Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14260
Título: Outro diálogo: uma compreensão do diálogo interno
Título(s) alternativo(s): The other dialogue: understanding internal dialogue.
Autor(es): Dias, Aline de Pinho
Palavras-chave: Diálogo interno;Atenção vigilante;Pensamento flexível;Operação do pensamento;Situação de crise;Internal Dialogue;Vigilant Attention;Flexible Thinking;Thought Operations;Crisis Situation
Data do documento: 23-Ago-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: DIAS, Aline de Pinho. The other dialogue: understanding internal dialogue.. 2009. 153 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: This thesis aims to enable a wider comprehension on thought operation as well as suggest alternatives for the formation of reflexive, critical, autonomous and creative individuals. The research defends the idea that it is possible for an individual to develop vigilant attention that makes thought flexibilization and change in the course of action, possible. This operation is called Internal Dialogue and is essentially characterized by a continuous openness towards novelty and learning. This makes it possible to minimize the usual way thought operates, in a automatic fashion (automatism). The research was based on theoretical references and ideas of David Bohm (1989;1994;2005) and Michael Polanyi (1983). The main emphasis was the understanding that a crisis situation enables awareness and state of alert that favors a more flexible thought pattern (Aragão Gomes, 1994, 1997). The methodology used was presentation and analysis of these moments through autobibliographical records with indication of crisis on behalf of the subjects. Other criteria were also used that enabled the composition of the analyzed material such as the fact that: the subjects were public and real, the data was available through accessible material; the subjects identified themselves as in crisis; these crisis were of varied kinds; they had different social, cultural and professional profiles. Thus, three auto-bibliographical elements were selected: the Infidel: the story of a woman that challenged Islam (2007), written by the political Muslim author Ayaan Hirsi; Still me: memories (2001), of the actor Christopher Reeve as well as Confessions of a Philosopher (2001), by the philosopher Bryan Magee. In these books an analysis was made related to parts that stated action an though operation that express internal dialogue. These were organized into categories that were pointed out as relevant for the identification of internal dialogue such as: Perceptions of physical reaction; emotions, beliefs and issues, individual actions, self judgment and thought, self questioning, comprehension, observation and empirical investigation, perception of the changes they performed in the world, escape of conditioning as well as action that resulted in new meaning. The analysis performed reinforces our goal once it sated that internal dialogue is an important tool that allows thought awareness, minimizing common automatism and making consciousness possible as well as favoring the occurrence of critical and reflexive thought. Thus, final considerations deal with the need for the development of teaching methodologies that address internal dialogue as a counterpoint to the many daily action that reinforce the automatism of thought
metadata.dc.description.resumo: Esta tese tem como objetivo permitir maior compreensão sobre a operação do pensamento e sugerir alternativas para a formação de indivíduos reflexivos, críticos, autônomos e criativos. Defendemos que é possível o indivíduo desenvolver uma atenção vigilante capaz de flexibilizar o pensamento e possibilitar mudanças nas nossas ações e pensamento. Denominada Diálogo Interno, esta operação caracteriza-se essencialmente pela abertura ao novo e contínua disposição para o aprendizado, minimizando o modo como o pensamento opera, na maior parte do tempo (automatismo). Este estudo teve como principais referências teóricas as idéias de David Bohm (1989;1994;2005) e Michael Polanyi (1983) e como pressuposto fundamental o entendimento de que situações de crise propiciam momentos de tomadas de ciência e estado de alerta que favorecem o pensamento a operar de modo mais flexível. (Aragão Gomes, 1994, 1997). Metodologicamente, optamos por apresentar e analisar estes momentos através de relatos autobiográficos, cujo autor indicava vivenciar momentos de crise. Outros critérios foram utilizados para comporem o material a ser analisado: tratava-se de pessoas reais e públicas; os relatos estavam disponíveis em obras de fácil acesso; tratava-se de pessoas em situação de crise por elas identificadas; apresentavam situações de crise de naturezas distintas; eram pessoas com perfis sócio-culturais, profissionais e de gênero distintos. Assim, foram selecionados três relatos autobiográficos: Infiel: a história de uma mulher que desafiou o Islã (2007), da escritora e política muçulmana Ayaan Hirsi; Ainda sou eu: memórias (2001), do ator Christopher Reeve e; Confissões de um filósofo (2001), do filósofo Bryan Magee. Nestas obras foram analisados diversos trechos nos quais identificamos operações e ações de pensamento que expressam traços do Diálogo Interno, organizadas nas categorias que identificamos como relevantes para a identificação do Diálogo Interno: percepção de reações físicas, percepção dos próprios sentimentos, percepção das próprias crenças e pressupostos, percepção das próprias ações, percepção e julgamento do próprio pensamento, ação de questionamento, busca da compreensão, observação e investigação empírica, percepção de sua mudança de ação no mundo, saída do condicionamento e ação de ressignificação. As análises realizadas reforçam nosso pressuposto de que o diálogo interno é uma importante ferramenta para acionarmos a atenção vigilante do pensamento, minimizando o automatismo habitual e propiciando a tomada de consciência e a emergência de pensamentos críticos e reflexivos. Dessa forma, as considerações finais desta tese apontam para a necessidade do desenvolvimento de metodologias de ensino que contemplem o Diálogo Interno como contraponto às diversas vivências cotidianas que reforçam o automatismo do pensamento e ação
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14260
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AlinePD_TESE.pdf683,13 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.