Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14304
Título: Pastoril: uma educação celebrada no corpo e no riso
Autor(es): Vieira, Marcílio de Souza
Palavras-chave: Educação;Corpo;Riso;Pastoril;Fenomenologia;Estética;Education;Body;Laugh;Pastoral;Phenomenology;Aesthetic
Data do documento: 12-Dez-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: VIEIRA, Marcílio de Souza. Pastoril: uma educação celebrada no corpo e no riso. 2010. 183 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: By means of the Pastoral one an Education celebrated in the body and the laugh, visible is unmasked by means of cançonetas and of the licentious gesticulations of the jokers of this idleness. For such, we support ourselves in the phenomenological of Merleau-Ponty, the tradition and transmission of the verbal as it is conceived by Paul Zumthor, as well as in the phenomenology of the memory of the jokers and in the studies of cultural history and the philosophy of the body. The objective research to argue the body and the laugh as learning of the culture, as well as carrying through the production of a cartography of the potiguar pastoral ones, in the direction to argue the elements of the licentious gesticulations for the look and of cançonetas for hearing. The research is of phenomenological nature and when appealing the Phenomenology as an attitude, recognizes our look on the phenomenon, what if we show for while searching citizens and we assume the reduction and the lived world as methodological boarding to think the searched phenomenon. As he was evidenced in this study, one searched to dimensional the reach of a reflection centered in the body and the laugh through the listening of cançonetas of the Pastoral one and the vision through the licentious gestures; a reflection centered in the body of the joker of Pastoral
metadata.dc.description.resumo: Por meio do Pastoril desvenda-se uma Educação celebrada no corpo e no riso, visível por meio das cançonetas e da gestualidade licenciosa dos brincantes desse folguedo. Para tal, apoiamonos na fenomenologia de Merleau-Ponty, na tradição e transmissão da oralidade como é concebida por Paul Zumthor, bem como na fenomenologia da memória dos brincantes e nos estudos da história cultural e da filosofia do corpo. A pesquisa objetiva discutir o corpo e o riso como aprendizagem da cultura, bem como realizar a produção de uma cartografia dos pastoris potiguar, no sentido de discutir os elementos da gestualidade licenciosa pelo olhar e das cançonetas pelo ouvir. A pesquisa é de natureza fenomenológica e ao recorrermos a Fenomenologia como uma atitude, reconhecemos o nosso olhar sobre o fenômeno, àquilo que se mostra para nós enquanto sujeitos pesquisadores e assumimos a redução e o mundo vivido como abordagens metodológicas para se pensar o fenômeno pesquisado. Conforme ficou evidenciado nesse estudo, buscou-se dimensionar o alcance de uma reflexão centrada no corpo e no riso através da escuta das cançonetas do Pastoril e da visão através dos gestos licenciosos; uma reflexão centrada no corpo do brincante de Pastoril
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14304
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarcilioSV_TESE.pdf3,18 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.