Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14833
Título: Razão e Fé: estudo do grupo de oração como prática complementar na promoção à saúde
Título(s) alternativo(s): Reason and Faith: a study of the prayer group as a complementary practice in the promotion of health
Autor(es): Siqueira, Vera Lúcia
Palavras-chave: Oração;Prática complementar;Promoção da saúde;Prayer;Complementary practice;Health promotion
Data do documento: 26-Jul-2007
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SIQUEIRA, Vera Lúcia. Reason and Faith: a study of the prayer group as a complementary practice in the promotion of health. 2007. 95 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Resumo: The World Health Organization (WHO) has given special attention to therapeutic procedures other than those practiced in conventional therapy, including homeopathy, phytotherapy, spiritual therapies and prayers, making possible the transition from a mere medicalizating model to a holistic view of the human being. This trend, earmarked in 1978 at the Alma-Ata Conference, questions the ability of technological and specialized medicine to solve the health problems of humankind. In Brazil, the onset of the Brazilian unified health system in 1988, introduced changes in the population s health care model where, within the scope of basic care, emphasis has been given to the Family Health Program since 1994. In this scenery, there is a broad area of complementary practices used in promoting health and preventing and treating diseases to support an understanding of the habits and beliefs underpinning popular practices. The purpose of this study was to analyze the perception users participating in the Peace and Balance group of the Family Health Unit of Nova Cidade, in Natal, Rio Grande do Norte, started in 1999, have of the relationship between the experience of prayer and the changes that may have taken place in their lives after joining the group. It is a case study of descriptive nature and qualitative approach. The data were collected during focus group interviews between January and February 2007, using as tools a questionnaire to describe the research participants and a discussion outline. The theoretical support approached the following: religion and the evolution of thought; complementary health practices; and religion as a complementary health practice. Those interviewed reported, as results of such experience, a reduction in stress and depression, an increase in socialization and self-esteem, improved family interaction, comfort, safety, assurance, improved blood pressure levels and a decrease in the use of antihypertension medication and psychopharmacs. Although most professionals do not consider attention to the religious and spiritual aspects an effective therapeutical complement in health care, its understanding and practice may democratize knowledge and relationships, out of which they can learn how to make health production more effective, strengthening assurance and confidence, and developing and expanding soft technologies aimed at health care promotion and wholeness
metadata.dc.description.resumo: A Organização Mundial de Saúde (OMS) vem dando atenção especial a procedimentos terapêuticos diferentes dos praticados pela terapia convencional, dentre os quais, a homeopatia, fitoterapia, terapias espirituais e orações, que possibilitam a superação do modelo puramente medicalizador para a visão holística do ser humano. Esta tendência marcada em 1978, na Conferência de Alma Ata, questiona a capacidade da medicina tecnológica e especializada na resolução dos problemas de saúde da humanidade. No Brasil, a implantação do Sistema Único de Saúde (SUS), em 1998, traz mudanças para o modelo de atenção à saúde da população, no qual destaca-se, no âmbito da atenção básica, o Programa de Saúde da Família (PSF), a partir de 1994. Neste contexto, apresenta-se um vasto campo de práticas complementares utilizadas na promoção à saúde na prevenção e tratamento de doenças, o que favorece a compreensão acerca dos hábitos e crenças que orientam as práticas populares. O objetivo deste estudo foi analisar a percepção dos usuários participantes do grupo Paz e Equilíbrio da Unidade de Saúde da Família de Nova Cidade - Natal/RN, iniciado em 1999, acerca da relação entre a vivência da oração e as mudanças que possam ter ocorrido na sua vida após ingressarem no grupo. Trata-se de estudo de caso, de caráter descritivo e abordagem qualitativa. Para a coleta de dados optou-se pela técnica de entrevista em grupo focal, o qual foi realizado entre janeiro e fevereiro de 2007, utilizando, como instrumentos, um questionário de caracterização dos pesquisados e o roteiro de discussão. O referencial teórico abordou: a religião e a evolução do pensamento; as práticas complementares na saúde; e a religião como prática complementar em saúde. Os entrevistados apontam, como efeitos dessa vivência: redução do estresse, da depressão, aumento da socialização, da auto-estima, melhoria na interação familiar, conforto, segurança, melhoria dos níveis de pressão arterial e diminuição do uso de medicação anti-hipertensiva e psicofármacos. Embora a atenção aos aspectos religiosos e espirituais não seja considerada um complemento terapêutico efetivo na assistência à saúde, pela maioria dos profissionais, a sua compreensão e prática podem democratizar saberes e relações, tirando, delas, aprendizados que tornem mais capazes a produção da saúde, ampliando a segurança e a confiança, desenvolvendo e aplicando tecnologias leves, que visam à promoção e à integralidade da atenção em saúde
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14833
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VeraLS.pdf246,54 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.