Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14678
Título: Avaliação da capacidade para o trabalho do servidor público: um estudo de caso em uma instituição federal de ensino superior
Autor(es): Silva, Neuma Maria da
Palavras-chave: Capacidade para o trabalho;índice de capacidade para o trabalho;servidor público federal;Capacity for work;index of capacity for work;federal public server
Data do documento: 27-Fev-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Neuma Maria da. Avaliação da capacidade para o trabalho do servidor público: um estudo de caso em uma instituição federal de ensino superior. 2009. 121 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: The ability to work, considered as resulting from a dynamic process between the individual resources in relation to their work, influenced from various factors such as sociodemographic, lifestyle, aging process and requirements of work. Aiming analyze the ability to work in a population of public servants, the study analyzed 132 public servants volunteers of the infrastructure sector, in a Federal Institution of Higher Education of the state of Rio Grande do Norte, Northeast, Brazil. Data were collected through a questionnaire called the Index of Capacity for Work - ICT. The variable analysis was done by using descriptive statistics of means, standard deviations, median minimum and maximum values of the scores of quantitative variables. The joint analysis of the variables was performed by multiple linear regression. The server had low capacity to work 11 (8.33%), moderate 31 (23.48%), good 54 (40.91), and Great 28 (21.21). Multiple regression analysis, adjusted for age, sex, education, age started to work, length of service, current capacity and full of disease, showed that best explained the variation of the CTI were age, current capacity and full of disease. The survey showed that 75% of the servers showed ICT below 43, so capacity low, moderate or good and only 25% of respondents had the CTI servers over 43 points, so great capacity for work. According to the recommendations of FIOH - Finnish Institute of Occupational Health, for servers that have these scores be implemented whose objective is to restore the ability to work which is low, improving the capacity for moderate work, support the capacity for the good work and maintain the ability to work great. Therefore, we recommend that the ICT is implemented in other units of the IFES survey in the perspective of achieving a real situation of all its servers, enabling the implementation of these measures as necessary to promote recovery and health of its employees.
metadata.dc.description.resumo: A capacidade para o trabalho, considerada como resultante de um processo dinâmico entre recursos do indivíduo em relação ao seu trabalho, sofre influência de diversos fatores, como aspectos sociodemográficos, estilo de vida, processo de envelhecimento e exigências do trabalho. Tendo como objetivo analisar a capacidade para o trabalho em uma população de servidores públicos, o estudo transversal analisou 132 servidores públicos voluntários, do setor de infra-estrutura, em uma instituição federal de ensino superior do estado do Rio Grande do Norte, nordeste, Brasil. Os dados foram coletados através de um questionário denominado Índice de Capacidade para o Trabalho ICT. A análise das variáveis foi feita através da estatística descritiva por meio das médias, desvios-padrão, mediana valores mínimos e máximos dos escores das variáveis quantitativas. A análise conjunta das variáveis foi feita por meio de regressão linear múltipla. Os Servidores apresentaram capacidade para o trabalho baixa 11 (8,33%), moderada 31 (23,48%), boa 54 (40,91%), e Ótima 28 (21,21%). A análise múltipla, ajustada por idade, sexo, educação, idade que começou a trabalhar, tempo de serviço, capacidade atual e total de doenças, evidenciou que as variáveis que melhor explicaram a variação do ICT foram a idade, capacidade atual e total de doenças. A pesquisa demonstrou que 75% dos servidores apresentaram ICT abaixo de 43 pontos - Capacidade baixa, moderada ou boa e que apenas 25% dos servidores entrevistados apresentaram o ICT acima de 43 pontos - ótima capacidade para o trabalho. De acordo com as recomendações do Instituto Finlandês de Saúde Ocupacional - FIOH, para os servidores que apresentarem esses escores devem ser implementadas medidas cujo objetivo será: restaurar a capacidade para o trabalho que se encontre baixa, melhorar a capacidade para trabalho moderada, apoiar a capacidade para o trabalho bom e manter a capacidade para o trabalho ótimo. Portanto, recomendamos que o ICT seja aplicado nas demais instituições federais de ensino superior da federação, na perspectiva da realização de um diagnóstico real da situação de todos os seus servidores, possibilitando a aplicação das referidas medidas tão necessárias à recuperação e promoção da saúde de seus colaboradores.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14678
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
NeumaMS_DISSERT.pdf754,36 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.