the beliefs and values, especially on the part of the business sector, which use natural resources so predatory, aimed at maintaining their rates of return on investment. And concomitantly, the synchronization between technological change, through the use of new energy sources, and institutional change.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho de investigação propõe-se a realizar estudo centrado na dinâmica existente entre desenvolvimento, redução de pobreza e conservação de recursos naturais. Para o exame dessa relação, as regiões escolhidas foram as micro-regiões do Seridó oriental e ocidental, no Estado do Rio Grande do Norte. Em anos recentes diversos estudos (ARAÚJO, 2011; BASTOS, 2009), têm apontado que, após o período de crise de seu tripé econômico-produtivo, formado pelas atividades de pecuária, cotonicultura e mineração, e enfrentada a crise nos anos oitenta, essas regiões do Estado do Rio Grande do Norte tem mostrado sinais não só de recuperação econômica, mas também de melhoria de seus indicadores sociais. Por outro lado, estudos como o panorama de desertificação do Estado do RN (2005) e o Plano de Desenvolvimento Sustentável do Seridó (ADESE, 2000), indicam que há em curso um franco processo de degradação de seus recursos naturais capaz de comprometer a capacidade de sustentação desse sistema. Para verificação dessa realidade e constatação provável dessa relação, neste trabalho, a análise de evolução dos dados secundários de órgãos oficiais, como o IBGE sobre IDH, renda per capita e demais indicadores sociais, entre os anos de 2000 e 2009. Segue-se em outro momento da pesquisa, a análise de dados de natureza qualitativa, coletados em entrevistas realizadas com instituições de intervenção de natureza acadêmica, pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); órgãos do Estado que tratam a questão do Meio-Ambiente no Seridó: Instituto de Desenvolvimento Sustentável do RN (IDEMA) e Instituto Brasileiro de Meio- Ambiente e da Amazônia Legal (IBAMA) e instituições de intervenção direta na região, como a Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó (ADESE) e a Articulação do Semi-Árido (ASA). Após o cruzamento dos dados de natureza quantitativa e qualitativa, constatou-se que a dinâmica econômica da região do Seridó Potiguar responde parcialmente na melhoria dos indicadores sociais de pobreza. Contribuição essa compartilhada pelo Estado nas ações de transferência de renda. No que se refere a influência da reestruturação produtiva da região nas questões de meio-ambiente, assinala-se que a indústria ceramista, responsável pela absorção de percentual da população com ingresso limitado na economia urbana, dado o baixo nível de escolaridade, responde por intensificar a susceptibilidade ao processo de desertificação em curso no Seridó norte-rio-grandense. Conclui-se enfim que a garantia de ampliação de renda, liberdades e conservação de recursos naturais, assegura-se, primeiramente, pelo alterar das crenças e valores, sobretudo de parte do setor empresarial, que se utiliza dos recursos naturais de modo predatório, visando a manutenção de suas taxas de retorno e investimento. E de modo concomitante, pela sincronização entre as mudanças tecnológicas, por meio do uso de novas fontes de energia e as mudanças institucionais.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13636
Aparece nas coleções:PPGCS - Mestrado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarceloKC_DISSERT.pdf1,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.