Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14321
Título: Uma odisséia em busca de Héstia: do turismo à hospitalidade pelos caminhos das representações sociais
Autor(es): Almeida, Juliana Vieira de
Palavras-chave: Hospitalidade;Educação;Turismo;Representações sociais;Hospitality;Education;Tourism;Social representations
Data do documento: 22-Set-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ALMEIDA, Juliana Vieira de. Uma odisséia em busca de Héstia: do turismo à hospitalidade pelos caminhos das representações sociais. 2009. 151 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: This thesis is the result of a piece of research on hospitality social representations between tourism professionals and academics in the city of Natal. The reasearch s corner stone is the point of the view that the notion of hospitality, with all its theoretical and practical implications, is essential to the success of any tourist destination. Is there any relevance in the growing use of the word, almost as a synonym for tourism? How is this notion, first learned in the domestic context and then exercised in the contact with the city and especially with visitors, represented in the learning process for professional practice and in the exercise of professional tourist reception itself? In order to answer this question, initially we chose to study the concept of hospitality in their current academic view, with reference to the French school, which binds hospitality to the maussian perspective of donation, and other scholars of the current theme, with emphasis on the research performed in the program of Master of Hospitality at the Anhembi Morumbi University, whose philosophy imprints in the hospitality concept the same sense we want to give this study. Then we chose to analyze the notion of hospitality, by the Social Representations Theory, in light of Moscovici s methodology, as well as the analysis of the core of this concept among tourism professionals and students. It was found that hospitality is still a very diffuse reference to representations of these two groups and that academic education, if accepted both theoretical and practical implications of this research s starting point, will still have a long way to go. Cities such as Natal, "naturally" hospitable, according to its dwellers, where tourism is relevant to their economies, need (re)thinking and (re)organizing, continuously, their actions towards quality and performance of their professional training especially those concerned with receptive structure
metadata.dc.description.resumo: Esta tese é resultado de uma pesquisa sobre as representações sociais do acolhimento, da alimentação, do entretenimento e da hospedagem, considerados, nesse estudo, como tempos sociais da hospitalidade. A pesquisa é realizada entre profissionais e estudantes do setor de turismo da cidade do Natal. A pesquisa parte do ponto de vista de que identificar a noção de hospitalidade, implícita em seus tempos sociais, e as suas implicações teóricas e práticas, é essencial para o êxito de qualquer destinação turística. Existe alguma pertinência no uso crescente desta palavra como sinônimo de turismo? Como os ritos ancestrais da hospitalidade, internalizados, inicialmente, no contexto doméstico e, posteriormente, no contexto das cidades são representados na aprendizagem e no exercício profissional relativos ao setor? Para responder a essas questões, inicialmente optou-se por um breve estudo da noção de hospitalidade no decorrer do tempo até a sua atualidade acadêmica, tendo como referência a linha de estudos da escola francesa, a qual vincula a hospitalidade à perspectiva maussiana da dádiva, além de outros estudiosos atuais do tema, com destaque para as pesquisas realizadas no âmbito do Programa de Mestrado em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi, cuja filosofia imprime ao conceito de hospitalidade o mesmo sentido que pretendemos auferir neste estudo. Para tanto, recorreu-se ao aporte teórico das representações sociais, à luz da metodologia de Moscovici. Constatou-se que a hospitalidade, presumidamente inserida nas palavras-induras: acolher, alimentar, entreter e hospedar apresenta um referencial notadamente marcado pela matriz doméstica e, ainda muito difuso quando analisado pelo prisma da hospitalidade comercial. Se aceitas as implicações teóricas e práticas desta pesquisa, as instituições públicas e privadas voltadas à profissionalização de pessoas para esse setor ainda terão um longo caminho a percorrer se desejarem ofertar a Cidade do Natal, que se diz naturalmente hospitaleira , profissionais capazes de auferir à hospitalidade comercial (aqui considerada como sinônimo de turismo receptivo) reais condições de hospitabilidade, enquanto arte, ciência e técnica de receber, alimentar, entreter e hospedar
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14321
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JulianaVA_TESE.pdf1,38 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.