Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16366
Título: Inês de Castro no romance contemporâneo português
Autor(es): Souza, Aldinida de Medeiros
Palavras-chave: Inês de Castro;romance histórico contemporâneo;circularidade do mito;Ines de Castro;contemporary historical novel;circularity of myth
Data do documento: 27-Ago-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SOUZA, Aldinida de Medeiros. Inês de Castro no romance contemporâneo português. 2010. 209 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: Ines de Castro is a theme in literature from the fourteenth century. The historical fact of his death, in 1355, became a landmark in the history of Portugal and, since then, several literary texts from various genres, have dealt with this theme, this made the couple Pedro and Ines a myth of love passion, of love beyond the barriers of death, like Tristan and Isolde, Romeo and Juliet, Abelard and Heloise. The literary myth - or any picture that mythologize literature - is always prepared before culturally and works in the same way that so many others, this is, as an element of cultural identity, either collectively or individually, making it also a feature poetic. Thereby, is an archetype confirmed through time and eventually reveals a series of webs of the human psyche. Ines de Castro became the Portuguese myth of eternal love: she became queen after your dead. The persistence of the myth makes the love story of Pedro and Ines continue to produce texts of various literary genres. This study examines six contemporary historical novels, to show that the way actually this kind o novel does a new formulacion of Pedro e Ines mythical, because now it s different view likes the victim in Os lusiadas and other texts from the past. Collaborate to this news relacions between history and literature and a novelist's new stance in relation to historical facts that relate like reffering to novel. The intention is to show, through the novels chosen now Ines de Castro have different profiles than it had before in tradicional historic novels from the period of Romanticism and New Romanticism. Authored by Agustina Bessa-Luís, João Aguiar, António Cândido Franco, Seomara da Veiga Ferreira and Luis Rosa, the six novels studied show the circularity cultural of inesian myth showing this new character of the new person Ines in the contemporany historical novel
metadata.dc.description.resumo: Inês de Castro é um tema presente na literatura desde o século XIV. O fato histórico de sua morte, em 1355, tornou-se um marco na História portuguesa e, desde então, diversos textos literários, de vários gêneros, têm tratado desse tema, o que fez do casal, Pedro e Inês, um mito do amor paixão, do amor que ultrapassa as barreiras da morte, assim como Tristão e Isolda, Romeu e Julieta, Abelardo e Heloísa. O mito literário ou qualquer figura que literatura mitificou é sempre pré-elaborado culturalmente e funciona nos mesmos moldes que tantos outros, isto é, como um elemento da identidade cultural, quer coletiva, quer individualmente, tornando-se, também, um recurso poético. Desse modo, é um arquétipo confirmado pelo tempo e acaba por revelar uma série de teias da psique humana. Inês de Castro tornou-se o mito português do amor eterno: é a "que depois de morta foi rainha". A permanência do mito faz com que a história de amor de Pedro e Inês continue a render textos literários de diversos gêneros. Esta pesquisa debruça-se sobre seis romances históricos contemporâneos, a fim de evidenciar que a forma como esse romance é escrito na contemporaneidade traz uma reelaboração da imagem mítica de Inês, visto que agora não é mais tratada como a Inês vítima, presente n Os lusíadas e em outros textos de épocas passadas. Para isso, colaboram as novas relações entre História e Literatura e uma nova postura do romancista em relação aos fatos históricos tomados como referentes do romance. O intento é evidenciar, através do corpus escolhido, que Inês de Castro tem agora diversos perfis, os quais não se viam nos romances históricos tradicionais, da época do Romantismo e Neo-romantismo. Da autoria de Agustina Bessa-Luís, João Aguiar, António Cândido Franco, Seomara da Veiga Ferreira e Luís Rosa, os seis romances em estudo comprovam a circularidade cultural do mito inesiano, mostrando essa nova personagem Inês de Castro romance histórico contemporâneo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16366
Aparece nas coleções:PPGEL - Doutorado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AldinidaMS_TESE.pdf1,2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.