Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14674
Título: A morte a concepção de estudantes de enfermagem
Autor(es): Carvalho, Francisca Patricia Barreto de
Palavras-chave: Enfermagem;formação do enfermeiro;morte;fenomenologia;Nursing;training of nurses;death;phenomenology
Data do documento: 23-Out-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CARVALHO, Francisca Patricia Barreto de. A morte a concepção de estudantes de enfermagem. 2009. 74 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: Understanding the meaning of death for student nurses is the subject of this research. The motivation for the meeting place of my difficulties as a person and especially as a teacher in the face of nursing students in dealing with death on a day-to-day hospital during the undergraduate course. Death became known that this evil looms before men and destabilizing, causing often irreversible mental disorders when faced with family loss. Therefore, it is appropriate to study it the possibility of making us reflect on our way of living life and dealing with human beings from the perspective of finitude. Aimed to understand the meaning of death for nursing students. For this purpose, it was based on the following guiding question: What is the meaning of death for you as a nursing student? From this perspective, the study was developed within a qualitative dimension of the phenomenological approach. To perform ten students were interviewed during the month of July 2009. Emerged from these interviews a variety of feelings such as fear, anxiety, insecurity, failure, sadness, as the sensory experience of each. To understand the meaning units that emerged from the empirical data which constitute the essence of this research were fundamental studies dealing with Heidegger about the death in a phenomenological perspective, as well as authors Bicudo, D'Assunção, Dastur, Morin, Boff, Kübler-Ross, Boemer, among others. From the understanding of the phenomenon, we can say that death produces mixed feelings in these students that lead to selfprotection, understood, often as a departure from the other, at the approach of death. However, it proved to be sensitive and receptive to the approach of death in other dimensions, beyond the highly technical aspects, pointing to a paradigm shift that has the yeast's own willingness to change. In addition, the research highlights the weaknesses in the education of nurses regarding the understanding of the whole human death and the need to overcome them.
metadata.dc.description.resumo: Compreender o significado da morte para o estudante de enfermagem constitui o objeto desta pesquisa. A motivação para sua realização decorreu de minhas dificuldades como pessoa e, particularmente, como docente, diante de estudantes de enfermagem, em lidar com a morte no diaa- dia do hospital, durante o curso de graduação. A morte se tornou este mal desconhecido que se agiganta diante dos homens e os desestabiliza, causando, muitas vezes, transtornos mentais irreversíveis quando se deparam com perdas familiares. Por isso mesmo, justifica-se estudá-la pela possibilidade de nos fazer refletir sobre o nosso modo de levar a vida e de tratar os seres humanos na perspectiva da finitude. Teve como objetivo compreender o significado da morte para estudantes de enfermagem. Com esse propósito, pautou-se na seguinte pergunta norteadora: Qual o significado da morte para você como estudante de enfermagem? Nessa perspectiva, o estudo desenvolveu-se dentro de uma dimensão qualitativa de abordagem fenomenológica. Para sua realização foram entrevistados dez estudantes durante mês de julho de 2009. Emergiram destas entrevistas uma diversidade de sentimentos como medo, angústia, insegurança, fracasso, tristeza, conforme a experiência sensível de cada um. Para compreender as unidades de significado que emergiram do material empírico e que constituem a essência da presente investigação, foram fundamentais os estudos de Heidegger que tratam acerca da morte em uma perspectiva fenomenológica, além de autores como Bicudo, D Assunção, Dastur, Morin, Boff, Kübler-Ross, Boemer, dentre outros. A partir da compreensão do fenômeno estudado, podemos afirmar que a morte produz nestes estudantes sentimentos conflitantes que os conduzem à auto-proteção, esta compreendida, muitas vezes, como um afastamento do outro, diante da proximidade da morte. No entanto, mostraram-se sensíveis e receptivos à abordagem da morte dentro de outras dimensões, para além dos aspectos eminentemente técnicos, apontando para uma mudança de paradigmas que tem como fermento a própria vontade de mudar. Além disso, a pesquisa evidencia as fragilidades na formação do enfermeiro no que concerne à compreensão do ser humano em sua totalidade e finitude e a necessidade de superá-las.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14674
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FranciscaPBC_DISSERT.pdf413,67 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.