Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/15760
Título: Produção de quitosanase por aspergillus ochraceus em cultivo descontínuo submerso
Autor(es): Silva Filho, Raimundo Cosme da
Palavras-chave: Quitosana;Quitosanase;Quito-oligossacarídeos;Aspergillus ochraceus;Chitosan;Chitosanase;Chito-oligosaccharides;Aspergillus ochraceus
Data do documento: 13-Dez-2005
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA FILHO, Raimundo Cosme da. Produção de quitosanase por aspergillus ochraceus em cultivo descontínuo submerso. 2005. 103 f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Regionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005.
Resumo: In this work a 24 factorial design with triplicate at central point was used in order to investigate the influence of chitosan concentration (substrate) (Cs), culture media temperature (CMT), aeration ratio (AR) as well as agitation (A) on chitosanase production by Aspergillus ochraceus. Experiments were carried out using the following levels to the factors: (Cs) (-1) 0.1%; (0) 0.15%; (+1) 0.2%; (TMC) (-1) 25 minutes; (0) 30 minutes; (+1) 35 minutes; (RA) (-1) 0.4; (0) 0.6; (+1) 0.8; (A) (-1) 90 rpm, (0) 120 rpm, (+1) 150 rpm. One chitosanolytic activity (U.mL-1) was defined as the enzyme necessary to produce 1.0 mmol.min-1 of glicosamine by mL of extract. Chitosanolytic assays were carried out using two extract volumes, 0.05 and 0.1 mL, respectively. Results showed that was possible to produce chitosanase of order aproximatelly 5,9 U.mL-1 by Aspergillus ochraceus and chitosanolytic activity was increased by increment on substrate concentration, aeration ratio as well as agitation while media culture temperature increment decreased activity
metadata.dc.description.resumo: No presente trabalho utilizou-se um planejamento fatorial 24 com repetição em triplicata no ponto central, para se investigar a influência dos fatores: concentração de quitosana (substrato) (Cs), temperatura de cultivo (TMC), razão de aeração (RA) e agitação (A) na produção da enzima quitosanase por Aspergillus ochraceus. Os ensaios foram realizados aleatoriamente utilizando-se os seguintes níveis para os fatores: (Cs) (-1) 0,1%; (0) 0,15%; (+1) 0,2%; (TMC) (-1) 25 minutos; (0) 30 minutos; (+1) 35 minutos; (RA) (-1) 0,4; (0) 0,6; (+1) 0,8; (A) (-1) 90 rpm, (0) 120rpm, (+1) 150 rpm. Uma unidade de atividade quitosanolítica (U.mL-1) foi definida como a quantidade de enzima necessária para produzir (1,0 mmol.min-1) de glicosamina por mL de extrato enzimático. Para o teste de atividade quitosanolítica foram utilizados dois volumes diferentes de caldo enzimático 0,05 mL e 0,1 mL, respectivamente. Os resultados mostraram que foi possível produzir quitosanase em concentração aproximada de 5,9 U.mL-1 utilizando Aspergillus ochraceus e que a atividade foi favorecida pelo aumento da agitação (A), da razão de aeração (RA) e da concentração de substrato (Cs), enquanto que o aumento da temperatura de cultivo (TMC) não favoreceu a resposta (atividade quitosanolítica)
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/15760
Aparece nas coleções:PPGEQ - Mestrado em Engenharia Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RaimundoCSF.pdf2,01 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.