Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14683
Título: Custo-efetividade da terapia compressiva no processo de cicatrização de úlceras venosas
Autor(es): Bezerra, Eurides Araujo
Palavras-chave: Enfermagem;úlcera venosa;tratamento;custo-efetividade;Nursing;venous ulcer;treatment;cost-effectiveness
Data do documento: 11-Dez-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BEZERRA, Eurides Araujo. Custo-efetividade da terapia compressiva no processo de cicatrização de úlceras venosas. 2009. 157 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: Analytical study of therapeutic nonrandomized intervention type, intra-group controlled, with the aim of analyzing the cost-effectiveness of compression therapy with manipulated Unna boot in relation to conventional therapy in the healing of venous ulcers (VU) of patients treated in ambulatory clinic. The study population was composed by patients with VU treated by angiologists in Surgical Clinic Ambulatory of the Onofre Lopes University Hospital (HUOL) with a sample of 18 patients. It obtained the assent of the HUOL Ethics in Research Committee (Protocol 276/09). Data collection was performed over a period of four months by the own master's student and 34 nursing students, through the application of the research instrument in the admission of patients to the study and in the ten subsequent evaluations, performed at the time of changing Unna boot, weekly, for a maximum period of 10 weeks. The data were analyzed with SPSS 15.0 software, using descriptive and inferential statistics, and presented as tables, charts and graphs. Among those surveyed, prevailed: females, mean age 57.6 years, low education and income levels, most retired, unemployed or off work, with the standing position more than six hours per day and up to eight hours daily of domestic or occupational activities. In health status profile of respondents there were predominantly sleep, rest and inadequate elevation of the lower limbs, no smoking and/or alcohol use, presence of hypertension and no use of drugs. Most presented the first VU for over 10 years, recurrences, present VU for more than five years, involvement of left leg, in malleolar and / or distal leg region, mild edema, hyperpigmentation, lipodermatosclerosis, telangiectasies, reticular and varicose veins, mild pain, serous exudate in moderate quantity, small lesions (up to 50cm2), with predominance of granulation tissue and / or epithelialization and demarcated, elevated and irregular borders, with crusts and macerated. Most patients reported that in the 10 weeks prior to admission, made bandages at home and / or Basic Health Unit and / or ambulatory, with nursing aides or technicians, daily, and on weekends or holidays, performed by patients themselves, using healing ointment on the lesion, being observed granulation / epithelialization and increase in VU prevalent in the 10 weeks of traditional treatment. After follow up with manipulated Unna boot, was observed a decrease of lesions in all study patients, with complete healing in 27.8% of those between 1 and 5 weeks of treatment, with satisfactory evolution of the lesions, pain and ankle and calf circumferences, and unsatisfactory development of the borders of ulcers, edema, sleep, rest and elevation of the lower limbs, especially in more chronic patients. Furthermore, patients who achieved total healing and exhibited the greatest percentage reduction of lesions had a higher number of wound healing factors (ρ = 0.01 and ρ = 0.027, respectively). The manipulated Unna boot showed better results in those patients with shorter duration of injury, leading them to a satisfactory outcome within a short period of treatment. After the cost-effectiveness analysis, we conclude that the manipulated Unna boot is more effective than conventional therapy in the healing process of VU and is more cost-effective in patients with shorter lesions (ρ = 0.001), shorter treatment (ρ = 0.000) and greater number of wound healing factors (ρ = 0.005).
metadata.dc.description.resumo: Estudo analítico de intervenção do tipo terapêutico não randomizado com controle intragrupo, com o objetivo de analisar o custo-efetividade da terapia compressiva com bota de Unna manipulada em relação à terapia convencional, no processo de cicatrização de úlceras venosas (UV) de pacientes atendidos em ambulatório. A população alvo do estudo foi composta por portadores de UV atendidos por angiologistas no ambulatório de Clínica Cirúrgica do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), com amostra de 18 pacientes. Obteve parecer favorável do Comitê de Ética em Pesquisa do HUOL (Protocolo nº 276/09). A coleta de dados foi realizada num período de quatro meses pela própria mestranda e 34 acadêmicos de enfermagem, por meio da aplicação do instrumento de pesquisa na admissão dos pacientes ao estudo e nas dez avaliações subsequentes, realizadas no momento das trocas da bota de Unna semanais, por um período máximo de 10 semanas. Os dados foram analisados no SPSS 15.0, através de estatística descritiva e inferencial, e apresentados na forma de tabelas, quadros e gráficos. Entre os pesquisados, predominaram: o sexo feminino, idade média de 57,6 anos, baixo nível de escolaridade e de renda, maioria aposentada, desempregada ou afastada do trabalho, com posição ortostática maior que seis horas por dia e com até oito horas diárias de atividades domésticas ou ocupacionais. No perfil do estado de saúde dos pesquisados houve predomínio de sono, repouso e elevação dos membros inferiores inadequados, ausência de tabagismo e/ou etilismo, presença de hipertensão arterial e a não utilização de medicamentos. A maioria apresentou a primeira UV há mais de 10 anos, recidivas, UV atual há mais de cinco anos, acometimento do MIE, em região maleolar e/ou distal da perna, edema discreto, hiperpigmentação, lipodermatoesclerose, telangiectasias, veias reticulares, veias varicosas, dor leve, exsudato seroso, em moderada quantidade, lesões pequenas (até 50cm2), com predominância de tecido de granulação e/ou epitelização e bordas delimitadas, elevadas, irregulares, com crostas e maceradas. A maioria dos pacientes relatou que, nas 10 semanas anteriores à admissão, realizaram curativos em domicílio e/ou UBS e/ou ambulatório, com auxiliares ou técnicos de enfermagem, diariamente, sendo nos fins de semana ou feriado executados pelos próprios pacientes, com utilização de cicatrizantes na lesão, sendo observada granulação/epitelização predominantes e aumento das UVs nas 10 semanas de tratamento tradicional. Após o acompanhamento com bota de Unna manipulada, foi observada redução das lesões em todos os pacientes do estudo, com cicatrização total em 27,8% destes entre 1 e 5 semanas de tratamento, com evolução satisfatória do leito lesional, da dor e das circunferências do tornozelo e panturrilha, e evolução insatisfatória da borda das úlceras, edema, sono, repouso e elevação dos MMII, principalmente nos pacientes mais crônicos. Além disso, os pacientes que obtiveram cicatrização total e os que apresentaram maior percentual de redução das lesões tinham maior número de fatores de cicatrização (ρ=0,01 e ρ = 0,027, respectivamente). A bota de Unna manipulada apresentou melhores resultados naqueles pacientes com menor tempo de lesão, levando-os a uma evolução satisfatória num curto período de tratamento. Após as análises de custo-efetividade, concluímos que a bota de Unna manipulada é mais efetiva do que a terapia convencional no processo de cicatrização de UV, sendo mais custo-efetiva em pacientes com menor tempo de lesão (ρ= 0,001), menor tempo de tratamento (ρ =0,000) e com maior número de fatores de cicatrização (ρ= 0,005).
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14683
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EuridesAB_DISSERT.pdf1,49 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.