Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16142
Título: Ideologia e poder no agendamento do discurso polifônico da imprensa em relação à seca no nordeste
Autor(es): Rosado, Cid Augusto da Escóssia
Palavras-chave: Nordeste;Seca;Discurso;Imprensa;Polifonia;Northeast;Drought;Speech;Press;Polyphony
Data do documento: 13-Out-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ROSADO, Cid Augusto da Escóssia. Ideologia e poder no agendamento do discurso polifônico da imprensa em relação à seca no nordeste. 2008. 122 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: This dissertation work is an effort to understand how the ideology and the power interferes in the signification of the speeches immersed in the context of the printed media concerning the drought in the Northeast of Brazil, weather occurrence that punishes 23 million of Brazilians, with all sort of problems. It also has specific concern about the everyday usage of the language and with the routines of the information production, without losing of sight the role of History in the formation of the identity of individuals and people. The research work is also developed in an interdisciplinary environment, applying to the formed corpus five articles from Folha de São Paulo , collected from January to July of 2005, the French Analysis method of the Speech and the theory of the polyphony of Bakhtin, in the Applied Linguistics area, accomplished with Communication beddings as the agenda-setting. The results ended to a good understanding about the ideology and power´s influence and chaining in the speeches formations as well as to comprehend peoples concept in an environment of almost-mediated interaction, bringing a media look about polyphony in the bakhtinian mold, besides showing how all these questions interferes with the half-barren the Northeast media´s vision on the subject
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação é um esforço para se compreender como a ideologia e o poder interferem na ressignificação dos discursos imersos no contexto da mídia impressa quanto à seca no Nordeste, ocorrência climática que castiga 23 milhões de brasileiros causando-lhes problemas de ordem diversa. Tem ainda preocupações com as práticas sociais da linguagem e com as rotinas de produção da notícia, sem perder de vista o papel da História na formação da identidade de indivíduos e povos. A pesquisa desenvolve-se em ambiente interdisciplinar, aplicando-se ao corpus formado por cinco reportagens da Folha de São Paulo , coletadas de janeiro a julho de 2005, o método da Análise do Discurso francesa e a teoria da polifonia de Bakhtin, do campo da Linguística Aplicada, associados a fundamentos da área da Comunicação, como os da agenda-setting. Os resultados ensejam compreensão sobre a influência das cadeias de ideologia e poder nas formações discursivas e nas posições de sujeito em ambiente de quase-interação mediada, trazem um olhar midiático sobre a polifonia de viés bakhtiniano, além de demonstrar como todas essas questões repercutem na visão da imprensa sobre o Nordeste semi-árido
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16142
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CidAER.pdf352,09 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.