Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16339
Título: O ser elástico, mola, agulha, trepidação: expressões do homoerotismo em Fernando Pessoa
Autor(es): Medeiros, Felipe Garcia de
Palavras-chave: Fernando Pessoa. Homoerotismo. Gênero. Performance. Queer;Fernando Pessoa. Homoerotism. Gender. Performance. Queer
Data do documento: 7-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MEDEIROS, Felipe Garcia de. O ser elástico, mola, agulha, trepidação: expressões do homoerotismo em Fernando Pessoa. 2014. 230 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: This Masters thesis investigates and analyzes the homoerotic expressions in Fernando Pessoa s poetry and in his heteronyms : Álvaro de Campos, Alberto Caeiro and Ricardo Reis. Through the elaboration of deceptive strategies as a way to escape from the insults and the constraints, the poet by means of creative runaway lines builds up a homoerotic poetry that differ from the established patterns and representational models of the literature. We can find, bearing in mind a problematic sexuality which overflows in the various I s, of the sinuous identities and the movable boundaries, and intense mask games. They become real in poems, especially by means of sensations, yielding the possibility of a queer discourse and generating a homoerotic poetry. Pessoa s homoerotism is, thus, presented amid friendly relationships, smooth spaces, of heterotrophy of the city, or others space and the closet s aesthetics. Based on this, it is noted the articulations of a performance gender as body scripture and inscription, thus establishing a physical-writing which reveals a transgressive sexuality, with multiple entrances and exits, affirmations and denials that originate paradoxes. In this matter, we develop links between Foucault conceptions (2010a, 2010b, 2011) towards the history of sexuality, friendship and the power-knowledge relations with traces of significance and subjectivity, in processes of faciality and BwO (Body-without-Organs) in Deleuze and Guattari (1996). We still consider the ontological questionings towards the Gay dimension in Eribon (2008) and we raise aspects concerning the construction of the idea of masculinity in Bourdieu (2010). Finally, we base ourselves on Sedgwick s 1993 closet epistemological approach, as well as on Butler s 2012 gender and performance theory, also going through a few Bataille 1987 passages about erotism, that redimension the homoaffective images of the Portuguese poet
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação investiga e analisa as expressões do homoerotismo na poesia Fernando Pessoa e de seus principais heterônimos: Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Ricardo Reis. Elaborando estratégias de fingimento como uma forma de escapar às injúrias e interdições, o poeta através de linhas de fuga criadoras constitui uma poética homoerótica, diferente dos padrões estabelecidos e dos modelos representacionais da literatura. Nós podemos encontrar, tendo em vista uma sexualidade problematizada, que transborda na multiplicidade dos eus, das identidades fluidas e de fronteiras móveis, intensos jogos de máscaras. Estas se corporificam nos poemas, sobretudo, por meio das sensações, dando lugar à possibilidade do discurso queer e homoerótico emergir. O homoerotismo pessoano é, assim, descortinado em meio às relações estéticas da amizade, dos espaços lisos, das heterotopias da cidade, ou espaços do outro, e da estética do armário. Partindo disso, percebemos as articulações de um gênero de performance como escritura e inscrição do corpo, estabelecendo uma escrita-física, que pontua uma sexualidade transgressora, com múltiplas entradas e saídas, afirmações e negações, instauradoras de paradoxos. Neste âmbito, desenvolvemos correlações entre concepções de Foucault (2010a, 2010b, 2011) sobre a história da sexualidade, amizade e relações de poder-saber , com traços de significância e de subjetivação, em processos de rostidade e CsO (Corpo-sem-Órgãos), em Deleuze e Guattari (1996). Consideramos, ainda, os questionamentos ontológicos, voltados para a dimensão Gay , em Eribon (2008) e levantamos aspectos a respeito da construção da ideia de masculinidade em Bourdieu (2010). Finalmente, apoiamo-nos na abordagem da epistemologia do armário, de Sedgwick (1993), como na teoria de gênero e performance de Butler (2012), encaminhando, além disso passagens pelo erotismo, de Bataille (1987), redimensionadoras das imagens homoafetivas do poeta português
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16339
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FelipeGM_DISSERT.pdf1,6 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.