Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14071
Título: A elasticidade da pobreza em relação ao crescimento e à desigualdade de renda no nordeste rural brasileiro de 1995 a 2009: uma análise comparativa
Autor(es): Lopes, Elinete Luisa
Palavras-chave: Pobreza rural;Crescimento da renda;Desigualdade;Rural poverty;Income growth;Inequality
Data do documento: 9-Set-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LOPES, Elinete Luisa. A elasticidade da pobreza em relação ao crescimento e à desigualdade de renda no nordeste rural brasileiro de 1995 a 2009: uma análise comparativa. 2011. 107 f. Dissertação (Mestrado em Economia Regional) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: This work aims to analyze how the growth in average income and the change in inequality in income distribution have impacted rural poverty in the Northeast in the period 1995 to 2009. Under the approach in Kakwani (1993) e Duclos and Araar (2006), and under the assumption of log-normality of income per capita, exposed in Bourguignon (2002) and Hoffmann (2005), are calculated growth and inequality elasticities of poverty to FGT poverty measures in order to observe the behavior of the sensitivity of poverty to changes in average household income and the change in income distribution / Gini index. Concurrently, decomposes the changes in measures of poverty (proportion of poor) between growth and distribution components (first proposed by Datt and Ravallion, 1992) to assess the effect of weight change and the effect of income inequality change change on poverty. Regarding the estimation of elasticities of poverty and growth and inequality elasticities of the two methodologies used in this work - under the assumption of lognormal distribution of income and FGT measures under the by Kakwani (1993) andDuclos e Araar (2006) - though do not result in identical values, to corroborate same results, ie the long-term decline in rural poverty from 1995 to 2009 the Northeast and the greater sensitivity of the Northeast Rural Poverty, observed in this same period, income growth and change in inequality. The weight of growth and change in inequality in changing the Northeast rural poverty identified that most of the decline in rural poverty is linked to growth in average income. This result coincides with results found by Kraay (2005) for a group of countries
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho objetiva analisar como o crescimento da renda média e da mudança na desigualdade na distribuição dos rendimentos têm impactado na pobreza rural do Nordeste, no período de 1995 a 2009. Sob a abordagem de Kakwani (1993) e Duclos e Araar (2006), e, sob a suposição de log-normalidade da renda per capita, exposta em Bourguignon (2002) e Hoffmann (2005), são calculadas as elasticidades crescimento e desigualdade da pobreza para as medidas de pobreza FGT com o intuito de observar o comportamento da sensibilidade da pobreza à variação na renda média domiciliar e à variação na distribuição de renda/índice de Gini. Em complementaridade, decompõe-se as variações nas medidas de pobreza (proporções de pobres) entre os componentes crescimento e distribuição (proposta inicialmente por Datt e Ravallion, 1992) para avaliar o peso do efeito da mudança da renda e do efeito da mudança da desigualdade sobre a mudança da pobreza. No que concerne à estimação da pobreza e das elasticidades crescimento e elasticidades desigualdade, pelas duas metodologias aplicadas neste trabalho sob a suposição de lognormalidade da distribuição dos rendimentos e sob as medidas FGT por Kakwani (1993) e Duclos e Araar (2006) apesar de não resultarem em valores idênticos, corroboram para os mesmos resultados, ou seja, o declínio no longo prazo da pobreza rural nordestina de 1995 a 2009 e a maior sensibilidade da pobreza rural nordestina, verificada nesse mesmo período, ao crescimento da renda e à mudança na desigualdade. Quanto ao peso do crescimento e da mudança da desigualdade na mudança da pobreza rural do Nordeste, identificou-se que a maior parte da queda da pobreza rural está associada ao crescimento da renda média. Esse resultado coincide com os resultados encontrados por Kraay (2005) para um grupo de países
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14071
Aparece nas coleções:PPGECO - Mestrado em Economia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ElineteLL_DISSERT.pdf1,59 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.