Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14139
Título: Ofício, Estresse e Resiliência: desafios do Professor Universitário.
Autor(es): Barreto, Maria da Apresentação
Palavras-chave: Docência universitária;Estresse;Estratégias de enfrentamento;University teaching;Stress;Strategies to cope
Data do documento: 13-Dez-2007
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BARRETO, Maria da Apresentação. Ofício, Estresse e Resiliência: desafios do Professor Universitário.. 2007. 229 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Resumo: The objective of this study was to investigate the elements that contribute to the state of stress which often affects those who embrace the university teaching career, and also to learn whatever strategies professors use to cope with stressing situations in order to develop resilience and a sound exercise of their profession. To the very nature of university teaching belong a variety of attributions, demands and challenges which, together, may contribute to the development of stress. The epistemological principles which guided this research were those of Complex Thinking, which facilitate a deeper comprehension of the human and social phenomena as viewed through the lens of complexity principles: the dialogical principle, the organizational recursivity principle and the hologramatical principle. Fully acknowledging the many difficulties brought about by any attempt that would try to explain human phenomena based only on one theoretical reference, we have elected multi-referentiality as the support for this study, thus being able to dialogue with a variety of authors about the same phenomenon. This was a qualitative research in which questionnaires and interviews were used as instruments for the empirical work. The data has been articulated into categories and subcategories, allowing for a thematic analysis. Participants of the study were seventeen professors from two different colleges in the city of Natal, state of Rio Grande do Norte. Bad working conditions, demands from the institution, student s lack of commitment, long working hours, low salaries, lack of incentives to university teachers, uncertainty concerning timetable and difficulties in proper time administration are the variables that contribute to the stress of professors. Although this is a problem that affects the group as a whole, strategies to cope with it are individually sought and vary from trying to find different leisure options, opening one s heart to colleagues or relatives, individual planning, prayer, rational facing of the situation, to simply giving in to exhaustion. The study has proposed institutional as well as personal actions that may foster a development among professors which takes into account a resilience development in a collective perspective. Also, it shows some articulations that are already under way so that professors may be attended to.
metadata.dc.description.resumo: Esse estudo teve como objetivos investigar os elementos que contribuem para desencadear o estresse no exercício da docência universitária e conhecer as estratégias adotadas pelos professores para enfrentar as situações estressantes, a fim de promover o desenvolvimento da resiliência e um exercício saudável do ofício. A docência universitária comporta em sua natureza uma diversidade de atribuições, exigências e desafios que articulados poderão contribuir para o desencadeamento do estresse. Os princípios epistemológicos que nortearam esta pesquisa foram os do Pensamento Complexo, pois facilitam o aprofundamento e compreensão dos fenômenos sociais e humanos a partir dos princípios da complexidade: dialógico, recursão organizacional e o princípio hologramático. Reconhecendo a dificuldade em explicar os fenômenos humanos com base em única referência teórica, tem-se como apoio a multirreferencialidade, que permitiu dialogar com uma diversidade de autores a respeito do mesmo fenômeno. A pesquisa foi qualitativa e foram usados questionários e entrevistas como instrumentos para o trabalho empírico. Os dados foram articulados em categorias e subcategorias, permitindo-se proceder a uma análise temática. Participaram do estudo 17 professores de duas instituições de Ensino Superior na cidade de Natal/RN. No exercício da docência, as variáveis que interferem no desencadeamento do estresse são: as más condições de trabalho, cobranças institucionais, o descompromisso dos alunos, a jornada excessiva de trabalho, a baixa remuneração, a falta de incentivos ao professor, as incertezas quanto à carga horária e às dificuldades na administração do tempo. Embora a problemática seja comum ao grupo, as estratégias de enfrentamento são adotadas individualmente, e oscilaram desde a busca de opções de lazer, desabafo com colegas de profissão e com familiares, atividades físicas, planejamento individual, oração, enfrentamento racional até entregar-se à exaustão. As estratégias capazes de promover adaptação positiva, combinadas com os fatores que motivam o professor na ação docente poderão contribuir no desenvolvimento da resiliência O estudo propôs ações institucionais e pessoais que favoreçam o desenvolvimento dos professores, levando em conta o desenvolvimento da resiliência numa perspectiva coletiva. Também evidenciou algumas articulações que já estão sendo feitas num trabalho de acompanhamento aos professores.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14139
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaAB.pdf968,9 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.