Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16744
Title: Efeito da crioterapia e da laserterapia na resposta ao dano muscular induzido pelo exercício excêntrico: ensaio clínico e randomizado
Authors: Macedo, Liane de Brito
Keywords: Laser. Gelo. Eletromiografia. Inflamação. Exercício físico;Laser. Ice. Electromyography. Inflammation. Exercise
Issue Date: 18-Dec-2013
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MACEDO, Liane de Brito. Efeito da crioterapia e da laserterapia na resposta ao dano muscular induzido pelo exercício excêntrico: ensaio clínico e randomizado. 2013. 79 f. Dissertação (Mestrado em Movimento e Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Portuguese Abstract: Contextualização: O dano muscular induzido pelo exercício afeta principalmente indivíduos que retornaram à atividade física após um tempo sem praticá-la ou realizaram algum tipo de exercício exaustivo, principalmente exercícios excêntricos. Objetivo: Avaliar o efeito da crioterapia e da laserterapia na resposta ao dano muscular induzido pelo exercício excêntrico no músculo bíceps braquial. Metodologia: Trata-se de um ensaio clínico e randomizado composto por 60 sujeitos do sexo feminino. Todos foram submetidos inicialmente a uma avaliação composta por perimetria, mensuração da sensação dolorosa (por meio de algometria e escala visual analógica), eletromiografia e dinamometria. Em seguida as voluntárias realizaram um protocolo de exercício no dinamômetro isocinético composto de 2 séries de 10 contrações excêntricas a 60°/s para os flexores de cotovelo. Finalizado o protocolo, foi realizada uma intervenção de acordo com o grupo previamente e aleatoriamente distribuído: grupo controle (sem realizar intervenção), grupo crioterapia e grupo laserterapia. Por fim, os indivíduos foram submetidos a reavaliações imediatamente e 48 horas após o protocolo de intervenção, exceto para Escala Visual Analógica (EVA), que também foi avaliada 24 horas após o exercício. Foram analisadas a circunferência do membro, a sensação dolorosa (EVA e algometria), a amplitude de ativação muscular (através do Root Mean Square-RMS), a frequência mediana, o pico de torque normalizado pelo peso corporal, o pico de torque médio, a potência e o trabalho. Resultados: A frequência mediana no pós imediato do grupo crioterapia foi a única variável que apresentou diferença inter e intragrupo; as demais variáveis analisadas só apresentaram diferenças intragrupo. Os valores da perimetria não se alteraram no pós imediato para os grupos que realizaram crioterapia e laserterapia, no entanto, houve um aumento após 48 horas; os valores da algometria reduziram nas 48h para todos os grupos e os da EVA aumentaram em 24 e 48 horas também para todos os grupos. Em relação ao RMS não foi observada alteração significativa. Para dinamometria, o pico de torque normalizado pelo peso corporal e o pico de torque médio tiveram um comportamento similar, com uma redução no pós imediato que se manteve após 48 horas. Já para a potência e o trabalho, foi observada uma diminuição nos valores do pós imediato com uma nova redução após 48 horas. Conclusão: A crioterapia e a laserterapia não alteram a resposta ao dano muscular, exceto para os valores de perimetria imediatamente após o exercício
Abstract: Exercise-induced muscle damage mainly affects individuals who returned to physical activity after a time without practicing it or had some kind of exhaustive exercise, particularly eccentric exercise. To evaluate the effect of cryotherapy and laser therapy in response to muscle damage induced by eccentric exercise on the biceps muscle. This was a randomized clinical trial consisting of 60 female subjects. All subjects initially underwent an evaluation consisting of perimetry, measurement of pain sensation (via algometry and visual analogue scale), electromyography and dynamometry. Then the subjects performed an exercise protocol on the isokinetic dynamometer consisting of 2 sets of 10 eccentric elbow flexors contraction at 60 °/s. Completed this protocol, an intervention was held according to a previously random group distribution: control group (no intervention), cryotherapy group and laser therapy group. Finally, subjects were re-evaluated immediately and 48 hours after the intervention protocol, except for Visual Analogue Scale (VAS), which was also evaluated 24 hours after exercise. The circumference of the limb, the pain sensation (VAS and algometry), the muscle activation amplitude (via Root Mean Square - RMS), median frequency, peak torque normalized per body weight, average peak torque, power and work were analyzed. The median frequency immediately after the intervention protocol on the cryotherapy group was the only variable that showed inter and intra-group differences; the remaining variables showed only intragroup differences. The perimetry values did not change immediately after the protocol on the groups which underwent cryotherapy and laser therapy, however, there was an increase after 48 hours; algometry values decreased in all groups for 48 hours and the VAS values increased 24 and 48 hours also for all groups. Regarding RMS no significant change was observed. For dynamometry, peak torque normalized per body weight and average peak torque had a similar behavior, with a reduction in the post protocol that has remained after 48 hours. For the power and work, a decrease was observed immediately after the protocol with a further reduction after 48 hours. Cryotherapy and laser therapy does not alter the muscle damage response, except for the perimetry values immediately after exercise.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16744
Appears in Collections:PPGFS - Mestrado em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LianeBM_DISSERT.pdf2,59 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.