Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14069
Título: Mercado de trabalho e estrutura sócio-ocupacional: estudo comparativo entre as regiões metropolitanas de Fortaleza, Recife e Salvador 2001-2008
Autor(es): Silva Filho, Luís Abel da
Palavras-chave: Mercado de Trabalho;Regiões Metropolitanas do Nordeste;Fortaleza;Recife;Salvador;Labor market;metropolitan areas in the Northeast;Fortaleza;Recife;Salvador
Data do documento: 19-Jan-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA FILHO, Luís Abel da. Mercado de trabalho e estrutura sócio-ocupacional: estudo comparativo entre as regiões metropolitanas de Fortaleza, Recife e Salvador 2001-2008. 2011. 131 f. Dissertação (Mestrado em Economia Regional) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: The economic transformations in the world, the end of World War II, listing significant changes in production structures and labor market in the world. Initially developed countries realize these changes and subsequently developing countries. The changes in production patterns, especially with the crisis of Fordism, peripheral countries further accentuated the problems in the workplace. Flexible accumulation, in turn, was responsible for significant changes in the labor market at the periphery of global capitalism. This restructuring process, in Brazil, begun from the end of the 1980s and early 1990s, being more accentuated the impacts on the labor market in the poorest regions of the country, particularly the Northeast. In that sense, this thesis aims to evaluate the job market in the metropolitan areas of Fortaleza, Recife and Salvador in light of the transformation process in the production structures and labor market and its influences in the 2000s. The time frame are the years 2001-2008. Data are from the National Household Sample Survey - PNAD and were drawn from the study proposal developed by the Centre of the Metropolis. The study shows that the labor market of the three metropolitan areas continues to be affected by the restructuring process of the late twentieth century. It found high rates of unprotected busy at work is more precarious conditions of employment for non-whites, women, adolescents / young and old. We also highlight the high percentage of employed persons earning income up 1.00 minimum wage, and a large number of persons employed in the tertiary and tertiary non-specialist. With the picture observed in the three metropolitan areas you can see the major problems in the labor market that proliferate, especially in the metropolitan context of the Northeast, with characteristics similar to those observed in the literature that investigated the labor market in 1990
metadata.dc.description.resumo: As transformações econômicas mundiais, do final da Segunda Guerra, elencaram mudanças significativas nas estruturas produtivas e no mercado de trabalho em todo o mundo. Inicialmente os países desenvolvidos perceberam essas transformações e posteriormente os países em desenvolvimento. As transformações nos modelos de produção, sobretudo com a crise do fordismo, nos países periféricos acentuaram ainda mais os problemas no mundo do trabalho. A acumulação flexível, por sua vez, foi responsável por transformações significativa no mercado de trabalho da periferia do capitalismo global. No Brasil assistiu-se a esse processo de reestruturação produtiva a partir do final dos anos de 1980 e inicio dos anos de 1990, sendo mais acentuando os impactos no mercado de trabalho nas regiões mais pobres do país, sobretudo o Nordeste. Nesse sentido, esta dissertação tem como objetivo avaliar o mercado de trabalho nas Regiões Metropolitanas de Fortaleza, Recife e Salvador à luz do processo de transformação nas estruturas produtivas e no mercado de trabalho e suas influencias nos anos 2000. O recorte temporal utilizado são os anos de 2001-2008. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD e foram elaborados a partir da proposta de estudo desenvolvida pelo Observatório das Metrópoles. O estudo mostra que o mercado de trabalho das três RMs continua sendo afetado pelo processo de reestruturação produtiva do final do século XX. Constatou-se elevados percentuais de ocupados desprotegidos no trabalho sendo mais precárias as condições dos postos de trabalho para não brancos, mulheres, adolescentes/jovens e idosos. Destacam-se ainda elevados percentuais de ocupados auferindo rendimentos em até 1,00 salário mínimo, além de grande contingente de pessoas ocupadas no terciário e terciário não especializado. Com o quadro observado nas três RMs é possível perceber os grandes problemas no mercado de trabalho que se proliferam, sobretudo no contexto metropolitano do Nordeste, com características semelhantes às observadas na literatura que investigaram o mercado de trabalho nos anos de 1990
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14069
Aparece nas coleções:PPGECO - Mestrado em Economia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LuisASF_DISSERT.pdf845,91 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.