Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/15839
Título: Extração, caracterização e avaliação bioativa do extrato de Rumex acetosa
Autor(es): Santos, ênio Rafael de Medeiros
Palavras-chave: Rumex acetosa. Extração supercrítica. Trans-resveratrol. Atividade antioxidante. Compostos fenólicos totais;Rumex acetosa. Supercritical extraction. Trans-resveratrol. Antioxidant activity. Phenolic compounds
Data do documento: 8-Ago-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SANTOS, ênio Rafael de Medeiros. Extração, caracterização e avaliação bioativa do extrato de Rumex acetosa. 2013. 105 f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Regionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: Studies show the great influence of free radicals and other oxidants as responsible for aging and degenerative diseases. On the other hand, the natural phenolic compounds has shown great as antioxidants to inhibit lipid peroxidation and lipoxygenase in vitro. Among these, is highlighted trans-resveratrol ( 3,5,4 `- trihydroxystilbene ) phenolic compound , characterized as a polyphenol stilbene class. The vegetables popularly known as "Azedinha" (Rumex Acetosa) has trans-resveratrol in its composition and from this, the present work aimed to study on the supercritical extraction and conventional extraction (Soxhlet and sequential) in roots of Rumex Acetosa, evaluating the efficiency of extractive processes, antioxidant activity, total phenolic content and quantification of trans-resveratrol contained in the extracts. Extractions using supercritical CO2 as solvent, addition of co-solvent (ethanol) and were conducted by the dynamic method in a fixed bed extractor. The trial met a 23 factorial design with three replications at the central point, with the variable reply process yield and concentration of trans-resveratrol and pressure as independent variables, temperature and concentration of co-solvent (% v/v). Yields ( mass of dry extract / mass of raw material used ) obtained from the supercritical extraction ranged from 0,8 to 7,63 % , and the best result was obtained at 250 bar and 90 °C using the co-solvent 15% ethanol (% v/v). The value was calculated for YCER a flow rate of 1,0 ± 0,17 g/min resulting in 0,0469 CO2 ( g solute / g solvent ). The results of the mass yield varied between conventional extractions 0,78 % ( hexane) and 9,97 % (ethanol). The statistical model generated from the data of the concentration of trans-resveratrol performed as meaningful and predictive for a 95% confidence. GC analysis on HPLC (High Performance Liquid Chromatography), transresveratrol was quantified in all extracts and concentration values ranged between 0,0033 and 0,42 ( mg / g extract) for supercritical extracts and between 0,449 and 17,046 (mg / g extract) to conventional extractions and therefore, the Soxhlet extraction with ethanol for more selective trans-resveratrol than the supercritical fluid. Evaluation of antioxidant (radical method to sequester 2,2- diphenyl-1- picryl - hydrazyl - DPPH) the supercritical extracts resulted in EC50 values (concentration effective to neutralize 50% of free radicals) of between 7,89 and 18,43 mg/mL , while resulting in a Soxhlet extraction with EC50 values in the range of 6,05 and 7,39 mg/mL. As for quantification of the phenolic compounds (Method Spectrophotometer Folin-Ciocalteau) the supercritical extracts resulted in values between 85,3 and 194,79 mg GAE / g extract, whereas values derived from the Soxhlet extract resulted in values between 178,5 and 237,8 mg GAE / g extract. The high antioxidant activity can not be attributed solely to the presence of phenolic compounds, but the presence of other antioxidants in the existing Rumex acetosa
metadata.dc.description.resumo: Estudos revelam a grande influência dos radicais livres e outros oxidantes como responsáveis pelo envelhecimento e por doenças degenerativas. Por outro lado, os compostos fenólicos naturais tem-se apresentado como ótimos antioxidantes por inibirem a peroxidação lipídica e a lipooxigenase in vitro. Dentre estes, encontra-se em destaque o trans-resveratrol (3,5,4 trihidroxiestilbeno), composto fenólico, caracterizado como um polifenol da classe estilbeno. A hortaliça popularmente conhecida como Azedinha (Rumex acetosa) possui o trans-resveratrol em sua composição e a partir disto, o presente trabalho teve como objetivo geral o estudo sobre a extração supercrítica e a extração convencional (Soxhlet e sequencial) em raízes da Rumex acetosa, avaliando-se a eficiência dos processos extrativos, a atividade antioxidante, o teor de fenólicos totais e a quantificação do trans-resveratrol contido nos extratos. As extrações supercríticas utilizaram CO2 como solvente, adicionado de co-solvente (etanol) e foram conduzidas pelo método dinâmico em um extrator de leito fixo. Os ensaios obedeceram a um planejamento fatorial 23 com triplicata no ponto central, tendo como variável resposta o rendimento do processo e a concentração de trans-resveratrol e como variáveis independentes a pressão, a temperatura e a concentração de co-solvente (% v/v). Os rendimentos (massa de extrato seco/ massa de matéria-prima utilizada) obtidos da extração supercrítica variaram de 0,8 a 7,63%, sendo que o melhor resultado foi obtido a 250 bar e 90°C, com uso do co-solvente etanol a 15% (v/v). O valor de YCER foi calculado para uma vazão de 1,0 ± 0,17 g/min de CO2 resultando em 0,0469 (g soluto/ g solvente). Os resultados de rendimento em massa para as extrações convencionais variaram entre 0,78% (hexano) e 9,97% (etanol). O modelo estatístico gerado a partir dos dados de concentração de transresveratrol se apresentou como significativo e preditivo para uma confiança de 95%. Através de análises cromatográficas em CLAE (Cromatografia Líquida de Alta Eficiência), o transresveratrol foi quantificado em todos os extratos obtidos e os valores de concentração variaram entre 0,0033 e 0,42 (mg/g extrato) para os extratos supercríticos e entre 0,449 e 17,046 (mg/g extrato) para extrações convencionais, sendo, portanto, a extração Soxhlet com etanol mais seletiva em trans-resveratrol que a supercrítica. A avaliação do poder antioxidante Extração, caracterização e avaliação bioativa do extrato de Rumex acetosa iii Ênio Rafael de Medeiros Santos, Agosto de 2013 (método do sequestro do radical 2,2-difenil-1-picril-hidrazil-DPPH) dos extratos supercríticos resultaram em valores de EC50 (Concentração efetiva que neutraliza 50% dos radicais livres) compreendidos entre 7,89 e 18,43 μg/mL, enquanto que as extrações com Soxhlet resultaram em valores de EC50 na faixa de 6,05 e 7,39 μg/mL. Já a quantificação dos compostos fenólicos totais (Método espectrofotômetro de Folin-Ciocalteau) dos extratos supercríticos resultaram em valores compreendidos entre 85,3 e 194,79 mg EAG/g extrato, enquanto que os valores dos extratos oriundos do Soxhlet resultaram em valores compreendidos entre 178,5 e 237,8 mg EAG/g extrato. A alta atividade antioxidante pode ser atribuída não somente à presença de compostos fenólicos, mas também à presença de outros antioxidantes existentes na Rumex acetosa
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/15839
Aparece nas coleções:PPGEQ - Mestrado em Engenharia Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EnioRMS_DISSERT.pdf3,9 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.