Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16208
Title: A melancolia nas crônicas de Maria Judite de Carvalho
Authors: Freitas, Olívia Rocha
Keywords: Melancolia;Tradição;Modernidade;Crônica.;Melancholy;Tradition;Modernity;Chronic.
Issue Date: 8-Jul-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FREITAS, Olívia Rocha. A melancolia nas crônicas de Maria Judite de Carvalho. 2011. 223 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Portuguese Abstract: Maria Judite de Carvalho iniciou sua produção literária em 1949 nos periódicos da capital lusitana e até o seu falecimento, que se deu em 1998, publicou mais de mil textos que, em sua maioria, nunca foram extraídos de seu suporte original, o jornal, tornando-os desconhecidos do público atual. Com intuito de resgatar parte desse precioso material literário escolhi como corpus dessa pesquisa as crônicas publicadas no Diário de Lisboa, periódico onde a escritora exibiu o maior número de textos, na seção Rectângulos da Vida que contou com 395 (trezentos e noventa e cinco) crônicas durante cinco anos consecutivos (1968-1972). Analisando esses textos percebi que a escritora inseria em sua narrativa as transformações ocorridas no século XX, em Portugal, capturando o momento de rupturas com alguns modelos tradicionais e introduzindo novos paradigmas impostos pela modernidade. O que ocorre, nesse período, é uma alteração extremamente rápida e profunda de valores e costumes com os quais a sociedade portuguesa se depara e vivencia com certa intranquilidade. Diante desse cenário instável, Maria Judite expressa, através de sua narrativa crítica e irônica, o retrato do povo português e de seu comportamento repleto de angústias e tristezas que se revelam através da melancolia. Após uma leitura exaustiva de seus textos verifiquei que este era o elemento norteador da escrita juditiana. Ela é apresentada nas crônicas sob diversos aspectos que foram privilegiados durante os cinco anos de publicações sendo eles a solidão, o abandono, a morte, o isolamento dos indivíduos que se sentiam cada vez mais impotentes diante das transformações vivenciadas e como consequência desse estado apresentam-se melancólicos o tempo todo. Essa, portanto, é a fotografia de Maria Judite de Carvalho sobre a sociedade portuguesa narrada em suas crônicas como pude verificar nessa pesquisa
Abstract: Maria Judite de Carvalho began his literature in 1949 in journals of Lusitanian capital. Until his death, which occurred in 1998, published more a thousand texts, most of them have never been extracted from their support original, the newspaper, making them unknown to the public today. In order to rescue of this precious material chosen as the literary corpus of Search the chronicles published in the Diário de Lisboa, periodic where the writer published the largest number of texts in the section Rectângulos da Vida, 395 (three hundred and ninety-five) chronic for five consecutive years (1968-1972). Looking at these texts I realized that she inserted into her narrative the changes occurred in the twentieth century, in Portugal, capturing the moment of breaking with traditional models and introducing new paradigms imposed by modernity. What happens in this period is an extremely fast and deep change of values and customs with which the Portuguese society faces and experiences with a certain uneasiness. Given this unstable scenario, Maria Judite expresses, through her ironic and critical narrative, the portrait of the Portuguese people and their behavior full of anguish and sorrows that are revealed through the gloom. After a thorough reading of his texts I found that this was the guiding element of juditiana writing. It is presented in the chronicles in many respects they were privileged during the five years of publications they are loneliness, abandonment, death, isolation of individuals who feel increasingly powerless in the face of changes experienced as a consequence of this state and present is melancholy all the time. This is a photograph of Maria Judite de Carvalho on Portuguese society told in her chronicles as I saw this survey.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16208
Appears in Collections:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
OliviaRF_TESE.pdf4.43 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.