Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14385
Título: Dimensões didática, afetiva e formativa de docência que tecem as representações sociais entre licenciandos da UFPI
Autor(es): Soares, Norma Patricya Lopes
Palavras-chave: Representação Social;Docência;Sociogenética;Social Representation;Teaching;Sociogenetic
Data do documento: 19-Dez-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SOARES, Norma Patricya Lopes. Dimensões didática, afetiva e formativa de docência que tecem as representações sociais entre licenciandos da UFPI. 2012. 165 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: This study intends to analyze the social representation of teaching for students of first years of undergraduate courses in Education, Letters and Biology. The field of this research was the Federal University of Piaui - Campus of Picos in 2009. To reach the objective proposed above, was used the theory of social representations to the seizure of the elements which constitute such representations according to Moscovici and colleagues, considering the contribution of Abric with his Theory of Central Nucleus and Wagner with the Theory of Sociogenesis. Data were collected in two phases: first, through the Technique of Free Association of Words (TFAW) of which 100 subjects evoked representations of their teaching through the inductor terms 'to teach', 'student' and 'teacher'. For those data we used the EVOC software that promoted to detect the elements of the core and to conclude that the social representation of teaching is one of the work performed by a master / teacher who transmits, directed to an apprentice who learns, confined to the school involving the student with all his virtues to be smart, interested and dedicated, and teacher to be friend, wise bearer of knowledge and also intelligent. Then, using the Multiple Classification Procedure (MCP) only 10 subjects made ratings of 25 more evoked words in the first phase, for the analysis of data from the MPC with the use of the SPSS software we used Multidimensional Statistical Analysis (MSA) for the Free Classification we found three dimensions of Social Representation of Teaching: The Didactic, that focuses on teacher and student being superimposed, meaning the inseparability of these elements, the Affective, which presents the elements inherent in teachers with love as the strong point of this dimension, and the Formative, that is as ambiguous as ambivalent because it sees the teacher as a professional directed to help students get an education; for Directed Classification with Similarity Structure Analysis (SSA), we learn that teaching is a profession that materializes in the classroom, which is extremely true because the action happens in this teaching space, supposing a caring, loving, cheerful, capable, apt, patient, partner, responsible, dedicated, committed educator, who has wisdom and knows how to teach and help students through dialogue to there study and learning. All of it s necessary to occur the result of teaching, which is education in a disciplinary manner. The results point to a very traditional social representation of what is the role of teachers, the role of students and the role of the relationship itself between teaching and learning through the act of teaching. With this statement, we can confirm that the structure of Social Representation of Teaching for the investigated subjects reflects the sociogenetic conditions that engendered them, and that these conditions permeate their structural organization, in particular time-context in which social representation was captured
metadata.dc.description.resumo: O objetivo desse estudo consiste em analisar a representação social de docência para os estudantes dos primeiros anos dos cursos de Licenciatura em Pedagogia, Letras e Biologia. O campo dessa pesquisa é a Universidade Federal do Piauí Campus de Picos, no ano de 2009. Para o atendimento do objetivo acima proposto foi utilizada a Teoria das Representações Sociais, para que assim se apreendessem os elementos constitutivos de tais representações, conforme Moscovici e colaboradores. Tomou-se por base também a contribuição de Abric, com sua Teoria do Núcleo Central, e Wagner, com a Teoria da Sociogênese. Os dados foram coletados em duas fases: inicialmente através da Técnica de Associação Livre de Palavras (TALP); depois, por meio do Procedimento de Classificação Múltipla (PCM). Na primeira fase, 100 sujeitos evocaram suas representações de docência por meio dos termos indutores dar aula , aluno e professor . Para o tratamento desses dados utilizamos o software EVOC, que permitiu a detecção dos elementos do núcleo central e a conclusão de que a Representação Social de Docência é a de um trabalho executado por um mestre/educador que transmite, direcionado a um aprendiz que aprende, circunscrito à escola, envolvendo o aluno e professor, com todas as suas virtudes: para o primeiro, as de ser inteligente, interessado e dedicado e, para o segundo, as de ser amigo, sábio, portador de conhecimento e também inteligente. Já na segunda fase, apenas 10 sujeitos fizeram as classificações das 25 palavras mais evocadas na primeira. Para a análise dos dados do PCM, com o auxílio do software SPSS, fizemos Análise Estatística Multidimensional (MSA), para a Classificação Livre e constatamos três dimensões da Representação Social de Docência: a Didática, cujos focos são educador e aluno, sendo que estes dados, estando sobrepostos, significam a indissociabilidade desses elementos; a Afetiva, que apresenta elementos inerentes ao docente, sendo que o amor constitui o ponto forte dessa dimensão; e a Formativa, que, ao mesmo tempo, é ambígua e ambivalente, porque, nesta dimensão, o professor é um profissional vocacionado que tem a responsabilidade de ajudar o aluno a obter educação. Para a Classificação Dirigida procedemos à Análise da Estrutura de Similitude (SSA), pela qual apreendemos que a docência é uma profissão que se materializa na sala de aula, o que é extremamente verdadeiro porque a ação docente acontece nesse espaço, pressupondo um educador atencioso, amoroso, alegre, capacitado, vocacionado, paciente, companheiro, responsável, dedicado e compromissado, que tenha sabedoria e saiba ensinar e ajudar o aluno através do diálogo para que haja estudo e aprendizado. Tudo isso se faz necessário para que ocorra o resultado da docência, que é a educação de forma disciplinar. Os resultados apontam para uma representação social bem tradicional do que seja o papel docente, o papel discente e da própria relação de ensinar e aprender por meio do ato de dar aula. Reside nesta assertiva a confirmação de que a estrutura da Representação Social de Docência, para os sujeitos investigados, espelha as condições sociogenéticas que as engendraram, e que estas permeiam sua organização estrutural, no determinado momento-contexto em que a representação social foi captada
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14385
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
NormaPLS_TESE.pdf3,14 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.