Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14154
Título: Alfabetizar crianças na escola pública: fazeres docentes em discussão
Autor(es): Souza, Lígia Maria Santos de
Palavras-chave: Escola Pública;Fazer Docente;Alfabetização;Public school; forming Teacher;Literacy
Data do documento: 30-Jul-2007
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SOUZA, Lígia Maria Santos de. Alfabetizar crianças na escola pública: fazeres docentes em discussão. 2007. 104 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Resumo: The most recent data of the Brazilian Test (BRAZIL, 2005) and of the SAEB (BRAZIL, 2007) have reaffirmed the serious situation of the Brazilian public school, where great part of the students, after to conclude 4º year of basic education, does not present minimum knowledge of reading and writing. In this picture, the situation of the state of Rio Grande do Norte, whose students had presented, in the last evaluation is particularly difficult, the worse performances of the country, in this area. The data also discloses that the failure pertaining to school, closely tied with the failure in the literacy, not only remains, as takes other aspects. In consequence of this picture, the literacy, even so widely argued in the last few decades, still instigates inquiries, as it is the case of this work. Our study got shaped due to reflections, as much to the theorizations to which we had access, as of the emergent questions of ours pedagogical practice. Through the past three decades, the studies in the area of literacy with the purpose to understand the constituent nature of the process, its aspects and its determinative ones has been intensified. The produced knowledge has contributed for the overcoming of the reductionist form as if it thought/thinks, in some contexts - this process. Such statements impel them to reflect concerning what is happening in the school, limiting or making possible the pertaining to school success. With these concerns, we delimit, as focus of study, the teaching action, having the following stunning question: What to make professors, in the context of the public school, to propitiate or hinder the process of literacy of the children? In this direction, our object of study is to make them professors who can propitiate or hinder the process of literacy of the children, in the context of the public school. The objective work to investigate, from practical of professors the teachers, that to make professors related to the literacy process - they can propitiate or hinder the learning of the written language, for the pupils of the public school, at the beginning of the school process. The work if inscribes in the qualitative boarding of research and if it configures as a case study, with characteristics of Research-Action, inspired by the following principles: authenticity and commitment and systematic restitution. For the retraction of the data, they had been used: half-structuralized interview; participant comment; meeting of studies and reflection; register in daily of field. We define as locus of study, a school of public net and, more specifically, a group of the initial years of school process that integrates the cycle of literacy . Of the five invited teachers, only one demonstrated interest in participating of the work. Its group of first year of the First Cycle of basic education is composed for 34 children, with ages between six the nine years. The data constructed by means of the described procedures, as well as its analysis, make possible to identify, between the many aspects and to make that they compose the pedagogical dynamics in the context of classroom, the following categories to make articulated with the literacy process: 1. To make of practical the relative ones to the planning, understood as To make relative: 1,1 distribution of the time-space/routine; 1.2 to the didactic activities and/or sequences and teaching interventions; 1.3 to the organization/election of the contents; 1.4 to the materials/didactic resources and 1.5 to the evaluation. 2. To make relative to the interaction professor-pupil, systemize in: 2.1 attention to the diversity; 2.2 to the affectivity. These to make, in the form as if materialized in the practical one observed, had been reflected, jointly with the teacher, as constituting parts of obstacles to a perspective of literacy. By means of the sharing of the reflections, anchored in theoretical conceptions concerning the practical one of teach-learning and, more specifically, of literacy, we register indications of new meanings of these to make on the part of the teacher in conducting them as providers of learning of its pupils, first purpose of its teaching performance. This finishing, possible synthesis at this moment is, therefore, point of fond and departure for new studies
