Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13689
Título: Auta de Souza, a poeta de pele clara, um moreno doce : memória e cultura da intelectualidade afrodescendente no Rio Grande do Norte
Autor(es): Farias, Genilson de Azevedo
Palavras-chave: Auta de Souza. Negros. Memória coletiva;Auta de Souza (1876-1901). Black people. Collective memory
Data do documento: 26-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FARIAS, Genilson de Azevedo. Auta de Souza, a poeta de pele clara, um moreno doce : memória e cultura da intelectualidade afrodescendente no Rio Grande do Norte. 2013. 185 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: In the first half of the twentieth century different groups of intellectuals were engaged in the pursuit of an ideal of Brazility. Thereon, two currents are perceived. The first was marked by a nostalgic bias about the past, being formulated by intellectuals from the region that was turning as Northeast. This group of intellectuals emphasized values and traditions of the agrarian aristocracy of the region that was losing visibility in the political and economic Brazil scene. Already the other current has a more modern and industrial feature, was formed by intellectuals from the Southeast that in detriment of the first, was rising. This group, on the other hand, was intended to give a new face to Brazil and break with the "roots" of our delay that in their view were linked to our agrarian past. This resulted in different perceptions and interpretations of our historical past, and the construction of different profiles to the Brazilian. Accordingly, our work seeks to understand how was produced the writing that silenced the mixed ancestry of Auta de Souza (1876-1901) considering the position that she should occupy in the intellectuals projects who were in charge of forming a memory for our state. Auta as a relevant historical character in this project of potiguares intellectuals, she was raised to the condition of a model woman and elected in the pantheon of the most beloved poets of Rio Grande do Norte, however, to occupy such prestigious position she had her racial ancestry concealed in the writings that these same intellectuals had written about her, what is still spreaded in memory and rituals places of religious and civic features
metadata.dc.description.resumo: Na primeira metade do século XX diferentes grupos de intelectuais estiveram engajados na busca de um ideal de brasilidade. Nisso, duas correntes são percebidas. A primeira foi marcada por um viés saudosista em relação ao passado, sendo formulada pelos intelectuais da região que então gestava-se como Nordeste. Esse grupo de intelectuais ressaltava valores e tradições da aristocracia agrária da região que perdia visibilidade no cenário político e econômico do Brasil. Já a outra corrente, de caráter mais moderno e industrial, foi formada pelos intelectuais da região Sudeste que em detrimento da primeira, estava em ascensão. Este grupo por sua vez, objetivava dar um novo rosto ao Brasil bem como romper com as raízes do nosso atraso que na visão deles estavam ligadas ao nosso passado agrário. Isso resultou em diferentes percepções e interpretações sobre nosso passado histórico, e na construção de diferentes perfis para o brasileiro. Nesse sentido, nosso trabalho busca entender como se produziu uma escrita que silenciava a ancestralidade mestiça de Auta de Souza (1876-1901) haja vista a posição que ela deveria ocupar dentro do projeto dos intelectuais que ficaram a cargo da formação de uma memória para o nosso estado. Auta enquanto personagem histórica relevante nesse projeto dos intelectuais potiguares foi alçada à condição de mulher modelo e elegida no panteão das poetas mais amadas do Rio Grande do Norte, todavia, para que pudesse ocupar tal posição teve sua ancestralidade racial escamoteada nos escritos que esses mesmos intelectuais fizeram sobre ela, o que, por sua vez, se estendeu em lugares de memória e em rituais de caráter religioso e cívico
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13689
Aparece nas coleções:PPGCS - Mestrado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GenilsonAF_DISSERT.pdf3,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.