Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14057
Título:  Modelo de avaliação de risco : São o crescimento e a estequiometria dos girinos afetados pelo efeito interativo entre a presença do predador e da densidade de coespecíficos?
Autor(es): Borges, Angélica Nagata de Sousa
Palavras-chave: Risco de predação. Ecologia do estresse. Efeitos não letais;Predation risk. Ecology of stress. Non-lethal effects
Data do documento: 16-Jul-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BORGES, Angélica Nagata de Sousa. Modelo de avaliação de risco : São o crescimento e a estequiometria dos girinos afetados pelo efeito interativo entre a presença do predador e da densidade de coespecíficos?. 2013. 37 f. Dissertação (Mestrado em Bioecologia Aquática) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: Many prey organisms change their phenotype to reduce the predation risk. However, such changes are associated with trade-offs, and can have negative effects on prey growth or reproduction. Understand how preys assess the predation risk is essential to evaluate the adaptive value of predator-induced phenotypic and its ecological consequences. In this study, we performed a mesocosm experiment to test: i) if growth and stoichiometry of Lithobates catesbeianus tadpoles is altered in response to giant water bug presence (Belostoma spp.); ii) if these responses depend on tadpoles density in environment. Here, we show that tadpoles growth and stoichiometry are not changed by predator presence, neither in low nor in high densities. Our results suggest that tadpoles exposed to predation risk regulate their physiology to preserve the elemental stoichiometric homeostase of their body and excretion. Further, point out to need for future studies that elucidate under what conditions growth and stoichiometry are changed in response to predation risk
metadata.dc.description.resumo: Muitos organismos alteram o seu fenótipo para reduzir o risco de predação. No entanto, tais modificações estão associadas a trade-offs, que podem ter efeitos negativos sobre o crescimento e a reprodução destes organismos. Compreender como as presas avaliam o risco de predação é fundamental para avaliar o valor adaptativo das mudanças fenotípicas induzidas pelo predador e suas consequências ecológicas. Neste estudo nós realizamos um experimento em mesocosmo para testar: i) se o crescimento e a estequiometria dos girinos da espécie Lithobates catesbeianus é alterado em resposta a presença de baratas d água predadoras (Belostoma spp.); ii) se estas respostas dependem da densidade de girinos no ambiente. Aqui nós mostramos que os girinos não têm o seu crescimento nem a sua estequiometria afetada pela presença do predador, esteja os girinos em baixas ou em altas densidades. Nossos resultados indicam que os girinos expostos ao risco de predação regularam sua fisiologia a fim de preservar a homeostase estequiométrica do seu corpo e excretas. Além disso, aponta a necessidade de experimentos que elucidem em que condições o crescimento e a estequiometria de girinos são modificados em resposta ao risco de predação
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14057
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AngelicaNSB_DISSERT.pdf1,31 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.