Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14757
Título: Validação de conteúdo do instrumento para consulta de enfermagem na visita domiciliar às pessoas com lesão medular: um enfoque no autocuidado
Título(s) alternativo(s): Content validation of instrument for consultation in nursing home visits to people with spinal cord injury: a focus on self-care
Autor(es): Coura, Alexsandro Silva
Palavras-chave: Enfermagem. Traumatismos da Medula Espinhal. Autocuidado. Consulta a Domicílio. Estudos de Validação;Nursing. Spinal Cord Injuries. Self Care. Household Inquiry. Validation Studies
Data do documento: 6-Fev-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COURA, Alexsandro Silva. Content validation of instrument for consultation in nursing home visits to people with spinal cord injury: a focus on self-care. 2013. 226 f. Tese (Doutorado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: This study aimed to validate the contents of an Instrument for Nursing Consultation in the Home Visit of people with Spinal Cord Injury (INCEVDOP-LM), based on the Self-Care Deficit Theory. The methodological development study was conducted with spinal cord injured (SCI) people ascribed in the Family Health Units the city of Natal/RN/Brazil, and with the nurses of these institutions. The study was conducted from Januray 2012 to January 2013 in two phases: the first aimed to identify the need for self-care of persons with SCI, and the second to develop and validate the INCEVDOP-LM. The first phase consisted of a census study of people with SCI living in Natal/RN. In the second phase, a non-probabilistic convencience sample of subjects was selected to form two groups: First stage - Group 1 of the first stage was comprised by 73 adults with SCI diagnosed with paraplegia or tetraplegia, with cognitive function preserved and that were registered to some family health unit; Group 2 of the Second phase was composed of six experts that were nurses with doctoral formation, scientific experience in the area of technology development or assistance to persons with SCI, and with publications in periodicals Qualis A2. Data collection of the first phase was conducted through home visits of people with SCI that responded three instruments: Questionnaire I (comprised of demographic and socioeconomic variables), The Competency Rating Scale for Self-care (ASA) and the Barthel Index (an instrument for evaluation of functional capacity). The research for the second phase was conducted in two stages: I-construction of the INCEVDOP LM; II-validation of the INCEVDOP-LM. The instrument and an evaluation form were forwarded to the experts for the validation. The correlations between the responses were analyzed by the Kappa test, with accepting values of>0.75. The evaluation criteria were: organization, clarity, simplicity, readability, appropriateness of vocabulary, objectivity, accuracy, reliability and suitability and the positive responses with frequency values of≥90% were considered excellent. The chi-square test was used to investigate the differences between proportions. The study attended to the principles of Human Rights CNS Resolution 196/96. Results were reported by means of four articles derived from the study. The findings indicate that the items that showed disagreement among experts (k=0.02) were diagnoses, interventions and evaluation of the nursing features pertaining to the domains of Nutrition, Hygiene, Elimination, Physical, Social and Psychological, and of the Ability to perform work activities feature. Agreement among the experts were reported for the other items, with kappa ranging from 0.72 to 1. After removing items with disagreement, all criteria achieved excellent rates and no significant differences were observed between the proportions of responses of evaluation of experts (p>0.05). We conclude that the instrument shows validity to serve as a guide for nurses to conduct a systematic consultation during the home visit to people with spinal cord injury, with emphasis on self-care. The instrument must go through other levels of validation when applied in the clinical setting
metadata.dc.description.resumo: Objetivou-se validar o conteúdo de um Instrumento para Consulta de Enfermagem na Visita Domiciliar às Pessoas com Lesão Medular (INCEVDOP-LM), baseado no modelo conceitual da Teoria do Déficit de Autocuidado. Estudo de desenvolvimento metodológico, realizado com as pessoas com LM adscritas nas Unidades de Saúde da Família (USF) de Natal e com os enfermeiros dessas instituições, no período de janeiro de 2012 a janeiro 2013. O estudo foi desenvolvido em duas fases: a primeira para identificar as necessidades de autocuidado das pessoas com LM, e a segunda para desenvolver e validar o INCEVDOP-LM. Na primeira fase foi realizado o censo de pessoas com LM residentes em Natal/RN. Na segunda fase a amostragem foi não-probabilística por conveniência. Foram formados dois grupos: Primeira fase - G1: 73 pessoas com LM diagnosticadas por especialista, com paraplegia ou tetraplegia, adultas, função cognitiva preservada e adscritas a alguma USF; Segunda fase - G2: seis juizes enfermeiros, com titulação de doutor, produção científica na área de desenvolvimento de tecnologias ou assistência às pessoas com LM e publicação com qualis A2. Para coleta de dados, na primeira fase, foram realizadas visitas domiciliares as pessoas com LM e aplicados três instrumentos: Questionário I (variáveis demográficas e socioeconômicas), Escala de Avaliação da Competência para o Autocuidado (ASA) e Índice de Barthel (avaliação da capacidade funcional). Na segunda fase, a pesquisa foi desenvolvida em duas etapas: I. Construção do INCEVDOP-LM; II. Validação do INCEVDOP-LM. O instrumento foi encaminhado, juntamente com um formulário de avaliação, para apreciação dos especialistas, sendo a concordância entre eles analisada por meio do teste Kappa, aceitando-se valores >0,75. Os critérios avaliados foram: organização, clareza, simplicidade, facilidade de leitura, adequação do vocabulário, objetividade, precisão, credibilidade e adequação. Considerou-se como frequência excelente de respostas positivas valores ≥90%. Utilizou-se o teste Qui-quadrado para investigar as diferenças entre as proporções observadas. Foram considerados os princípios da Resolução 196/96. Os resultados foram apresentados por meio de 4 artigos científicos derivados da pesquisa. Verificou-se que os itens diagnósticos, intervenções e avaliação de enfermagem das facetas dos domínios Nutrição, Higiene, Eliminação, Físico, Social e Psicológico e a faceta Capacidade para realizar atividades laborais apresentaram discordância entre os especialistas (k=0,02). Nos demais itens ocorreu concordância, com kappa variando de 0,72 a 1. Após a supressão dos itens com discordância entre os especialistas, todos os critérios atingiram índices excelentes e não ocorreram diferenças significativas entre as proporções das respostas da avaliação dos especialistas (p>0,05). Conclui-se que o instrumento apresenta validade para servir como guia para os enfermeiros na realizaçao da consulta sistematizada de enfermagem na visita domiciliar às pessoas com lesão medular, com enfoque no autocuidado, devendo passar por outros níveis de validação quando aplicado no âmbito clínico
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14757
Aparece nas coleções:PPGE - Doutorado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AlexsandroSC_TESE.pdf2,91 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.