Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14747
Título: Aconselhamento em HIV/AIDS: ações e reflexões dos profissionais do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA)
Autor(es): Silva, Jaqueline Miranda Barros
Palavras-chave: Aids;Aconselhamento;Vírus HIV;Profissionais de saúde.;AIDS;Counseling;Virus HIV;Health professionals.
Data do documento: 13-Dez-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Jaqueline Miranda Barros. Aconselhamento em HIV/AIDS: ações e reflexões dos profissionais do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). 2011. 32 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: The counseling on HIV/Aids consists in a prevention strategy that contributes to increase the diagnosis of HIV and start earlier the treatment. The counseling has as pillars the emotional and educational support, risks evaluation that aim at the adoption of safe practices and the individual s responsibility for his own health. To accomplish these results, it is necessary that health workers understand counseling as a unique educational moment that stimulates the user s critical-reflection when it comes to his role as an active subject in this process. This study aimed to analyze the counseling on HIV/Aids conducted by the professionals of the Testing and Counseling Center (CTA), based on the educational perspective of Paulo Freire . This is a descriptive qualitative study with a critical reflexive design based on the principles of Action-Science. All the professionals acting as counselors in the Joao Pessoa, PB CTA, eight in total, took part in the study. Data were collected during the month of March, 2011, through non participative observation and semi-structured interviews with a critical-reflexive focus, analyzed according to the tenets of the critical-reflexive methodology, and discussed taking into consideration the Paulo Freire s pedagogy and pertinent literature. It was observed that most of the professionals expressed the work philosophy of CTA as the diagnosis and prevention of the disease, associated with the utilization and demonstration of condoms. However, upon observation of their counseling sessions, these ideas were not converted in actions. Educational themes were not covered and the condom wasn t offered at any time. The counseling actions focused on the provision of information and filling out the paper forms which are necessary for attendance. The sessions were conducted with brief dialogues and little opportunity for the users to expose or complement their thoughts and needs. The professionals mentioned as facilitating conditions for counseling, the team interaction and physical structure. The difficulties focused on the users low cognition, the large demand for attendance, aspects related to the service organization, and the counselors absences and delays. After reflecting about the actions observed in the counseling, the majority of professionals admitted the need to modify their practice in the incorporation of educational principles for the achievement of a broader prevention, and seemed to be willing to work in this perspective. In conclusion, although the counselors show ideas consistent with the purposes of CTA, these ideas are limited when it comes to the understanding of the meaning of prevention in HIV/Aids. Taking into consideration that they express a certain comprehension and act differently during the counseling, they demonstrate a lack of bond between the theories in use and the proposed ones, in accordance with the contribution of the action-science theory. The counseling, as an educative practice, doesn t materialize in the counseling itself and the orientation for reflection is not given during the attendance. These findings suggest the need to include the process of reflection in the execution of the actions of counseling, so that these practices are guided by reflexive practice, aiming at transforming the way of thinking and acting into a more educational perspective toward a more democratic and holistic assistance.
metadata.dc.description.resumo: O aconselhamento em HIV/Aids consiste numa estratégia de prevenção pela qual é possível aumentar o diagnóstico do HIV e iniciar o mais precoce o tratamento. Os pilares que sustentam a estratégia são o apoio emocional e educativo, e a avaliação de riscos, que visam à adoção de práticas seguras e responsabilidade do sujeito como agente da sua saúde. Para o alcance dos resultados, torna-se necessário que os profissionais de saúde compreendam o aconselhamento como um momento educativo ímpar, por estimular a reflexão crítica do usuário no tocante ao seu papel como sujeito ativo nesse processo. Este estudo teve como objetivo analisar o aconselhamento em HIV/Aids realizado pelos profissionais do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), na perspectiva educacional de Paulo Freire. Realizou-se um estudo descritivo com abordagem qualitativa e delineamento de investigação crítico-reflexiva, com base nos princípios da Ciência-Ação. Participaram desta pesquisa todos os profissionais, totalizando oito, que atuam no aconselhamento no CTA de João Pessoa/PB. Os dados foram coletados no mês de março de 2011, por meio da observação não participativa e entrevista semiestruturada, com enfoque crítico-reflexivo, e analisados segundo os aportes da metodologia crítico-reflexiva e discutidos à luz da pedagogia de Paulo Freire e autores pertinentes. Observou-se que a maioria dos profissionais compreende a filosofia de trabalho do CTA como sendo o diagnóstico e a prevenção associada à utilização e demonstração do preservativo. Contudo, ao observar as suas ações durante os aconselhamentos, essas ideias se concretizam parcialmente. Temas educativos não foram abordados e o preservativo não foi oferecido em nenhum dos atendimentos. As ações centraram-se no acolhimento de informações e no preenchimento dos formulários necessários ao atendimento, com diálogo breve e com pouca abertura para o usuário expor, ou completar, os seus pensamentos e necessidades. Os profissionais citaram as condições facilitadoras para o aconselhamento, a interação da equipe e estrutura física. Focalizaram as dificuldades do baixo grau de cognição dos usuários, a demanda de atendimentos e outros aspectos da organização de serviço, e o descompromisso dos aconselhadores quanto às faltas e atrasos. Ao refletir sobre as ações observadas nos aconselhamentos, a maioria dos profissionais reconheceu que precisa modificar algumas ações do atendimento para incorporação dos princípios educativos na realização de uma prevenção mais ampla, e se mostraram dispostos a trabalhar nessa perspectiva. Conclui-se que, embora os profissionais expressem ideias condizentes com os propósitos do CTA, estas são limitadas como apropriação do significado de prevenção em HIV/Aids. Na medida em que expressam uma compreensão e agem de forma diferente na realização das ações durante o aconselhamento, demonstram a desarticulação entre as teorias em uso e as teorias propostas, conforme os aportes da teoria da ciência-ação. O aconselhamento como prática educativa se concretiza parcialmente nos atendimentos e a orientação para uma reflexão é pouco oportunizada no atendimento. Esses achados sugerem a necessidade de inserir o processo de reflexão na realização das ações de aconselhamento, de forma que estas sejam pautadas na prática reflexiva, objetivando a transformação do seu modo de pensar e agir para uma perspectiva educacional com vistas a uma assistência mais democrática e integral.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14747
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
JaquelineMBS_DISSERT.pdf1,72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.