Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14823
Título: Hanseníase: a implicação da educação em saúde para o autocuidado
Título(s) alternativo(s): Leprosy: the implication of health education for self-care
Autor(es): Duarte, Lucelia Maria Carla Paulo da Silva
Palavras-chave: Hanseníase. Enfermagem. Educação em saúde. Autocuidado;Leprosy. Nursing. Health education. Self Care
Data do documento: 27-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: DUARTE, Lucelia Maria Carla Paulo da Silva. Leprosy: the implication of health education for self-care. 2014. 80 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
metadata.dc.description.resumo: A hanseníase é um problema de saúde em nível mundial devido principalmente ao seu potencial incapacitante. A estratégia de combate à doença adotada pelo Ministério de Saúde é o diagnóstico e tratamento precoces, prevenção e tratamento de incapacidades físicas e vigilância dos contatos domiciliares. Tudo isso fundamentado na educação em saúde como sustentáculo para compreensão do processo de adoecimento, da doença em si, sua aceitação e, principalmente, das ações de autocuidado para prevenção de sequelas. Nesse contexto, questiona-se: Qual a implicação da assistência de enfermagem focada na educação em saúde para o autocuidado em portadores de hanseníase? O objetivo geral desse estudo é avaliar os conhecimentos adquiridos pelos portadores de hanseníase sobre a doença, o tratamento e autocuidado abordados durante a consulta de enfermagem. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa, realizado no Hospital Universitário Onofre Lopes. Respeitou a resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde e foi aprovado pelo comitê de ética sob nº 387.769 e CAAE 17468213.0.0000.5537. Envolveu 14 portadores de hanseníase em tratamento no ambulatório de dermatologia do HUOL. Os dados foram coletados no período de 23 de setembro a 04 de novembro de 2013 por meio de entrevista semi-estruturada; e analisados a partir da analise de conteúdo de Bardin. Os resultados e discussões são apresentados através de um artigo, o qual atende os objetivos propostos, denominado O autocuidado realizado por portadores de hanseníase . Esse objetivou identificar as ações de autocuidado de portadores de hanseníase em uma unidade de referência a partir de três eixos temáticos emersos dos discursos dos sujeitos: 1.as complicações/sequelas da hanseníase conhecidas pelos portadores da doença; 2. as ações de autocuidado adotadas pelos portadores de hanseníase; 3. as possíveis contribuições de um grupo de autocuidado para os portadores de hanseníase. Constou-se aparente superficialidade no conhecimento dos pacientes sobre as complicações da hanseníase, como também, das ações de autocuidado realizadas por eles. Verificou-se também a importância da assistência de enfermagem ao portador de hanseníase, tanto na atenção primária, quanto nos demais níveis de complexidade 11 da assistência. Considera-se que o enfermeiro é um potencial colaborador da educação em saúde como alicerce para o controle e eliminação da hanseníase
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14823
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LuceliaMCPSD_DISSERT.pdf694,25 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.