Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14626
Título: Efeito do treinamento resistido na função autônomica cardíaca, nos parâmetros bioquímicos e antropométricos de pessoas vivendo com HIV/AIDS
Título(s) alternativo(s): Effect of resistance training on cardiac autonomic function, biochemical and anthropometric parameters of persons living with HIV
Autor(es): Medeiros, Jason Azevedo de
Palavras-chave: Treinamento de resistência. HIV. AIDS. HAART. Frequência cardíaca. Lipodistrofia;Resistance training. HIV. AIDS. HAART. Heart rate. Lipodystrophy
Data do documento: 21-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MEDEIROS, Jason Azevedo de. Effect of resistance training on cardiac autonomic function, biochemical and anthropometric parameters of persons living with HIV. 2014. 69 f. Dissertação (Mestrado em Movimento Humano, Cultura e Educação, Saúde e Desempenho) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Introduction: The emergence of High Active Antiretroviral Therapy (HAART) increase the life expectancy of the persons living with HIV/AIDS (PLHIV), therefore the prolonged use cause metabolic implications and influences on body fat distribution and increase the cardiovascular diseases prevalence. Aims: Evaluate the effect of resistance training on heart rate variability, biochemical parameters and somatotype on PLHIV. Methods: Participated this study seven sedentary men, with age above 25 years old, living with HIV/AIDS, under HAART use. Were submitted a 16 week intervention with resistance training. Evaluated the heart rate variability, biochemical parameters and somatotype, before, after 8 weeks and 16 weeks, all in paired form. It was found the data normality by Shapiro-Wilk test and conducted the Anova one way combined with Tukey post hoc to samples in each evaluate moment, adopting significance level p<0,05. Also were calculated percentage change deltas. For somatotype was used the somatotype spatial distance (DES), obeying the significance value DES&#8805;1. Results: Was found significance differences only in variable final heart rate delta 60s (p=0,01), however, is not showed changes on heart rate variability, biochemical parameters and somatotype components. Conclusion: 16 weeks of resistance training showed improvement on heart rate recovery after submaximal effort and, despite is not enough to produce significance differences on biochemical parameters and somatotype components, could be realize improvement on average value of fasting glucose and lipid profile, as well as reducing the endomorphic component
metadata.dc.description.resumo: Introdução: O surgimento da terapia antirretroviral altamente ativa (HAART) aumentou a expectativa de vida das pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHIV), porém o seu uso prolongado ocasiona implicações metabólicas e influencia na redistribuição de gordura corporal e aumento da prevalência de doenças cardiovasculares. Objetivo: Avaliar o efeito do treinamento resistido na variabilidade da frequência cardíaca, parâmetros bioquímicos e somatotipo de PVHIV. Métodos: Participaram do estudo 7 homens sedentários, com idade acima de 25 anos, vivendo com HIV/AIDS, sob uso de HAART. Foram submetidos a uma intervenção de 16 semanas com treinamento resistido. Avaliou-se a variabilidade da frequência cardíaca, parâmetros bioquímicos e o somatotipo, inicialmente e após 8 e 16 semanas de intervenção. Todos eles de forma pareada. Constatou-se a normalidade dos dados pelo teste de Shapiro-Wilk e realizou-se uma Anova one way combinado ao post hoc de Tukey para as amostras em cada momento de avaliação adotando um valor de p<0,05. Também foram calculados deltas de mudanças percentual. Para o somatotipo utilizou-se a distância espacial dos somatotipos (DES), obedecendo um valor de significância de DES&#8805;1. Resultados: Encontrou-se diferença significativa, somente para a variável delta da frequência cardíaca final de 60s (p=0,01), no entanto, não foram observadas modificações na variabilidade de frequência cardíaca, variáveis bioquímicas e componentes do somatotipo. Conclusão: 16 semanas de treinamento resistido demonstrou melhoria na recuperação da frequência cardíaca após um esforço submáximo e, apesar de não ser suficiente para produzir diferenças significativas nos parâmetros bioquímicos e nos componentes do somatotipo, pôde-se perceber melhoria nos valores médios de glicemia e perfil lipídico, assim como redução do componente de endomorfia
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14626
Aparece nas coleções:PPGEF - Mestrado em Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JasonAM_DISSERT.pdf1,18 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.