Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16244
Título: O riso irônico na obra poética de Cruz e Sousa
Autor(es): Silva, Célia Marília
Palavras-chave: Cruz e Sousa. Lírica. Riso. Ironia. Questões sociais;Cruz e Sousa. Lyric. Laughter. Irony. Social issues
Data do documento: 25-Set-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Célia Marília. O riso irônico na obra poética de Cruz e Sousa. 2012. 113 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: This work brings up a review on the poetic works of Cruz e Sousa, a nineteenth-century Brazilian poet. Laughter has been chosen as an analytical category, because it is a pertinent theme which makes possible a more accurate comprehension of the lyric content of Cruz e Sousa s poetic works. The laughter manifested in his verses is seen as a mechanism which compensates both normativeness and seriousness, as well as turns inside out whatever society establishes as being natural or an absolute truth. Amongst his poems, we will focus on the ones which express their lyric nature both through laughter and irony, since these elements serve as a means to criticize the Brazilian society in the late nineteenth-century and early twentieth-century. This study is guided by theories of laughter proposed by Minois (2003), Bakhtin (1993), Bergson (2007), as well as Adorno s (2003) and Antonio Candido s (2010) theoretical assumptions concerning lyric poetry and society
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho apresenta uma análise sobre a poesia de Cruz e Sousa, poeta brasileiro do século XIX. Para este fim, toma-se o riso como categoria analítica por se tratar de um tema pertinente que possibilita uma melhor compreensão do teor lírico de sua obra poética. O riso nos versos de Cruz e Sousa é visto como mecanismo de contrapeso à normatividade e ao princípio de seriedade estabelecidos, além de colocar pelo avesso o que a sociedade institui como sendo verdade natural ou absoluta. No conjunto poético, interessa-nos analisar os poemas que expressam o teor lírico na dupla vertente do riso e da ironia, visto que são usados como meios de crítica à sociedade, em especial à sociedade brasileira do final do século XIX e início do século XX. Para tanto, utilizamos como suporte teórico as teorias sobre o riso elaboradas por Minois (2003), Bakhtin (1993) e Bergson (2007), bem como as teorias referentes à lírica e à sociedade de Adorno (2003), e Antonio Candido (2010)
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16244
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CeliaMS_DISSERT.pdf663,62 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.