Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13777
Título: Empreendedorismo ambiental e preservacionismo compensatório: o turismo e as unidades de conservação Parque Estadual das Dunas e Área de Proteção Ambiental Jenipabu-RN
Título(s) alternativo(s): Environmental entrepreneurship and compensatory preservationism: the tourism e as conservation units Dunes State Park and the Jenipabu Environmental Protected Area
Autor(es): Fernandes, Maria Célia
Palavras-chave: Unidades de conservação;Turismo;Empreendedorismo ambiental;Preservacionismo compensatório;Nature;Conservation units;Tourism;Environmental entrepreneurship;Compensatory preservationism
Data do documento: 7-Out-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FERNANDES, Maria Célia. Environmental entrepreneurship and compensatory preservationism: the tourism e as conservation units Dunes State Park and the Jenipabu Environmental Protected Area. 2011. 236 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: This doctoral thesis addresses the environmental issues and its vinculum with the tourism through the protected natural areas, in particular the conservation units, which consists in territorial areas created and demarcated by the government in order to protect ecosystems that have a high ecological and scenic-landscaped representativeness designed to the contemplation and controlled public visitation. In regard to its use for the touristic activities, are conceived while socio-environmental and symbolic materiality built around an imagery view of a nature-show, designed to attract visitors, aiming ensure the maintenance and reproduction of the capital in an entrepreneurial and preservationist way in the Metropolitan Region of Natal. It s a study about the Dunes State Park Jornalista José Maria Alves and the Jenipabu Environmental Protected Area, both created with the purpose of favor the implantation and empowerment of the touristic area through the State intervention as the main articulator agent of a new process of urbanization that uses the city marketing and the ideological discuss of environmental sustainability to recreate the imaginary of lost paradise and incorporate into the daily universe of tourists visiting the state of Rio Grande do Norte. The unveiling of this empirical reality made possible the construction and defense of the terms environmental entrepreneurship and compensatory preservationism, to explain how the formatting and idealization of this paradisiacal scenarios produce the commoditization of nature in an efficient and competitive way
metadata.dc.description.resumo: Essa tese de doutorado aborda a temática ambiental e sua vinculação com o turismo por meio das áreas naturais protegidas, em particular as Unidades de Conservação (UCs), que consistem em unidades territoriais criadas e demarcadas pelo poder público com a finalidade de proteger ecossistemas de grande representatividade ecológica e cênico-paisagística destinadas à contemplação e visitação pública controlada. No que concerne ao seu uso pela atividade turística, são concebidas enquanto materialidade socioambiental e simbólica construída em torno da visão imagética de uma natureza-espetáculo, destinada a atrair visitantes, com vistas a assegurar a manutenção e reprodução do capital de forma empreendedora e preservacionista na Região Metropolitana de Natal. Trata-se de um estudo sobre o Parque Estadual das Dunas Jornalista José Maria Alves e da Área de Proteção Ambiental Jenipabu criados com o objetivo de proteger seus recursos naturais e favorecer a implantação e fortalecimento do território turístico por meio da intervenção do Estado como principal agente articulador de um novo processo de urbanização que se utiliza de um city marketing e do discurso ideológico da sustentabilidade ambiental para recriar o imaginário do paraíso perdido incorporando-o ao universo cotidiano dos turistas que visitam o Estado do Rio Grande do Norte. O desvelamento dessa realidade empírica possibilitou a construção e defesa dos termos empreendedorismo ambiental e preservacionismo compensatório, para explicar como a formatação e idealização desses cenários paradisíacos produzem a mercantilização de uma natureza de forma eficiente e competitiva
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13777
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaCF_TESE.pdf3,26 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.