Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14095
Título: Terceirização versus agenda do trabalho decente : estudo de caso a partir do Banco do Brasil S.A. na Paraíba
Autor(es): Araújo, Igor José Santana de
Palavras-chave: Trabalho. Terceirização. Precarização. Banco do Brasil S.A. Paraíba;Job. Outsourcing. Precariousness. Bank of Brazil. Paraíba
Data do documento: 30-Ago-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ARAÚJO, Igor José Santana de. Terceirização versus agenda do trabalho decente : estudo de caso a partir do Banco do Brasil S.A. na Paraíba. 2013. 138 f. Dissertação (Mestrado em Economia Regional) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: This Dissertation examines outsourcing in Bank of Brazil SA, the state of Paraiba. The central research question is to what extent this flexibility of labor relations incorporates items claimed by ´recent´ Decent Work Agenda of the International Labour Organization (OIT) or, on the contrary, the ´epidemic´ of outsourcing makes it even more challenging the world of work in the third millennium. The research hypothesis is that the Bank of Brazil has a growing subcontracting / outsourcing of labor (companies and individuals) and that not only contributes to the deterioration of working conditions, but also opposes the Work Agenda decent. Aiming to prove or disprove the hypothesis, the study includes a survey and secondary field. The literature review focuses on the trend towards casualization of labor in capitalism, and yet, in an effort to systematize data and analysis on ´outsourcing´ from the viewpoint of different actors. This theoretical framework is anchored in important classical sources and present that address the topic in the world and in Brazil. The field research was conducted with the actors related to the theme of ´outsourcing´ the Bank of Brazil - Paraiba, precisely branch managers, permanent employees of the bank, union representatives (bank workers), union bank and outsourced. The results confirm, in part, the study hypothesis, by demonstrating that there are several meanings and forms of precariousness that the contractors surveyed are submitted, highlighting the issue of salaries, the work environment, union representation and health worker. All these themes, each for himself, are contemplated by the Decent Work Agenda of the ILO and show, according to field research, rather fragile
metadata.dc.description.resumo: Esta Dissertação analisa a terceirização em agências do Banco do Brasil S.A., no Estado da Paraíba. A questão central da pesquisa é saber em que medida esta flexibilização das relações de trabalho incorpora itens reivindicados pela recente Agenda do Trabalho Decente da Organização Internacional do Trabalho (OIT) ou se, ao contrário, a epidemia de terceirização torna ainda mais desafiante o mundo do trabalho no terceiro milênio. A hipótese da pesquisa é que o Banco do Brasil apresenta uma crescente subcontratação/terceirização de mão-de-obra (de empresas e de indivíduos) e isto não apenas contribui para a precarização das condições de trabalho, mas também se contrapõe à Agenda do Trabalho Decente. Visando comprovar ou não a hipótese, o estudo contempla uma pesquisa secundária e de campo. A revisão bibliográfica centra-se na tendência à precarização do trabalho no capitalismo, e ainda, num esforço de sistematização de dados e análises sobre o tema terceirização a partir da visão de diferentes autores. Esta fundamentação teórica está ancorada em importantes fontes clássicas e em atuais que tratam o tema no mundo e no Brasil. A pesquisa de campo foi realizada junto a atores relacionados ao tema terceirização no Banco do Brasil - Paraíba, precisamente os gerentes das agências, funcionários efetivos do banco, representantes sindicais (dos trabalhadores bancários), sindicato dos bancários e os terceirizados. Os resultados confirmam, parcialmente, a hipótese do estudo, ao demonstrar que são diversos os sentidos e as formas de precarização a que os terceirizados pesquisados estão submetidos, com destaque para a questão salarial, o ambiente de trabalho, a representação sindical e a saúde do trabalhador. Todos estes temas, cada um por si, são contemplados pela Agenda do Trabalho Decente da OIT e se mostram, segundo a pesquisa de campo, bastante fragilizados
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14095
Aparece nas coleções:PPGECO - Mestrado em Economia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
IgorJSA_DISSERT.pdf1,3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.