Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13819
Título: Maracatus Solar e Reis de Paus: tradição e modernidade no carnaval de rua em Fortaleza
Autor(es): Silva, Roberto Antônio de Sousa da
Palavras-chave: Maracatu. Mídia. Globalização
Data do documento: 5-Jul-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Roberto Antônio de Sousa da. Maracatus Solar e Reis de Paus: tradição e modernidade no carnaval de rua em Fortaleza. 2013. 202 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: This is an ethnographic and comparative study of the Maracatus Solar (2006) and Reis de Paus (1960), whose aim was to verify what is ancient and traditional in the new maracatu practiced by the guild Solar and conversely, what is new or modern in the old maracatu ritualized by guild Reis de Paus. It is worth noting that through this case study it is also intended to ethnographically observe and better understand the processes of ruptures and continuities between modernization and tradition, and the relationship between the global and the local. The communication system, the dancing, the music, the costumes and the loas (letters) were analyzed using the technique of participant observation as well as secondary materials such as newspapers, blogs and magazines. The interviews were open, non-directive, but recorded to facilitate understanding the speech of revelers. The research has shown that all the symbolic elements of aesthetic expression of the maracatu are permeated by clashes of historical contexts and of political representation, which, in another instance, also enunciates a fight of micro-community resistance regarding the renewal process and the social development that plague modern megalopolis. It is In this interim, between modernity and tradition that today it can be spoken about the existence of hybrid identity in the maracatu regarding a context mediated by the overall above mentioned values and customs specific of the new generations. However, one can not deny that the forms of negotiations with modernity also require the establishment of a link with the specific singularity of a popular culture that is not excluded, but also should not get invaded by the idea of authenticity. Therefore, performing this study was above all an opportunity to understand also the community life in the city outskirts, understanding society, culture and everyday social relations maintained between humans that produce and make it all happen. The Solar and Reis de Paus do not join in opposition between themselves nor by their similarity. What is most striking among them is the renewal of a tradition that reinvents itself in the form of popular representation across the street parade
metadata.dc.description.resumo: Trata-se de um estudo etnográfico e comparativo dos Maracatus Solar (2006) e Reis de Paus (1960), cujo objetivo foi verificar o que existe de antigo e tradicional no novo maracatu praticado pela agremiação Solar e, em contrapartida, o que existe de novo ou moderno no velho maracatu ritualizado pela agremiação Reis de Paus. Cabe ressaltar que por meio deste estudo de caso pretendeu-se também observar etnograficamente e compreender melhor os processos de rupturas e continuidades entre modernização e tradição e a relação entre o global e o local. O sistema de comunicação, a dança, a música, as vestimentas e as loas (letras) foram analisados com o uso da técnica da observação participante e também de materiais secundários, como jornais, blogs e revistas. As entrevistas foram abertas, não diretivas, mas gravadas para facilitar a compreensão das falas dos brincantes. A pesquisa mostrou que todos os elementos simbólicos de expressão estética do maracatu são permeados de disputas de sentido, de confrontos de contextos históricos e de representação política, que, em outra instância, enunciam também uma luta da resistência microcomunitária em relação à renovação e ao processo de desenvolvimento social que assolam as megalópoles modernas. É nesse ínterim entre modernidade e tradição que se pode falar hoje sobre a existência de identidade híbrida no maracatu em relação a um contexto mediado pelo global acima dos valores e costumes particulares das novas gerações. Entretanto, não se pode negar que as formas de negociações com a modernidade requerem também o estabelecimento de um vínculo com a singularidade específica de uma cultura popular que não se exclui, mas também não deve se deixar invadir pela ideia de autenticidade. Portanto, realizar este estudo foi acima de tudo uma oportunidade para compreender também a vida comunitária na periferia da cidade, entender a sociedade, a cultura e as relações sociais cotidianas mantidas entre os seres humanos que produzem e fazem tudo isso acontecer. O Solar e o Reis de Paus não se unem pela oposição existente entre si nem tampouco pela similaridade. O que é mais marcante entre ambos é a renovação de uma tradição que se reinventa em forma de representação popular através do desfile de rua
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13819
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RobertoASS_TESE.pdf7,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.