Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14334
Título: Eram realmente pitagórico(a)s os homens e mulheres catalogado(a)s por Jâmblico em sua obra Vida de Pitágoras?
Autor(es): Silva, Josildo Jose Barbosa da
Palavras-chave: Pitágoras;Pitagóricos;Religião de mistérios;Matemática;Lista de Jâmblico;Pythagoras;Pythagoreans;Mystery religion;Mathematics;List of Iamblichus
Data do documento: 25-Out-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Josildo Jose Barbosa da. Eram realmente pitagórico(a)s os homens e mulheres catalogado(a)s por Jâmblico em sua obra Vida de Pitágoras?. 2010. 185 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: Pythagoras was one of the most important pre-Socratic thinkers, and the movement he founded, Pythagoreanism, influenced a whole thought later in religion and science. Iamblichus, an important Neoplatonic and Neopythagorean philosopher of the third century AD, produced one of the most important biographies of Pythagoras in his work Life of Pythagoras. In it he portrays the life of Pythagoras and provides information on Pythagoreanism, such as the Pythagorean religious community which resembled the cult of mysteries; the Pythagorean involvement in political affairs and in the government in southern Italy, the use of music by the Pythagoreans (means of purification of healing, use of theoretical study), the Pythagorean ethic (Pythagorean friendship and loyalty, temperance, self-control, inner balance); justice; and the attack on the Pythagoreans. Also in this biography, Iamblichus, almost seven hundred years after the termination of the Pythagorean School, established a catalog list with the names of two hundred and eighteen men and sixteen women, supposedly Pythagoreans of different nationalities. Based on this biography, a question was raised: to what extent and in what ways, can the Pythagoreans quoted by Iamblichus really be classified as Pythagoreans? We will take as guiding elements to search for answers to our central problem the following general objectives: to identify, whenever possible, which of the men and women listed in the Iamblichus catalog may be deemed Pythagorean and specific; (a) to describe the mystery religions; (b) to reflect on the similarities between the cult of mysteries and the Pythagorean School; (c) to develop criteria to define what is being a Pythagorean; (d) to define a Pythagorean; (e) to identify, if possible, through names, places of birth, life, thoughts, work, lifestyle, generation, etc.., each of the men and women listed by Iamblichus; (f) to highlight who, in the catalog, could really be considered Pythagorean, or adjusting to one or more criteria established in c, or also to the provisions of item d. To realize these goals, we conducted a literature review based on ancient sources that discuss the Pythagoreanism, especially Iamblichus (1986), Plato (2000), Aristotle (2009), as well as modern scholars of the Pythagorean movement, Cameron (1938), Burnet (1955), Burkert (1972), Barnes (1997), Gorman (n.d.), Guthrie (1988), Khan (1999), Mattéi (2000), Kirk, Raven and Shofield (2005), Fossa and Gorman (n.d.) (2010). The results of our survey show that, despite little or no availability of information on the names of alleged Pythagoreans listed by Iamblichus, if we apply the criteria and the definition set by us of what comes to be a Pythagorean to some names for which we have evidence, it is possible to assume that Iamblichus produced a list which included some Pythagoreans
metadata.dc.description.resumo: Pitágoras é considerado um dos mais importantes pensadores pré-socráticos. A escola pitagórica, por ele fundada, influenciou todo um pensar posterior na religião e na ciência. Jâmblico, filósofo neoplatônico e neopitagórico do século III d.C., elaborou, quase setecentos anos após o término do movimento pitagórico, uma das três biografias de Pitágoras, a Vida de Pitágoras. Nela, ele retrata a vida desse filósofo e nos fornece informações sobre o pitagorismo: uma comunidade religiosa assemelhada ao culto de mistérios; o envolvimento de seus participantes em assuntos políticos e no governo no sul da Itália; a exaltação dada à música (meio de purificação, de cura, recurso de estudo teórico), à ética (amizade, lealdade, temperança, autocontrole, equilíbrio interior), à justiça, e o ataque sofrido pelos pitagóricos. Ao final dessa biografia, Jâmblico elabora um catálogo com os nomes de duzentos e dezoito homens e dezesseis mulheres, suposto(a)s pitagórico(a)s de diversas nacionalidades. Tomando como base essa biografia, lança-se a questão: até que ponto, e em quais aspectos, esses homens e mulheres citado(a)s por Jâmblico podem realmente ser classificados como pitagórico(a)s? Tomaremos como elementos norteadores à busca de respostas para nosso problema central os seguintes objetivos (i) geral, identificar, quando possível, quais dos homens e mulheres listados no catálogo de Jâmblico podem ser considerados pitagóricos, e (ii) específicos: (a) caracterizar as religiões de mistérios; (b) refletir sobre as semelhanças entre o culto de mistérios e a escola pitagórica; (c) desenvolver critérios que vão definir o que é ser um pitagórico; (d) definir um pitagórico; (e) identificar, se possível, através dos nomes, locais de nascimento, vidas, pensamentos, obras, estilo de vida, geração, etc., cada um dos homens e mulheres listados por Jâmblico; (f) destacar, no catálogo, quem realmente poderia ser considerado um(a) pitagórico (a), ou se adequando a um ou vários critérios estabelecidos em c, ou atendendo ao disposto no item d. Para dar conta de tais objetivos, realizamos uma pesquisa bibliográfica valendo-se de fontes antigas que discutem o pitagorismo, principalmente Jâmblico (1986), Platão (2000/s.d.), Aristóteles (s.d.), e modernos estudiosos desse movimento: Cameron (1938), Burnet (1955), Burkert (1972), Guthrie (1988/2003), Barnes (1997), Khan (1999), Gorman (1979), Mattéi (2000), Kirk, Raven & Shofield (2005), e Fossa (2006/2010). Os resultados de nossa pesquisa mostram que, se utilizarmos as raras informações acerca de poucos desse(a)s suposto(a)s homens e mulheres catalogado(a)s por Jâmblico, e se aplicarmos sobre eles os critérios e a definição por nós anteriormente estabelecidos sobre o que vem a ser um pitagórico, é possível supor que a lista elaborada por Jâmblico pode estar constituída por alguns homens e mulheres que possuíam um modo de vida e um interesse por determinados assuntos caracteristicamente pitagóricos
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14334
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JosildoJBS_TESE.pdf1,74 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.