Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16723
Título: Controle circadiano e homeostático do sono-vigília em pacientes com acidente vascular encefálico e correlações com a qualidade de vida e o nível de atividade física
Autor(es): Cavalcanti, Paula Regina Aguiar
Palavras-chave: ciclo sono-vigília;qualidade de vida;nível de atividade;stroke;sleep-wake;quality of life;activity level
Data do documento: 10-Jul-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CAVALCANTI, Paula Regina Aguiar. Controle circadiano e homeostático do sono-vigília em pacientes com acidente vascular encefálico e correlações com a qualidade de vida e o nível de atividade física. 2009. 154 f. Dissertação (Mestrado em Movimento e Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: The cerebral vascular accident is a neurological dysfunction of vascular origin that leds to development of motor sensibility, cognitive, perceptive and language deficits. Despite the fact that the main sleep disorders in stroke patients are well known, it is still necessary to analyze which mechanisms of regulation of sleep and wakefulness are affected. The objective of this study was to evaluate the changes in the circadian and homeostatic control of sleep-wakefulness in stroke patients and the correlations with quality of life and level of physical activity. The study analyzed 22 stroke patients (55± 12 years old) and 24 healthy subjects (57 ±11 years old). The instruments used in this study were questionnaires on sleep quality, daytime sleepiness, quality of life, physical activity level and the actigraphy. The data were analyzed using the Student `t test, Mann-Whitney test, ANOVA and Spearman's correlation tests. The results showed stability in the sleep-wake circadian expression with changes in the amplitude of the rhythm. However, significant changes were found related to the homeostatic component characterized by increased sleep duration, increased latency, fragmented sleep and lower sleep efficiency. Additional data showed decreased quality of sleep and increased daytime sleepiness, as well as decreased quality of life and level of physical activity. The results indicate that the interaction of circadian and homeostatic control of sleep-wake is compromised and the main reason might be because of the homeostatic component and the lower activity level resulting from the brain damage. Thus, further studies may be developed to evaluate whether behavioral interventions such as increased daytime activity and restriction of sleep during the day can influence the homeostatic process and its relation to circadian component, resulting in improved quality of nocturnal sleep in stroke patients
metadata.dc.description.resumo: O Acidente Vascular Encefálico (AVE) é uma disfunção neurológica de origem vascular com desenvolvimento de déficits sensóriomotores, cognitivo, perceptivo e da linguagem. Apesar de serem conhecidas as principais alterações do sono nos pacientes com AVE, ainda é necessário analisar quais mecanismos da regulação do sono e vigília estão afetados. O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações do controle circadiano e homeostático do sono-vigília em pacientes com AVE e as correlações com a qualidade de vida e o nível de atividade física. Participaram do estudo 22 pacientes (55±12 anos) e 24 sujeitos saudáveis (57±11 anos). Os instrumentos utilizados neste estudo foram os questionários sobre a qualidade do sono, sonolência diurna, qualidade de vida, nível de atividade física e a actimetria. Os dados foram analisados através do teste t`Student, teste de Mann-Whitney, ANOVA e teste de correlação de Spearman. Os resultados encontrados no estudo apontaram estabilidade da expressão circadiana do sono-vilígia com alteração na amplitude do ritmo. Entretanto, foram encontradas alterações homeostáticas significativas relacionadas com maior duração do sono, latência e fragmentação do sono, assim como menor eficência. Dados adicionais mostraram comprometimento da qualidade do sono e aumento da sonolência diurna, assim como diminuição da qualidade de vida e do nível de atividade física. Os resultados observados indicam comprometimento da interação do controle circadiano e homeostático do sono-vigília desencadeado principalmente pelo homeostático e diminuição do nível de atividade consequentes da lesão cerebral ocorrida. Dessa forma, estudos posteriores podem ser desenvolvidos a fim avaliar se intervenções comportamentais, como aumento da atividade diurna e restrição do sono durante o dia, podem influenciar o processo homeostático e sua relação com o circadiano resultando em melhoria da qualidade do sono noturno em pacientes com AVE
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16723
Aparece nas coleções:PPGFS - Mestrado em Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PaulaRAC_DISSERT.pdf2,16 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.