Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14307
Título: Mala na mão, pé na estrada: à procura de uma pedagogia das singularidades
Autor(es): Nascimento, Hostina Maria Ferreira do
Palavras-chave: Religação de Saberes;Histórias de Vida;Diálogo;Método como Estratégia;Formação de Professores;Pedagogia;Life Histories;Dialog;Method as a strategy;Teachers formation;Pedagogy;Religação de saberes
Data do documento: 10-Dez-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: NASCIMENTO, Hostina Maria Ferreira do. Mala na mão, pé na estrada: à procura de uma pedagogia das singularidades. 2008. 160 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: We make many journeys during our lifetime. In each of them we accumulate experiences that result in an amount of knowledge that constitutes our history. The dissertation presents one of these journeys: that one I took along with students of Pedagogia da Terra project from Universidade do Estado do Rio Grande do Norte UERN to think about the knowledge within their memories in their way from countryside to city seeking for education. I used as main references to this task the ideas of Edgar Morin about Method as Strategy, implication of the subject in knowledge, pertinent knowledge, and knowledge reconnection. And from Paulo Freire I used the concepts of cultural identity assumption and dialog. I built as resource of method the metaphor of the suitcase, called by me the trunk of memory treasures . The use of this cognitive operator makes possible for those students bring their memories to the surface and share them collectively, by the process I name as auto-social- biographical narratives. The explicitness of the memories they choose to reveal by means of these narratives permitted me to understand the metamorphosis of these knowledge since their childhood to nowadays. In order to present an archeology of knowledge within these life histories I chose a narrative writing style concerned with simplicity and lightness, where I use the description of facts and discussions occurred during this journey. My main arguments in systematizing this experience are: scientific production can and should be grounded on knowledge diversity and on a more sensible approach to phenomena; education and pedagogy need to take as starting point and fuel for their practices the singularities of the subjects, their life history, educational background and knowledge resulting from both. Teacher s formation programs which students have mixed, rural and urban, background should value cognitive experiences built in the interaction with that knowledge closer of a sensible logic, deeper grounded in land and nature. Doing so, education can contribute to join diverse knowledge against monocutural forms of thinking and educational practices
metadata.dc.description.resumo: Durante nossa vida fazemos muitas viagens. Em cada uma delas vivenciamos experiências que, acumuladas, resultam na bagagem de conhecimentos que compõe a nossa história. A dissertação apresenta uma dessas viagens: a que realizei ao encontro dos alunos do Projeto Pedagogia da Terra da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte UERN para refletir sobre os saberes inscritos nas suas memórias durante o percurso que os conduziu para a cidade em busca de escolarização. Tomei como referências principais as idéias de Edgar Morin sobre método como estratégia, implicação do sujeito no conhecimento, conhecimento pertinente e religação de saberes e, de Paulo Freire, os conceitos de assunção da identidade cultural e de diálogo. Construí como recurso de método a metáfora da mala chamada por mim de baú de tesouros memorísticos. O uso deste operador cognitivo permitiu aos alunos do Projeto, trazerem à tona suas memórias e compartilhá-las coletivamente através do que chamo narrativas auto-sócio-biográficas. A explicitação das memórias que escolheram revelar através destas narrativas me permitiu compreender a metamorfose de seus conhecimentos desde criança até os dias atuais. Para apresentar uma arqueologia dos saberes inscritos nestas histórias de vida, escolhi um estilo narrativo comprometido com a simplicidade e com a leveza. Baseei-me principalmente na descrição e narração dos acontecimentos e nas reflexões e saberes construídos durante a viagem. Meus principais argumentos ao sistematizar esta experiência são: a produção científica pode e deve se pautar na diversidade de saberes e num olhar mais sensível diante dos fenômenos; a educação e a pedagogia necessitam tomar como ponto de partida e alimento de sua prática as singularidades dos sujeitos, sua formação, suas histórias de vida e os saberes delas resultantes; a formação de professores que têm uma urbanização mesclada com o rural deve valorizar experiências cognitivas construídas na interação com saberes mais próximos da lógica do sensível, mais enraizados na relação com a terra e com a natureza. Fazendo assim, a educação poderá contribuir para a religação de saberes diversos contra a monoculturalização do pensamento e das práticas educativas
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14307
Aparece nas coleções:PPGED - Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HostinaMFN.pdf1,23 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.