Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13841
Título: Beco da lama: formas e cores de uma plástica da vida
Autor(es): Façanha, Jose Marcilio de Sousa
Palavras-chave: Arte. Instituição. Margem. Acontecimento. Território;Arts Institution. Edge. Event Territory
Data do documento: 4-Jun-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FAÇANHA, Jose Marcilio de Sousa. Beco da lama: formas e cores de uma plástica da vida. 2014. 172 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Our research goes a remarkable setting of Natal-RN. This is a place where we find art practices and artworks territorialities building the margin of museums, art galleries and institutional galleries. Its geography includes an area popularly known as Mud Alley. Along geography that we critically about how some processes of sociability, which formed the margins of institutional fields, can, and its progeny, compose new possibilities to relate to art and artistic practices. Thinking about the dialogues and clashes that positioning the margins can offer, we investigated the role of bookstores, bars and other spaces of the Alley in the promotion and dissemination of artistic practices, focusing on how these spaces handle the work, the artists and the patrons Beco da Lama. Our integration into the search field resulted in collecting testimonials, pictures and watching expressions which, together with sensations obtained during the years of integration in that setting, help make our empirical material. To follow us methodologically this investigation, we looked at a higher frequency, a theoretical support of authors: Gilles Deleuze, Félix Guattari and Giorgio Agamben. With them compose an investigative diagram to think about the art of Alley, noting the relationship of the Alley with the established field of art, as well as towards the rest of the city. The results point to the view of a singular event that shows artistic practices writing in the margins of institutional spaces, new territoriality for contact with art. The term territoriality points to situations formed by practices, feelings, wishes, expressions, and poetic subjectivity that can tell us we are confronted with an event comprising it as the moment of realization of potentialities, desires, subjectivities and spatialities training, flocks, movements. In our case, the event while the Mud Alley Alley Arts forced us to rethink the role and the place of art and artist in Natal-RN
metadata.dc.description.resumo: Nosso trabalho de pesquisa percorre um cenário singular da cidade de Natal-RN. Trata-se de um lugar onde encontramos práticas artísticas e obras de arte construindo territorialidades à margem de museus, pinacotecas e galerias institucionais. Sua geografia compreende uma área conhecida popularmente por Beco da Lama. Junto aquela geografia problematizamos sobre como alguns processos de sociabilidades, que se formaram à margem dos campos institucionais, podem, com seus desdobramentos, compor novas possibilidades para nos relacionarmos com a arte e as práticas artísticas. Pensando nos diálogos e embates que esse posicionamento à margem pode oferecer, investigamos a atuação dos sebos, bares e demais espaços do Beco na promoção e divulgação das práticas artísticas, atentando para a maneira como esses espaços lidam com a obra, os artistas e os frequentadores do Beco da Lama. Nossa inserção no campo de pesquisa resultou na coleta de depoimentos, imagens e na observação de expressões que, junto às sensações que obtivemos durante os anos de inserção naquele cenário, ajudam a compor nosso material empírico. Para nos acompanhar metodologicamente nessa investigação, buscamos, com uma maior frequência, suporte teórico dos autores: Gilles Deleuze, Félix Guattari e Giorgio Agamben. Com eles compomos um diagrama investigativo para pensarmos a arte do Beco, atentando para o relacionamento do Beco com o campo estabelecido da arte, assim como, para com o restante da cidade. Os resultados apontam para a visualização de um acontecimento singular que mostra práticas artísticas compondo, à margem dos espaços institucionais, novas territorialidades para o contato com a arte. O termo territorialidades aponta para conjunturas formadas por práticas, sensações, desejos, expressões, subjetividades e poéticas que podem nos indicar estarmos diante de um acontecimento, compreendendo-o como o momento da efetivação de virtualidades, desejos, subjetividades e formação de espacialidades, bandos, movimentos. Em nosso caso, o acontecimento do Beco da Lama enquanto Beco das Artes nos forçou a repensar a função e o lugar da arte e do artista na cidade de Natal-RN
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13841
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JoseMSF_TESE.pdf6,47 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.