Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16179
Título: Das margens do espelho: um estudo dos reflexos da morte em primeiras estórias, de João Guimarães Rosa
Autor(es): Moreira, Smally Galvão
Palavras-chave: Guimarães Rosa;Primeiras estórias;Espelho;Figura da morte;Guimarães Rosa;Primeiras estórias;Mirror;Figure of death
Data do documento: 8-Abr-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MOREIRA, Smally Galvão. Das margens do espelho: um estudo dos reflexos da morte em primeiras estórias, de João Guimarães Rosa. 2010. 103 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: This paper is divided into three chapters, which are structured as follows: in the first chapter, we examine the figure of death and its characteristics in the context of the work of Guimarães Rosa, within a specific type, determining how this figure comes through " imposition "," no "," memory "and" ritual. " We intend to cover all the possibilities that this aspect denotes. In the second chapter, we found the incidence of the mirror as an analysis of our study, characterizing it as a stylistic condition can become a reading key, necessary for interpretation of the book "First Stories". The characterization of the mirror as an element of analysis has a theoretical foundation which stretches out along other literary works that are based on the same object. By setting the points where these works approach the theories of speculation, we want to justify their use from our perspective
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho divide-se em três capítulos, que constituem a seguinte estrutura: no primeiro capítulo, analisamos a figura da morte e suas características no contexto da obra de Guimarães Rosa, dentro de uma tipologia específica, determinando como essa figura surge através de imposição , ausência , memória e ritual . Com isso, pretendemos abranger todas as possibilidades que esse aspecto denota. No segundo capítulo, observamos a incidência do espelho como elemento de análise de nosso estudo, caracterizando como uma condição estilística pode se tornar uma chave de leitura, necessária à interpretação do livro Primeiras Estórias . A caracterização do espelho como elemento de análise possui uma fundamentação teórica que se descortina ao longo de outras obras literárias que têm por base o mesmo objeto. Ao estabelecer os pontos em que tais obras se aproximam das teorias da especularidade, pretendemos justificar seu uso sob nossa perspectiva
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16179
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SmallyGM_DISSERT.pdf486,91 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.