Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13748
Título: A guerra midiática contra a Venezuela de Hugo Chavez: a cobertura da revista veja (1998-2002)
Autor(es): Santana, Elaine Mayara Cordeiro de
Palavras-chave: Hugo Chávez. Venezuela. Revista veja. Mídia. Cobertura jornalística. Manipulação. Desqualificação política;Hugo Chávez. Venezuela. Veja magazine. Media. News coverage. Manipulation. Disqualification policy
Data do documento: 28-Set-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SANTANA, Elaine Mayara Cordeiro de. A guerra midiática contra a Venezuela de Hugo Chavez: a cobertura da revista veja (1998-2002). 2014. 83 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
metadata.dc.description.resumo: A pretensão deste trabalho foi o de analisar o discurso da revista semanal Veja sobre o governo de Hugo Chávez Frías, atual presidente da República Bolivariana da Venezuela. Através da leitura das reportagens, procuramos apresentar o comportamento da revista em relação ao se governo e a forma que sua política é classificada, representada. Reunimos edições da revista, entre 1998 a 2002, início do seu governo - eleito em dezembro de 1998, toma posse no início de 1999, período da tentativa de golpe (frustrada) em abril de 2002. O trabalho procura mostrar como as matérias não são isentas e que há um claro posicionamento ideológico da revista, que se insere no conjunto mais geral da mídia conservadora e anti-Chávez. O presidente, eleito e reeleito democraticamente, aparece sempre nas diversas reportagens da revista caracterizado como golpista, ditador, populista, fanfarrão. O nosso objetivo é o de revelar como Veja criou uma imagem negativa do presidente da Venezuela, coerente com os princípios neoliberais defendidos pela revista. A Venezuela com Hugo Chávez, com a chamada Revolução Bolivariana , realiza uma experiência singular de governo num país de larga tradição antidemocrática e afirma caminhar na contracorrente do pensamento hegemônico neoliberal. Em contrapartida, a revista Veja se apresenta com um representante da burguesia financeira e importante sujeito na construção e continuidade do neoliberalismo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13748
Aparece nas coleções:PPGCS - Mestrado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ElaineMCS_DISSERT.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.