metadata.dc.description.resumo: Os dados mais recentes do Prova Brasil (BRASIL, 2005) e do SAEB (BRASIL, 2007) têm reafirmado a grave situação da escola pública brasileira, onde grande parte dos alunos, após concluir o 4º ano do ensino fundamental, não apresenta conhecimentos mínimos de leitura e escrita. Nesse quadro, é particularmente difícil a situação do Rio Grande do Norte, cujos alunos apresentaram, na última avaliação, os piores desempenhos do país, nessa área. Os dados também revelam que o fracasso escolar, intimamente vinculado ao fracasso na alfabetização, não apenas permanece, como toma outras feições. Em conseqüência desse quadro, a alfabetização, embora amplamente discutida nas últimas décadas, ainda instiga investigações, como é o caso deste trabalho. Nosso estudo foi se delineando a partir de reflexões oriundas, tanto das teorizações a que tivemos acesso, quanto das questões emergentes de nossa prática pedagógica. Ao longo das últimas três décadas, intensificaram-se os estudos na área da alfabetização com a finalidade de compreender a natureza do processo, seus aspectos constitutivos e seus determinantes. O conhecimento produzido tem contribuído para a superação da forma reducionista como se pensava/pensa, em alguns contextos esse processo. Tais constatações nos impelem a refletir acerca do que está acontecendo na escola, limitando ou possibilitando o sucesso escolar. Com essas preocupações, delimitamos, como foco de estudo, a ação docente, tendo a seguinte questão norteadora: Que fazeres docentes, no contexto da escola pública, podem propiciar ou obstar o processo de alfabetização das crianças? Nesse sentido, o nosso objeto de estudo são os fazeres docentes que podem propiciar ou obstar o processo de alfabetização das crianças, no contexto da escola pública. O trabalho objetiva investigar, a partir da prática de professores alfabetizadores, que fazeres docentes relacionados ao processo de alfabetização podem propiciar ou obstar a aprendizagem da língua escrita, pelos alunos da escola pública, no início da escolarização. O trabalho se inscreve na abordagem qualitativa de pesquisa e se configura como um estudo de caso, com características da Pesquisa-Ação, inspirada nos seguintes princípios: autenticidade e compromisso e restituição sistemática. Para a recolha dos dados, foram utilizados: entrevista semi-estruturada; observação participante; encontros de estudos e reflexão; registro em diário de campo. Definimos como lócus de estudo, uma escola da rede pública e, mais especificamente, uma turma dos anos iniciais de escolarização, que integra o ciclo de alfabetização . Das cinco professoras convidadas, apenas uma demonstrou interesse em participar do trabalho. Sua turma de primeiro ano do Primeiro Ciclo do Ensino Fundamental é composta por 34 crianças, com idades entre seis a nove anos. Os dados construídos mediante os procedimentos descritos, bem como sua análise, possibilitaram identificar, entre os muitos aspectos e fazeres que compõem a dinâmica pedagógica no contexto de sala de aula, as seguintes categorias de fazeres articulados com o processo de alfabetização: 1. Fazeres da prática relativos ao planejamento, compreendidos como Fazeres relativos a: 1.1 distribuição do tempo-espaço/rotina; 1.2 às atividades e/ou seqüências didáticas e intervenções docentes; 1.3 à organização/seleção dos conteúdos; 1.4 aos materiais/recursos didáticos e 1.5 à avaliação. 2. Fazeres relativos à interação professor-aluno, sistematizados em: 2.1 atenção à diversidade; 2.2 à afetividade. Esses fazeres, na forma como se materializavam na prática observada, foram refletidos, conjuntamente com a professora, como constituidores de obstáculos a uma alfabetização em perspectiva de letramento. Mediante o compartilhamento das reflexões, ancoradas em concepções teóricas acerca da prática de ensino-aprendizagem e, mais especificamente, de alfabetização, registramos indícios de ressignificação desses fazeres por parte da professora no sentido de conduzi-los como propiciadores de aprendizagem de seus alunos, finalidade primeira de sua atuação docente. Esta finalização, síntese possível neste momento, é, portanto, ponto de chegada e de partida para novos estudos
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14154
Aparece nas coleções:PPGED - Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LigiaMSS.pdf686,52 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.