Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13818
Título: A etnopoética de Iracema: diálogo, ciência e literatura
Autor(es): Sartori, Renata Coelho
Palavras-chave: Literatura. Iracema. Complexidade;Literature. Iracema. Complexity
Data do documento: 19-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SARTORI, Renata Coelho. A etnopoética de Iracema: diálogo, ciência e literatura. 2013. 187 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: Literary works are thought provokers that make it possible to access several forms to view the world and reality. They provide diversified points of view and infinite connections. In a particular way, among all the other forms of art expression literature is considered to be the closest to life, once it is able to reconnect all human dimensions emotional, rational, mystic, personal, universal, corporal, historic, mythical. This thesis aims at offering some reflections about the frontiers and bridges between science and literature aiming at understanding the complexity that guides them. It presents a new reading of Iracema novel: Ceará tale of José de Alencar from a meticulous incursion through new ways and natural spaces interwoven by Alencar. It tries to hear the echoes of this indianist novel in the university students today. In a broader context, it creates arguments that question the multiple threadsthat join science and literature so that a science of complexity arises distinguishing but not separating the innumerous narratives about the world. For this purpose, this thesis has as interlocutors: Antonio Candido, Charles P. Snow, Edgar Morin, Emilio Ciurana, Fritjof Capra, George Steiner, Ilya Prigogine, Isabelle Stengers, Roger Chartier, Roland Barthes. The plot presented here does not limit the novel to science, but makes it a rereading of the word, of life, once this is the raw material of books. As a methodological strategy, we rebuilt Iracema´s character trips in a way to update the novel, resulting in the video documentary Iracema ways: the arid and remote interior, the plateau, the sea. Iracema novel and character enhancing dialogs that allow the dichotomy rupture between two cultures (Charles P. Snow), recognizing they are not incommunicable and revealing the core argument of the thesis: Iracema belongs to a complex category. It is a hybrid novel that is far, far away from that bluish plateau in the horizon
metadata.dc.description.resumo: As obras literárias são operadores do pensamento que permitem acessar formas múltiplas de ver o mundo e a realidade. Propicia diversos pontos de vista e infinitas conexões. De forma particular, entre todas as formas de expressão da arte, a literatura é considerada a mais próxima da vida, capaz de religar todas as dimensões humanas - emotiva, racional, mística, particular, universal, corporal, histórica, mítica. O objetivo da tese é oferecer algumas reflexões sobre as fronteiras e pontes entre ciência e literatura, visando à compreensão da complexidade que as norteiam. Apresenta uma releitura do romance Iracema: lenda do Ceará, de José de Alencar, a partir de uma incursão minuciosa, reconstruindo caminhos atuais e os espaços naturais trabalhados por Alencar. Procura escutar os ecos desse romance indianista nos jovens estudantes universitários atuais. Em um contexto mais amplo, tece argumentos que problematizam os múltiplos fios que hibridam ciência e literatura de modo a por em ação uma ciência da complexidade que distingue, mas não separa, as diversas narrativas sobre o mundo. Para tal, a tese tem como interlocutores: Antonio Candido, Charles P. Snow, Edgar Morin, Emilio Ciurana, Fritjof Capra, George Steiner, Ilya Prigogine, Isabelle Stengers, Roger Chartier, Roland Barthes. A tecitura das ideias aqui apresentadas não reduz o romance à ciência, mas situa-o como uma releitura do mundo, da vida, já que esta é matéria-prima do livro. Como estratégia de método reconstruímos as viagens da protagonista, Iracema, como forma de atualizar o romance, resultando no vídeo documentário Caminhos de Iracema: sertão, serra e mar. Iracema romance e personagem - instigam diálogos que possibilitam romper a dicotomia entre as duas culturas (Charles P. Snow), reconhecendo que elas não são incomunicáveis e revelando o argumento central da tese: Iracema pertence à ordem do complexo, é um romance híbrido que está além, muito além daquela serra que ainda azula no horizonte
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13818
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RenataCS_TESE.pdf4,95 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.