Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14998
Título: Modelo de gerenciamento de estoques de peças de reposição para empresas de transporte urbano de passageiros
Título(s) alternativo(s): A spare parts stock management model to companies of urban passenger transport by bus
Autor(es): Fernandes, Roberto Klecius Mendonça
Palavras-chave: Gestão da manutenção;Gestão de estoques;Peças de reposição;Ônibus urbano;Maintenance management;Inventory management;Spare parts;Urban bus
Data do documento: 22-Dez-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FERNANDES, Roberto Klecius Mendonça. A spare parts stock management model to companies of urban passenger transport by bus. 2010. 120 f. Dissertação (Mestrado em Estratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: This work searches to offer a model to improve spare parts stock management for companies of urban passenger transport by bus, with the consequent progress in their maintenance management. Also known as MRO items (Maintenance, Repair and Operations), these spare parts, according their consumption and demand features, cost, criticity to operation, lead-time, quantity of suppliers, among other parameters, shouldn´t have managed their inventory like normal production items (work in process e final products), that because their features, are managed by more predictable models based, for example, in economic order quantity. In the case specifically of companies of urban passenger transport by bus, items MRO have significant importance in their assets and a bad management of these inventories can cause serious losses to company, leading it even bankrupticy business, in more severe situations which missing spare part provokes vehicles shutdown indefinitely. Given slight attention to the issue, which translates in little literature available about it when compared to that literature about normal items stocks, and due the fact that MRO items be critical to bus urban transport of passengers companies´, it is necessary, so, deepen in this theme searching to give technical and scientific subsidies to companies that work, in many times, empirically, with these so decisive inputs to their business. As a typical portfolio problem, in which there are n items, separated into critical and noncritical, while competing for the same resource, it was developed a new algorithm to aid in a better inventory management of spare parts used only in corrective maintenance (whose failures are unpredictable and random), by analyzing the cost-benefit ratio, which compares the level of service versus cost of each item. The model was tested in a company of urban passenger transport by bus from the city of Natal, who anonymously provided their real data to application in this work
metadata.dc.description.resumo: O trabalho busca oferecer um modelo para melhor gestão do estoque de peças de reposição para empresas de transporte urbano de passageiros, com a conseqüente melhoria na gestão das suas manutenções. Também conhecidos como itens MRO (Manutenção, Reparo e Operações), estas peças de reposição, em função das suas características de consumo e demanda, custo, criticidade para a operação, tempo de ressuprimento, quantidade de fornecedores, entre outros parâmetros, não devem ter seus estoques geridos como itens normais de produção (bens intermediários e produtos acabados), que pelas suas características, são regidos por modelos mais previsíveis baseados, por exemplo, no lote econômico de compra. Em se tratando especificamente de empresa de transporte urbano de passageiros por ônibus, os itens MRO têm peso significativo nos seus ativos e a má gestão deste estoque pode causar sérios prejuízos à companhia, levando-a, em situações mais graves em que a peça faltante resulte em parada de veículos por tempo indeterminado, até à falência do negócio. Face à discreta atenção ao tema, o que se traduz na pouca literatura disponível sobre o mesmo quando comparada àquela relacionada aos estoques de itens de produção, e devido ao fato dos itens MRO serem críticos para as empresas de transporte urbano de passageiros, faz-se necessário, pois, o aprofundamento no assunto buscando dar subsídios técnico-científicos às firmas que trabalham, muitas vezes de forma empírica, com estes insumos tão decisivos para o seu negócio. Tendo-se um típico problema de portfólio, no qual existem n itens, segregados em críticos e não-críticos, competindo simultaneamente pelo mesmo recurso, foi desenvolvido um novo algoritmo para auxiliar na melhor gestão do estoque de peças de reposição utilizadas somente em manutenções corretivas (cujas falhas são imprevisíveis e aleatórias), através da análise da relação custo-benefício, onde comparam-se nível de serviço versus custo de cada item. O modelo foi testado em uma empresa de transporte urbano de passageiros por ônibus da cidade de Natal, que anonimamente, forneceu seus dados reais para aplicação neste trabalho
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14998
Aparece nas coleções:PPGEP - Mestrado em Engenharia de Produção

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RobertoKMF_DISSERT.pdf1,67 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.