Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14842
Título: Análise de argamassas com substituição parcial do cimento Portland por cinza residual de lenha de algaroba
Título(s) alternativo(s): Analysis de mortars with partial replacement of Portland cement by residual algaroba wood ASH
Autor(es): Melo, Fellipe César Andrade Costa
Palavras-chave: Argamassa. Resíduo. Cinza. Algaroba;Mortar. Waste Materials. Wood ash. Algaroba
Data do documento: 27-Dez-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MELO, Fellipe César Andrade Costa. Analysis de mortars with partial replacement of Portland cement by residual algaroba wood ASH. 2012. 104 f. Dissertação (Mestrado em MECÂNICA DAS ESTRUTURAS, ESTRUTURAS DE CONCRETO E ALVENARIA E MATERIAIS E PROCESSOS CONSTRUTIVOS) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: With the increase in cement consumption, it has quickly become one of the inputs most consumed by mankind over the last century. This has caused an increase in CO2 emissions, as cement production releases large quantities of this gas into the atmosphere. Adding this fact to the growing consciousness of environmental preservation, it has led to a search for alternatives to cement to complement its derivatives, in the form of waste materials like the ashes. This research aimed to analyze the properties of mortars in fresh and hardened state with partial replacement of Portland cement by residual algaroba wood ash (CRLA) potteries produced by the state of Rio Grande do Norte. The CRLA was collected and sieved, where part of it was ground and characterized in comparison with that just sifted, being characterized according to its chemical composition, grain size, fineness, density, bulk density and index of pozzolanic activity. It was found that the wood ash does not act as pozzolan, and grinding it has not changed its characteristics compared to those just sifted, not justifying its use. Two traces were adopted for this research: 1:3 (cement: fine sand) and 1:2:8 (cement: hydrated lime: medium sand); both in volume, using as materials the CRLA just sifted, CP II F-32 Portland cement, CH-I hydrated lime, river sand and water from the local utility. For each trace were adopted six percentages of partial replacement of cement for wood ash: 0% (control) 5%, 7%, 10%, 12% and 15%. In the fresh state, the mortars were tested towards their consistency index and mass density. In the hardened state, they were tested towards their tensile strength in bending, compressive strength and tensile adhesion strength, and its mass density in the hardened state. The mortar was also analyzed by scanning electron microscopy and X-ray diffraction. Furthermore, it was classified according to NBR 13281 (2005). The results showed that up to a content of 5% substitution and for both traces, the residual algaroba wood ash can replace Portland cement without compromising the mortars microstructure and its fresh and hardened state
metadata.dc.description.resumo: Com o aumento do seu consumo, o cimento se tornou rapidamente um dos insumos mais consumidos pela humanidade no último século. Isso desencadeou um aumento das emissões de CO2, uma vez que a produção do cimento libera na atmosfera grandes quantidades deste gás. Somando este fato ao crescente pensamento da preservação ambiental, passou-se a buscar alternativas ao cimento, na forma de resíduos, para complementar os seus derivados, sendo uma delas as cinzas. Este trabalho teve como objetivo analisar as propriedades, no estado fresco e endurecido, de argamassas com substituição parcial do cimento Portland pela cinza residual de lenha de algaroba (CRLA) produzida pelas olarias do RN. A CRLA foi recolhida e peneirada, onde parte dela foi moída e caracterizada em comparação com a apenas peneirada, sendo caracterizadas quanto a sua composição química, granulometria, finura, massa específica, massa unitária e Índice de Atividade Pozolânica. Avaliou-se que a cinza não atua como pozolana e que ela moída pouco variou em relação a apenas peneirada, injustificando seu uso. Adotou-se para este trabalho dois traços, sendo 1:3 (cimento : areia fina) e 1:2:8 (cimento : cal : areia média), ambos em volume, usando-se como materiais a CRLA apenas peneirada, o cimento Portland CP II F-32, a cal hidratada CH-I, areia de rio e água da concessionária local. Para cada traço foram adotados percentuais de substituição parcial do cimento pela cinza, sendo eles 0% (referência), 5%, 7%, 10%, 12% e 15%. No estado fresco, as argamassas foram ensaiadas com relação ao seu índice de consistência e à densidade de massa. No estado endurecido, foram ensaiadas com relação à sua resistência à tração na flexão, à compressão e de aderência à tração, e à sua densidade de massa no estado endurecido. Elas foram também analisadas por microscopia eletrônica de varredura e por difração de Raios-X. Além disso, as argamassas foram classificadas conforme a NBR 13281 (2005). Os resultados encontrados mostraram que, até um teor de 5% de substituição e para ambos os traços, pode-se substituir o cimento pela cinza residual de lenha de algaroba sem comprometer as argamassas microestruturalmente e no seu estado fresco e endurecido
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14842
Aparece nas coleções:PPEC - Mestrado em Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FellipeCACM_DISSERT.pdf1,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.