Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13731
Título: Desenvolvimento, sustentabilidade e conservação da biodiversidade na amazônia: a produção familiar agroextrativista em áreas protegidas no sul do amapá
Autor(es): Picanço, José Reinaldo Alves
Palavras-chave: Reserva extrativista;Desenvolvimento sustentável;Amazônia;Biodiversidade;Agroextrativismo;Extractivist reserve;Sustainable development;Amazon region;Biodiversity;Agroextractivism
Data do documento: 4-Dez-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: PICANÇO, José Reinaldo Alves. Desenvolvimento, sustentabilidade e conservação da biodiversidade na amazônia: a produção familiar agroextrativista em áreas protegidas no sul do amapá. 2010. 383 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: The establishment of Extractivism and Sustainable Development Reserves comes from an amazon forestry people resistance initiative. It means an option of natural resources management as protected areas for agroextractivism purposes. According to the institutional point of view, these lands, called Conservation Unity for Sustainable Exploration, belong to the government which grants the usufruct rights to the agroextractivist families under a sharing territory administration agreement among government and rural communities. The main roles of these lands are both: to improve the dwellers wellbeing, and protecting the local biodiversity. Additionally, they also represent the start of this thesis theme entitled Development, sustainability, and biodiversity conservation in the Amazon region: the use of protected areas for agroextractivism domestic yield in south of Amapá state with the objective of analyzing the performance that each territory has been reaching in terms of the attributions proposed at the beginning, when they were created. Social, economics, and environment changes that occurred in the agroextractivist areas have been evaluated from two selected test sites, named Rio Cajari Extractivist Reserve and Rio Iratapuru Sustainable Reserve, both, localized in the south of Amapá state
metadata.dc.description.resumo: A criação de Reservas Extrativistas e Reservas de Desenvolvimento Sustentável, surgem a partir do movimento de resistência dos povos da floresta amazônica, e representa uma alternativa de gestão dos recursos naturais sob a forma de áreas protegidas destinadas ao agroextrativismo. Do ponto de vista institucional, esses espaços territoriais são Unidades de Conservação de Uso Sustentável, pertencentes ao poder público, que concede o direito de usufruto às famílias agroextrativistas, num processo gestão compartilhada desses territórios entre o poder público e as representações comunitárias. Essas áreas têm duplo objetivo, promover a melhoria das condições de vida dos moradores e garantir a proteção da biodiversidade local. Esses objetivos constituem o ponto de partida desta tese Desenvolvimento, sustentabilidade e conservação da biodiversidade na Amazônia: a produção familiar agroextrativista em áreas protegidas no sul do Amapá, que busca analisar em que medida esses territórios estão cumprindo com as finalidades para as quais foram criados. A pesquisa foi realizada na Reserva Extrativista do Rio Cajari e na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Iratapuru, localizadas no sul do estado do Amapá, analisando as mudanças sociais, econômicas e ambientais, ocorridas nessas áreas agroextrativistas
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13731
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JoseRAP_TESE.pdf6,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.